Frodinho Foi e Voltou!

Frodinho junto de mim de novo!


Eu ainda estou me recuperando do susto. Acho que vai levar tempo até eu parar de cutucar o Frodinho enquanto ele dorme, só para saber se ele tá vivo. No começo da semana levamos ele para fazer um exame e da clínica foi direto para UTI. Assim, no susto. 

Semana passada eu tinha notado que ele estava com a respiração ofegante. Mas como ele tinha acabado de chegar na minha cama à toda velocidade, achei que era porque tinha corrido muito. Então não dei muita importância. Uns dias se passaram até que eu notasse de novo e aí achei estranho, pois, desta vez, ele estava paradão há um tempo e respirava com muita força. Procuramos a veterinária, ela perguntou se ele tinha outros sintomas, falamos que não.  Ela não conseguiu vir vê-lo naquele dia, veio dois dias depois somente e constatou que realmente não tinha nenhum outro sintoma além da respiração ofegante. Pediu um raio-x de pulmão.  No mesmo dia, Wally e eu levamos o Frodo para fazer o exame e aí começou todo o susto. 

Assim que terminou o exame, o pessoal do clínica falou que a gente tinha que esperar para que uma veterinária conversasse com a gente. Já fiquei apreensiva, pois isso nunca tinha acontecido antes. Sempre voltamos pra casa direto e ficávamos esperando o resultado. A vet nos falou que ele sairia de lá direto para uma clínica equipada com UTI, pois ele tinha muito líquido no pulmão e tinha que ser drenado com urgência. Nem titubeamos e fomos na clínica indicada, aqui no bairro mesmo. 

Lá examiram Frodo mais um pouco e explicaram que o procedimento era delicado e ele teria que ficar lá pelo menos uma noite.  Perguntei se tinha risco de morte, me falaram que não. O que constatei que era mentira, pois nos ligaram bem de noite para falar que o procedimento tinha sido feito, mas que ele teve uma parada cardio-respiratória! Eu fiquei desesperada! Chorei muito, tremia de nervoso, mesmo depois de nos falarem que Frodinho voltou e que estava normal.  Como lidar com a informação que o meu filhote morreu? Sim, ele morreu por instantes. E o medo de ele ter ficado com sequelas?  Fora o desepero de estar longe dele. Fiquei muito angustiada, pensando no desespero do meu Frodo ali sozinho, sem entender nada.  Foi uma noite que mal dormimos, com muito medo do telefone tocar e a gente escutar uma notícia trágica. O telefone não tocou. Ufa.

Naquele dia de manhã, troquei o meu horário de trabalho. Eu precisava visitar o Frodinho, precisava que ele me visse perto dele. Fomos visitá-lo umas 11 da manhã, horário que a clínica tinha disponível.  Fiquei emocionada com a reação dele. Ele ficou muito aliviado quando escutou nossa voz, quando a gente mexeu nele. Foi de cortar o coração o alívio do meu gatinho. Ele se jogou nos meus braços, mesmo estando com soro na patinha e com dificuldade de locomoção por causa disso.  Ficamos lá até que o veterinário nos expulsasse. Acho que não deu nem 20 minutos de visita. Mas serviu para nos acalmar, e acalmar o Frodinho. Ele estava bem! E ele viu que a gente não tinha o abandonado lá!

Ele  voltou para casa mesmo dia, no fim da tarde. Ficou meio amuado nas primeiras horas, estava bem cansado. Mas depois voltou a ser o Frodo de sempre, pedindo comida, pulando e correndo de um lado para outro. Assistindo TV no colo da gente!  Sam ficou feliz em ter o irmão de volta, apesar de não ter gostado do cheio de hospital do Frodo. Fazia cada careta toda vez que cheirava o irmão!



Escrevo com Frodo nomeu colo. Anda grudado em mim muito mais que antes! E eu também ando grudada nele! Ainda bem que agora estou de férias e posso ficar bem pertinho.  Ainda não saíram o resultados de todos os exames. Ainda não saiu o laudo do exame do líquido do pulmão. Não sabemos o que ele de fato teve.  A vet receitou antibiótico. Ele toma duas vezes por dia. Damos o remédio no mesmo horário da aplicação de insulina do Sam. Aqui tá parecendo hospital agora! Dois pacientes recebendo medicação duas vezes por dia. Ainda bem que Sam não dá trabalho. Frodo tem tentado nos enganar, fingindo que engoliu o comprido e depois cuspindo. Mas não adiantou muito, tem tomado tudinho, mesmo que a gente demore para conseguir dar. 

Agora é rezar para que não seja nada de mais grave. Que isso tudo tenha sido resquício de uma gripe que ele teve há dois meses.  Mas o que vier pela frente a gente encara. Frodinho sabe que pode contar com a gente, que sempre estaremos fazendo tudo para que ele esteje bem.



Nota da blogueira: Ele tá bem feinho, sem pêlo na barriga e em uma das patas. Tudo raspado por causa dos procedimentos. Parece um poodle com pêlo mal cortado! Espero que os pêlos cresçam logo. 

Nota da blogueira 2: Tenho muito medo do resultado dos exames. Mas uma coisa eu tenho certeza, antes de tudo, vou preservar o bem estar dele. Ele já é um gato idoso, tem 14 anos, não vou permitir nenhum tipo de tratamento invasivo. Quero que ele tenha uma boa vida nestes últimos anos que restam. Sim, últimos. É uma realidade cada vez mais próxima, sei que temos pouco tempo com ele e com o Sam. Díficil ter esta consciência. Muito difícil! 

Comentários

  1. é, não é fácil. e longe da gente, dá uma dor. quando a sarah ficou doente eu tb não queria sair. mesmo ela dormindo o tempo todo. era um sofrimento qd tinha q sair. é muito difícil mesmo ver eles envelhecendo. mas tudo vai dar certo. de qq forma, estamos aqui. beijos, pedrita

    ResponderExcluir
  2. Patry, que susto! Ele ficar bem é o que importa, mas é impossível não sofrer junto, ainda mais porque não dá pra saber o que eles estão sentindo. E a gente que tem bichos sabe que é o preço a pagar, um dia eles ficam velhos e os problemas começam. Tomara que esse seja só um problema isolado e ele fique bem ainda por muito tempo. Um apertão no Frodo :)

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Vamos, comente!!!

Postagens mais visitadas deste blog

Na Secadora Não!

Meus Furacõezinhos!

Ovono