Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Março, 2008

Meus filhotes

Esta é a foto mais linda que tenho do Frodo. Foi presente da Renata, ela tirou com sua supercâmera quando esteve em casa no último feriado. Eu fiquei encantada com a foto, pois dá para ver direitinho a carinha dele. É muito difícil tirar foto de gato preto, difícil de captar os detalhes, fica geralmente tudo escuro e a gente vê somente os olhos. Obrigada , Rê!

Meus filhotes adoraram o feriado movimentado que tivemos, afinal eles ganharam muitos cafunés. Eles adoram receber visitas. Isso é uma coisa que me deixa muito feliz, pois quando eles vieram morar comigo eram muito assustados. Dava pena de ver como eles tinham medo das pessoas. Mas com o tempo eles perceberam que nada de mal aconteceria com eles e começaram a ficar mais sociáveis. Hoje adoram ver gente diferente. E eu adoro registrar os momentos deles com suas visitas.


Pedro e Sam



Mamãe e seus netinhos


Mari e Sam

Eu acho que eles aprenderam na marra a não terem medo das pessoas. Depois do dia da pizza do U2, quando o apartamento a…

Amigovios

Conheci a palavra amigovios (amigos + novios) lendo a Cosmo Argentina, é o termo que eles usam para definir os amigos que mantém um relacionamento sexual, o que chamamos aqui de amizade colorida. Gostei muito da matéria porque ela expõe os riscos deste tipo de relação e coloca isso de uma maneira direita e sem moralismos. O sexo casual está em voga nos dias de hoje, fala-se muito dele e pelo que parece é muito praticado também. Mas pouco se fala dos riscos emocionais que uma relação assim pode ocasionar. Até que ponto podemos controlar nossos sentimentos? É possível manter um relacionamento sexual com um amigo sem se envolver além da conta ? Eu acho que não conseguiria levar isso numa boa, pois acho que acabaria me envolvendo emocionalmente. Mas acho que pessoas menos emocionais devem conseguir lidar com isso bem, sabendo separar as coisas e não deixando-se levar pela emoção. Eu acho muito prático ter um amigo "colorido" e seguro também. Muito melhor transar com alguém que s…

Eu uso óculos

Eu uso óculos desde quase sempre. Não me lembro ao certo, mas eu devia ter uns 12 anos quando me levaram pela primeira em um oculista, desde então os óculos fazem parte do meu ser. Somos inseparáveis. Ou quase, pois em algumas situações os óculos não fazem falta, né? Realmente eu estou com óculos quase 100% do tempo, pois tenho uns 8 graus de míopia (nunca sei ao certo, pois tem uns graus de astigmatismo no meio disso tudo) e vejo tudo fora de foco quando estou sem meus fiéis companheiros. Eu não tenho problemas em usar óculos, nunca me incomodaram. É curioso que os meus óculos incomodam mais as outras pessoas, pois vivem me falando para usar lentes de contato ou operar a míopia. Ninguém acredita que minha convivência com eles é tranquila. Eu já tentei usar lentes quando era mais mocinha, mas não deu certo. Aflição que sinto ao colocar as lentes é horrível e isso me deixava tensa , o que dificultava a adaptação com as lentes. Desisti. A operação de míopia é algo que já considerei faz…

A corrida

Nas últimas semanas Mari e eu disputamos uma inusitada e turbulenta corrida. Nós duas compramos notebooks através do site da Dell, sendo que a minha compra foi feita no site da Dell Brasil e a dela na Dell Argentina. As compras foram feitas apenas com um dia de diferença. No começo estávamos alegres e contentes com a aquisição de nossos novos brinquedos e começamos a nos "desafiar" para ver quem ganharia a corrida e receberia o computador primeiro. Os prazos de entrega eram similares, o meu um pouco maior, inacreditáveis 17 dias úteis. Mas a corrida foi mais atribulada do que poderíamos esperar. A minha entrega atrasou, e na Dell ninguém dava uma posição concreta, só escutava a mesma resposta : "Aguarde o contato da transportadora." E eu só via o prazo ser esticado e nada de minha compra ser entregue. Já a situação da Mari teve um pouco mais de dramaticidade, ela recebeu uma notificação falando que o caminhão onde estava o computador dela fora roubado e o pedido v…

