Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de 2017

Não Tem Desculpa. Foi Assédio. Foi Errado.

Fiquei muito incomodada com a carta do ator José Mayer assumindo que assediou a figurinista Susllem Tonani. Nesta carta ele mostra que realmente  acha que não fez nada de errado. Ele afirma que  o que ele fez tornou-se errado nos tempos atuais e que ele, desavisado, não sabia que era errada a sua postura em relação à moça.  Ele nomeou o ocorrido como brincadeira! Como pode ser brincadeira algo tão invasivo, que incomoda e magoa a outra pessoa? 
É triste notar nas reações das pessoas que muitas acham que errada é a moça. Que a moça é fresca por se incomodar com tais 'brincadieras'. A mensagem que estas reações passam é clara: Muita gente ainda acha que nós mulheres temos que estar sempre disponíveis para aturar os ataques dos machos e que temos que fazer isso com um sorriso no rosto. Quem reclama é fresca ou mal amada!
Antes de falarem aqui que é discurso radical feminista, digo que é antes de tudo uma questão de respeito ao próximo! Sim, respeito!  Se a pessoa não te deu intimid…

Desapegando das Letras #QEQS #ShowTáChegando

Há dois anos eu contava os dias para  minha estréia nos palcos como cantora, cantando uma música solo e fazendo backing vocal em duas.  Hoje já entrei em contagem regressiva para o próximo show, mas agora a responsabilidade é muito maior, são 10 músicas! Eu sou a única vocalista do QEQS nesta temporada. Ficarei o tempo todo no palco, sem tempo para descansar como nos outros shows. Um desafio e tanto! Um desafio que está me deixando muito animada para o show mesmo. Medo?  Agora bem menos do que no começo dos ensaios, quando descobri que cantaria todas as músicas. Frio na barriga? Muito, como sempre!  
Posso dizer que a banda já está pronta para o show. Já executamos todas as músicas muito bem, estamos bem ensaiados.  Agora chegou a parte da gente se desapegar das partituras e das letras.  Em relação às letras, tenho 9 decoradas. A que falta é a última música que pegamos, e eu ainda me embolo com uma frase ou outra.  Decorar as letras é um processo que ocorre naturalmente para mim, com a…

Meus Furacõezinhos!

Virou rotina. Chego em casa e parece que o meu apê foi atingindo por um furacão. Tudo fora do lugar, uma bagunça daquelas! Eu chego olho aquilo tudo e sorrio. Sério, pois é uma alegria ver que os Queijinhos estão movimentando o meu lar. Eles têm muita energia, são incansáveis mesmo, e sempre estão às voltas com suas estripulias.  Sam fica só observando, vez ou outra brinca de lutinha com Brie. E é só lutinha mesmo, nada de fuz ou de uma patada mais forte no irmãozinho.  Já vi os três brincando de pega-pega, fiquei até emocionada! 
Claro que tem hora que esta energia toda atrapalha, principalmente quando troco de roupa ou coloco um tênis. a duplinha acha que é tudo brincadeira e fica querendo roubar a minha roupa e comer o cadarço. Isso só tem uma solução, botar todo mundo para fora na hora que estou me trocando.  


Praticamente não há lugar inalcançável para eles. Sempre estão nas alturas. Frodinho era assim também, sempre se aventurando. Sam também aprontava das suas quando estava mais …

#Wally40Anos

Este mês foi cheio de pequenas comemorações. Wally completou 40 anos no dia 13 e decidiu que faria várias celebrações. No dia do aniversário fizemos duas. A primeira na hora do almoço, levei o Wally para almoçar no Taco Bell lá da Paulista. Ele foi me buscar na firma e paguei uns taquitos para ele. A noite foi a vez de brindarmos o niver no Buxixo Carioca, boteco aqui pertinho de casa.  Foi bem animado, mesmo sendo uma segundona! 
Na quinta fomos comer espetinho depois do ensaio do QEQS, Gui foi conosco. Espetinhos, cerveja e bom papo!
Aproveitamos o dia de Saint Patrick para continuar festejando. Fomos tomar chope verde lá no Black Crow, que estava lotado! Foi uma noite bem animada, bebi bastante chope verde e comi umas quesadillas deliciosas! 
Até o momento, a última etapa das celebrações foi no Outback. Fomos lá experimentar as delícias do festival de costelinha.  Pedimos o hambúrguer e a quesadilla. Divinos! Principalmente o hambúrguer, que espero que fique no cardápio.
Gostei muito d…

Quase de Férias!