Lanchonete da Cidade

Finalmente a mais nova lanchonete do bairro abriu. Nunca tinha visto uma lanchonete abrir em "prestações". Mas foi isso que aconteceu com a Lanchonete da Cidade. Abria um dia, e fechava no outro. E assim muitos moradores de Moema ávidos por novidades batiam com a cara na porta. Eu mesma passei por isso, de pensar em conhecer o lugar novo e me deparar com o lugar fechado. Mas semana passada a coisa começou a funcionar de vez. E está um sucesso. Sempre cheio! Eu gostei muito da decoração que remete aos anos sessenta. Aliás, tudo lembra a década de 60, até os nomes dos lanches e afins. O que mais gostei mesmo foram das luminárias coloridas. Lindas, lindas!



Sugarbaby, mamãe e Tininha


Wally, eu e Pedro

Fomos almoçar lá no sábado. Todo mundo gostou do lugar. Além de bonito, a comida é boa. Eu adorei. E o bar é muito perto de casa, meio quarteirão. Perfeito! Depois da comilança, seguimos para casa com o Pedro e assistimos ao episódio mais recente de Lost e comemos o bolo de aniv…

Um belo dia

O meu feriado começou muito bem. A sexta-feira foi um dia ótimo, onde contei com a companhia da Tininha, Renata, Gabriel e ,é claro, do Wally. Logo de manhã, Wally e eu fomos na casa da Tininha, levar o notebook dela (meu ex-notebook que vendi para ela) e o presente de aniversário (um roteador wireless). Depois do café da manhã de aniversário e de tudo instalado por lá, voltamos os três para esperar a Renata e o Gabriel. Almoçamos no Fridays. Foi um ótimo almoço, comida boa e ótimas conversas.



Passamos a tarde no zoológico. Vimos muitos "gatinhos" lindos. Sim, Renata e eu só queríamos ver os felinos, mas demos atenção aos outros bichos também. Eu adoro ir ao zôo, fico sempre encantada com os animais. Uma coisa que gostei muito é que estão mudando os viveiros dos animais, estão trocando as grades por vidros. Ainda é uma mudança pequena, mas acho que a longo prazo todos os viveiros estarão assim. Ganhamos da Tininha a foto oficial do passeio, eu adorei o porta-retrato.


Te…

Por fin!!!!

Finalmente reencontrei a Mari! Fazia dois anos que a gente não se encontrava, desde que ela foi morar em Buenos Aires. O encontro relâmpago ano passado no aeroporto de Ezeiza não conta. Aliás, os aeroportos fazem parte dos nossos encontros. Ontem fui buscá-la em Congonhas e foi um sufôco para encontrá-la. Duas perdidas tentando se encontrar em um aeroporto cheio de mudanças que nenhuma das duas estava a par. Para ajudar, ela não tinha celular que funcionasse aqui. Ou seja, foi um corre-corre para encontrá-la. Mas depois de alguns minutos intermináveis nos achamos!
Ela vai passar o feriado aqui em São Paulo. Será muito bom tê-la por perto! Pena que hoje é dia de trabalho e não poderei acompanhá-la por suas andanças pela cidade. Mas logo a noite chega e a gente se encontra para jantar.
A foto foi tirada assim que chegamos no apê da Sugarbaby. Além de reencontrar a minha amiga ainda ganhei a edição de março da revista Cosmo! Eu simplesmente amo este revista. É a versão argentina da …

Escândalo

Semana passada o escândalo envolvendo o ex-governador de NY ganhou uma cobertura imensa da mídia. Realmente ficou feio para o senhor governador terem descoberto que ele saía com prostitutas, não pelo fato em si, mas porque ele era um defensor da moral e pregava o combate à prostituição. Em geral os tais defensores da moral sempre tem um pecado escondido, né? Mas não foi isso que me chamou a atenção. Fiquei intrigada mesmo com o preço do programa! O que será que as moças fazem de tão especial para que uma hora de programa chegue ao valor de cinco mil dólares ? Outra coisa que fiquei pensando qual o motivo de a "agência" considerar o governador um cliente difícil. Alegaram que ele pedia práticas não muito seguras paras as meninas. O que seria, heim? Só consegui pensar que ele gosta de amarrar e amordarçar as moças, o que não é nada seguro quando não se conhece o parceiro, pois a moça fica totalmente vulnerável. Deve ser algo do tipo. Mas se bem que pode ser algo estrambólico q…

Quase um vício.

Eu sempre estou conectada, às vezes penso se isso seria vício. Mas fiz o teste e deu que não sou viciada na internet, mas discordo da parte em que diz que sou um usuário médio. Sou mesmo uma "heavy user". Pois sempre estou conectada. Olhando para minha vida hoje, percebo que a vida virtual é muito presente na minha vida real. Isso vai desde coisas corriqueiras, como fazer compras pela internet, até partes fundamentais da minha vida como ter conhecido meu marido pela internet e ter adotado os meus filhotes pelo site do Adote Um Gatinho. Aliás, notei outro dia que todas as minhas amizades mais recentes ( de uns 10 anos pra cá) começaram na internet. E hoje são amigos de verdade mesmo, que fazem parte da minha vida e que se não fosse a internet eu não os teria conhecido. A internet nos proporciona um universo novo, nos dá a possibilidade de conhecer assuntos diferentes e de interagir com pessoas dos mais diferentes lugares. Tudo isso entusiasma e pode fazer a pessoa ficar …

Sábado

Sábado acordei tarde. Depois das 11. Eu não curto acordar muito tarde, pois sempre acho que o dia acaba ficando curto demais e no fim acabo sem aproveitar o dia de folga. Mas no sábado foi diferente, o dia rendeu e foi muito, mas muito bom.
Começamos o dia indo ao Shopping Ibirapuera, como íamos fazer comprinhas fomos de carro (antes passamos na Cinerama, já conto o motivo) e paramos no estacionamento C4, o que fica no topo do shopping. Resolvemos dar uma de turistas, e aproveitar a vista, que mesmo em dia nublado é muito legal. Ficamos olhando a pista de Congonhas, vendo os aviões decolarem. Na foto dá para ver o aeroporto no fundo. Mas o melhor mesmo é ver os aviões passando sobre o shopping. Passam pertinho, pertinho! Lindo de ver, mas não conseguimos tirar foto. Depois do momento turista, nos enchemos de coragem e fomos enfrentar as Americanas para comprar os ovos de páscoa. Estava uma loucura! Mas vencemos a batalha e conseguimos comprar os ovos.
Ainda fizemos um tour por outras …

Fotos e Sushi!

Ontem no Kampai foi bem animado!


Wally ganhou da Dany este lindo conjunto para sushi!

Eis o relógio que ganhou de presente!


Havra e Joana foram dar os parabéns!


Vivi e Marcus também apareceram para celebrar com a gente.


Tininha e Pedrita colocando os assuntos em dia.


Tio Manito e Marta em momento romântico.


A mesa ficou cheia ! :)


Sugarbaby achou lindo o barco e...


....quase se animou! Mas foi alarme falso!


E mais um brinde ao aniversariante!!!

O presente

Eu gosto muito de escolher presentes, não importa a ocasião, eu sempre tento escolher o presente ideal para o presenteado da vez. Faço isso com alegria e em geral eu acerto na escolha. Mas a primeira vez que escolhi um presente de aniversário para o Wally foi complicado. Diria até que foi angustiante. O ano era 2001. A gente se encontrou pela primeira vez ao vivo em 10 de Março. O namoro começou neste dia mesmo. Ele então comentou que no dia 13 era seu aniversário e que queria passar a data ao meu lado. Fiquei toda envaidecida com isso, afinal a gente tinha acabado de se conhecer e ele queria a minha companhia nesta data tão especial. Mas logo depois veio a angústia, pois eu o conhecia muito pouco e não tinha a menor noção de que tipo de presente dar para ele. Fiquei dois dias tentando ter uma idéia e nada. Não queria dar aqueles vale-presentes, pois acho muito impessoal, mas ao mesmo tempo não tinha segurança para escolher nada mais. Resolvi passar numa lojinha especializada em deco…