Finalmente as férias estão chegando. Tão esperadas e que pareciam tão distantes! Serão 10 dias de distância do trabalho. Dez dias para descansar a mente e o espírito de uma rotina que está cada vez mais estressante e me deixando sem paciência com o mundo. Até sem paciência para escrever aqui eu fiquei. Ando chegando em casa querendo me desligar do mundo, e é o que acabo fazendo.  Brinco com os filhotes, fico jogando Soda Crush, fico gruda no BBB, assisto às novelas e olho o Facebook, Instagram e afins. Mas quase não interajo com ninguém, praticamente só as meninas do grupo do Zap Zap do BBB e de novelas que conseguem a minha atenção.  Elas são ótimas e me fazem rir muito!
Com certeza este é o momento mais trash que estou passando no trabalho, nunca mesmo enfrentei uma situação como esta na firma.  Uma demanda de trabalho maior que podemos cumprir, os outros setores estão assim também, o que gera mais sobrecarga para nossa equipe de atendimento ao cliente.  Uma situação frustrante, pois…

A Bela e A Fera

Sou fã das princesas da Disney, a Bela tem um lugar especial no meu coração por ter sido a protagonista do primeiro espetáculo musical de teatro que eu assisti na vida. Foi aqui em São Paulo no Teatro Abril em 2002 e foi algo emocionante! Fiquei maravilhada naquela noite e saí do teatro muito emocionada. O início do filme " A Bela e A Fera"(USA-2017) já me pegou de jeito, pois começa exatamente com a mesma canção do espetáculo teatral. Como a emoção à flor da pele, me entreguei à nova versão da história da Princesa Bela. 
O filme é um deslumbre para os olhos. As imagens são maravilhosas e cada cena é feita com muito esmero, transformando o filme numa obra-prima! A nossa protagonista é vivida pela fofa da Emma Watson,  a eterna Hermione do cinema.  Ela está perfeita como Bela, dando, deu o tom certo para a princesa que se derrete pelos livros e não por flores ou jóias. Uma característica muito legal de Bela é  a fome dela pelo conhecimento, a vontade de ampliar a sua visão do …

Um Gesto de Amor

O que de especial o prato do meu almoço de hoje, além de ser um delicioso arroz shop-suey com frango empanado do Rong He? O fato de não ter nenhuma ervilhazinha no arroz! Eu não como ervilhas, somente aceito consumi-las em forma de sopa, mas eu não suporto em  sua versão original.  O arroz do Rong He é uma delícia e eu sempre separo as ervilhas. Coisa de gente fresca para comer, eu sei.  Mas hoje não tive nenhum trabalho, pois o arroz já estava livre delas! Milagre? Mágica?  Não! Foi um gesto de carinho do Wally para mim.  Ele fez a marmita dele para o trabalho e levou todas as ervilhas junto! :) 
Pequenas delicadezas do dia a dia como esta me derretem.  Em gestos assim que o amor é demonstrado. Mostra o cuidado com o outro, é como um afago mesmo. São coisas que não podemos perder, são estes detalhes que fazem toda a diferença. Que fazem o outro sorrir no meio de um dia atribulado e estressante. 
Hoje pensamos muito nas coisas materiais, em agradar o outro com um presente bacana ou mesm…

Logan

Saí do cinema bem triste ontem. O último filme do Wolverine, Logan (USA-2017) é muito deprimente. O filme é muito bom, mas é triste, cheio de amarguras.  Todos os filmes com o Wolverine sempre me empolgavam, sou muito fã do Wolverine do Hugh Jackman, que conheci com assistindo ao primeiro filme do X-Men.  Já sabia da existência do personagem, mas revista em  quadrinhos de heróis nunca foi minha praia.  Foram os filmes que me fizeram fã do Wolverine. A cada filme eu ficava mais fã, talvez por isso lidar com uma despedida tão amarga não foi nada fácil. 
O filme se passa em um futuro próximo, ano de 2029, Logan tornou-se um motorista de limousine, olhando para ele não vemos vestígios do herói de outros tempos. Ele está velho e cansado de viver. Uma pessoa bem desiludida com tudo e com todos.  Vive uma rotina pacata, apesar dos passageiros exóticos de sua limousine.  A rotina é quebrada quando o destino coloca a pequena Laura (Dafne Keen) em seu caminho. Bem que Logan tenta fugir da respon…

Sam e Os Queijinhos!

Uma semana antes dos filhotes virem para casa, eu já tinha acertado a adoção, Sam teve um piripaque. Ficou paradão, não miava e sentia dores. Eu apavorei. Achei que ele ia morrer aqui em casa. Eu estava sozinha, Wally estava no trabalho e a vet dele estava viajando. Paula me ajudou e me deu carona até emergência. Lá identificaram que ele estava com dores na coluna. Tiraram raio-x, exame de sangue. Um stress daquele, principalmente na hora do exame de sangue.  Meu emocional não anda lá essas coisas desde que Frodinho morreu. Me deparar com o Sam mal deste jeito, acabou comigo. Chorei muito neste dia. E rezei muito também. Ele não podia me deixar agora. 
Voltamos para casa com a receita de alguns remédios. Ele tomou durante uma semana e foi melhorando aos poucos. Três semanas após o ocorrido, ele está quase 100%. Já anda bem (antes ele não saía do lugar), come sozinho (ele não tinha fome, foi desesperador!), bebe água por vontade própria e usa a caixa de areia direitinho. Ele está com um…