O Desfecho

Ano passado eu comentei num post sobre um caso mal resolvido de uma amiga, lembram?
Não esqueci não de dar notícias sobre o desfecho da história, como havia prometido para a Cris. A questão é que o tal encontro programado para Outubro não rolou. Simplesmente o rapaz desistiu. Mas não é que os dois desencantaram no último fim de semana? Foi uma surpresa mesmo. Pois nestes meses que passaram a relação dos dois deu uma estremecida. No comecinho do ano eles retomaram contato, por iniciativa dele, que na época disse que eles "resolveriam" a situação neste ano ainda. Nem preciso dizer que a minha amiga nem levou a sério, né? Afinal foram muitas promessas desfeitas. Pelas minhas contas, estavam neste vai-não-vai há quase 3 anos. Um dia o moço resolveu marcar dia e horário para o tão esperado encontro. Ela topou, desacreditada, mas resolveu ver onde ia dar. E lá foi ela para o bat-local no dia e horário marcados. E o moço apareceu na hora certa.
Como eu não sou indiscreta fiz apenas …

Ladrão de mulher

Sábado entramos numa loja para que Wally escolhesse um relógio, presente de aniversário que eu daria para ele, e como sempre veio a pergunta de praxe : "Você é de onde?". Sempre perguntam, pois o sotaque é nítido. Mas normal, já estamos acostumados, isso faz parte da vida de um estrangeiro. O que achei curioso foi o comentário feito pelo vendedor. Depois de algumas perguntas, e da inevitável piada sobre a rivalidade entre Brasil e Argentina, o vendedor disse com um ar risonho e com uma pinta de maldade ( ou seria inveja?) : " É, vocês estrangeiros vêm pra cá roubar a mulher da gente!". Como Wally estava mais interessado no relógio do que em polemizar com o vendedor respondeu com um "fazer o quê". Eu achei tudo muito engraçado. É curiosa esta visão que os estrangeiros vêm roubar as mulheres brasileiras. Roubar de quem? Está determinado em algum lugar que as mulheres nacidas aqui têm que dar preferência aos homens de mesma nacionalidade? Bobagem, a nacio…

A incerteza do viajante brasileiro

Ano passado quando viajei para Alemanha, a minha entrada na Europa foi via Paris. Confesso que ao sair do avião fiquei apreensiva, com receio de ter alguma encrenca com a documentação na hora de passar pela polícia de imigração. Afinal eu já sabia que passaporte brasileiro não causa boa impressão. Saí do avião com o papel cor de rosa da imigração francesa devidamente preenchido, com os papéis do meu seguro viagem ( item exigido para brasileiros entrarem na Europa) e Wally estava com nossos comprovantes de hospedagem na Alemanha e a papelada do curso dele, motivo principal de nossa viagem. Entramos na fila de cidadãos não pertencentes a Comunidade Européia. A fila andou rápido. E para meu total espanto a mocinha do guichê da imigração mal olhou para mim e para meu passaporte, pegou o tal papel cor de rosa e devolveu meu passaporte. Com Wally foi a mesma coisa. Ninguém perguntou coisa alguma e nem pediu para ver o comprovante do tal seguro que é obrigatório para se admitido no territóri…

A casa também é deles

Aqui em casa somos em 4: Wally, eu , Frodo e Sam. Para quem ainda não sabe, eles são os nossos filhos felinos. Pretos e lindos. O apartamento é tão deles quanto nosso. Por isso gente que não gosta de gatos ou que seja muito fresca não pode vir me visitar. Pois eu não prendo os meus gatos. Afinal, eles estão na casa deles. Eu já li nestes manuais de etiqueta que o anfitrião deve prender seu bicho de estimação quando recebe visitas em casa, pois a pessoa visitante não é obrigada a aguentar o bicho. Eu é que não sou obrigada a receber em minha casa alguém que não goste dos meus filhotes. Eles sempre ficam soltos pelo apartamento, somente não têm acesso ao banheiro porque é o único lugar que não conseguimos colocar tela na janela e além disso o Sam tem uma tara por rolo de papel higiênico. Ataca o rolo e destrói tudo. No outro apartamento ele fazia isso direto, pois a porta não fechava bem e ele conseguia abrir. Era um tormento, mas confesso que eu morria de rir com a cena.
Aqui em casa se…

Post-Karaokê

Eu gosto de cantar. Pena que não sei cantar. Caso perdido. Gosto de pegar as letras das músicas para "aprender" a cantar direitinho. O problema é que nunca consigo. Primeiro porque a minha voz não serve para isso, afinação é zero. E dificilmente eu entro no ritmo. Enfim, canto sem saber cantar, mas mesmo assim me divirto e me sinto bem.

Encontrei no you tube um vídeo da música Fórmula do Amor ( Léo Jaime e Kid Abelha) que tem a letra da canção. Ótimo para fazer um karaokê. Resolvi fazer então um post-karaokê.



Boa cantoria ! :)

Ah, eu acho muito fofa a letra da música.

Day Off

Ontem tive meu dia de Ferris Bueller. Folga total. Como sou certinha, não fiz como ele que cabulou aula e inventou que estava dodói. Eu tirei uma folga mesmo, peguei uma folga que eu tinha acumulada e avisei com duas semanas de antecedência que queria folga. Tudo nos conformes. Tirei o dia para mim, para ficar sozinha. Foi um dia simples mas bem gostoso. De manhã fiquei vendo uns clipes antigos no you tube e fiquei bem animadinha. Fiquei também um tempo jogada no sofá lendo revistas. Como o dia estava lindo, ensolarado e céu azulzinho, resolvi sair para passear. Não tinha rumo certo. Saí de casa com a idéia de ir ao Shopping Ibirapuera, mas no meio do caminho meu rumo mudou e quando me dei conta estava pegando um ônibus para a Estação Santa Cruz. Resolvi passear de metrô, ver como era pegar metrô com o bilhete único. Coisa boba, mas era algo que eu nunca tinha feito, pois faz séculos que não ando de metrô aqui em São Paulo. Cheguei na estação e segui para a Estação Ana Rosa, me deu v…

... Quem procura, acha....

Ontem passei um bom tempo procurando pelo novo single da Madonna, "Four Minutes". E clique após clique só encontrei páginas erradas ou avisos que a gravadora havia retirado o arquivo alegando violação de diretos autorais. A gravadora é realmente rápida. Retirou tudinho. Então comentei com Wally sobre a minha busca inglória pela música nova da Madonna. Em dois cliques no emule ele encontrou a dita cuja. A música conta com a participação do Justin Timberlake. Confesso que desde que ouvi falar desta parceria fiquei um tanto contrariada. Eu não suporto a música deste rapaz e saber que ele participaria do novo álbum da Madonna me deixou realmente apreensiva. Mas me contive, afinal não poderia falar mal sem ao menos ouvir a música. Pois bem, ouvi e não gostei. Na verdade achei horrível. Não tem melodia, é uma colagem de samplers sem charme. E ela mal canta, a voz está abafada no meio dos puffs puffs. Madonna meio que declama a letra de maneira melancólica. Sabe, bem que este …

Hein?

Eu já sabia que muitos brasileiros acham que sabem falar espanhol. Acham que basta enrolar a língua e colocar "u" ou "i" no meio da palavra em português e pronto, vira espanhol. Mas o que eu vi no supermercado no domingo foi demais. Prestem atenção no destaque da foto. O produto é um saquinho para cachorro-quente ( aliás, quem, além de dono de van de hotdog, vai comprar isso? ) e tem algumas informações traduzidas para o espanhol. E fizeram a bizarrice de traduzir cachorro quente como perro caliente!!! Fico imaginando o consumidor de algum país vizinho olhando para o pacote e imaginando um cachorro sendo assado! Não existe o termo perro caliente em espanhol. Cachorro quente é pancho ou hotdog mesmo. Provavelmente pegaram cachorro quente e colocaram em um desses tradutores da internet e saiu isso. Impossível confiar cegamente em um software de tradução, pois o software não entende o contexto, faz a tradução simples e direta, palavra a palavra. A empresa devia s…