Dourada

Por passar pela região da Av. Paulista para ir trabalhar, sempre me deparo com pessoas vestidas de forma bem diferentes e que quase sempre estão usando a última moda. A moda dos sapatos dourados e prateados chegou naquela região antes dos outros lugares. Lembro bem da minha estranheza quando eu vi pela primeira vez. Achei que estava em um filme de ficção científica, daqueles antigos, que achavam que a gente só vestiria roupas metalizadas depois do ano 2000. 
O que eu via em alguns pessoas apenas, começou a estar nos pés de quase todas as mulheres. A moda pegou mesmo! E começou a me pegar também. Aos poucos, fui achando simpática a idéia de usar um sapato tão chamativo, que não tinha nada a ver com os outros itens da vestimenta. Por não combinar com nada, acabava ficando bem bacana. 
Meu processo de negação durou uns meses. Semana passada aceitei o fato: Eu queria um sapato metalizado! Acabei escolhendo o tênis da foto. Pela foto do site não achei que fosse tão cheguei, mas é totalmente …

Brie e Tofu: Os Filhotes!

Eu tinha decidido que adotaria um novo filhote somente em Abril, quando terei férias. Mas o destino me fez cruzar com estes dois lindos da foto, em Janeiro, no site do Adote um Gatinho. Me encantei pela duplinha. Mas deixei quieto, afinal, em Abril eles estariam crescidos demais e eu precisava de filhotinhos novos para que a situação com o Sam fosse mais tranquila. No início de Fevereiro, dia 4 precisamente, entrei no site novamente e eles ainda estavam lá. Aí me derreti e não resisti! Naquele mesmo dia me candidatei para adotar os dois. Treze dias depois eles chegaram! Ontem à noite conheci meus novos filhotes! 

Eles se chamavam Gizmo e Stripe, agora são Brie e Tofu (com a mancha cinza na cabeça!). São muito bonzinhos e carinhosos. A Jaque, que cuidava deles, já havia me dito isso. São realmente uns anjinhos. Não estranharam a gente. Por uma coincidência daquelas, eles nasceram em 4 de Outubro! Frodo e Sam são do dia 5 de Outubro!  Falando em Frodo, ele ia amar os novos irmãos. Iam se…

Escapando Um Pouco da Realidade

Eu já perdi a conta de quantas vezes fui ao Escape 60, já devem ter sido mais de 10 vezes. Acho que nunca me cansarei de ir, pois, além de curtir ser desafiada, lá eu me isolo de tudo. É realmente um descanso para a cabeça, mesmo que  isso pareça uma contradição, pois temos que usar muito a cabeça para desvendar as pistas e escapar das salas. 
Os ambientes das salas são bem caprichados, o que ajuda para que a experiência seja bem imersiva. Outro ponto importante é a total ausência de comunicação com o mundo exterior. Celulares não são permitidos, tudo fica guardado nos lockers. No momento que o cronômetro começa, a única coisa que eu penso é em achar as pistas e desvendá-las. Naquele momento isso é tudo o que importa. Esqueço tristeza, problemas do trabalho, as contas para pagar, a crise financeira do país e tudo mais que existe em minha volta. 
Em um mundo conectado como o nosso, é um privilégio poder ficar focado em algo sem distrações. Claro, sempre há a opção de desligar o celular, …

De Cara Limpa

Há um tempo atrás, surgiu na internet o desafio da foto sem maquiagem. Eu achei uma coisa tão sem sentido, pois para mim é a coisa mais normal do mundo tirar uma foto de cara limpa e postá-la. Em 99% das minhas fotos eu estou sem maquiagem, nem mesmo batom.  Maquiagem para mim é só em ocasiões especiais como festas ou quando  vou cantar com o QEQS. Fora isso, no dia a dia estou com  a minha cara, sem disfarces.  De vez em quando uso um batonzinho para ir ao trabalho e só. 
Eu realmente não entendo quem não vive sem maquiagem. Mas respeito, afinal o tempo gasto em se maquiar é da pessoa e a grana gasta na maquiagem também é. O que eu realmente não suporto é a patrulha em cima da gente que não usa maquiagem.  Como se fosse uma obrigação ter que andar toda emperequetada! Não sou menos mulher por andar de cara limpa, não preciso me maquiar para me sentir feminina ou mesmo bonita. Gosto de me olhar no espelho do jeito que eu sou.
Outra coisa que acho bem ruim é o auê que fazem quando uma fam…

Ponte Estaiada - A Corrida

Desde que a Ponte Estaiada foi inaugurada em 2008, eu morria de vontade de caminhar sobre ela. Algo bem difícil, afinal, a ponte é para circulação exclusiva de automóveis. Não há recuo para pedestres.  Mas hoje eu consegui andar por ela, vi a minha querida ponte bem de pertinho. Isso foi possível por causa da corrida Run The Bridge, que aconteceu hoje às 7 da manhã. 







Eu me inscrevi somente para ter a oportunidade de visitar a ponte a pé, nem liguei muito para a prova em si. Tanto que praticamente não treinei, foi correr na cara de pau mesmo, sem nenhum preparo mais forte. A corrida de hoje foi para mim um passeio turístico e foi muito bacana. 






Foi a minha primeira corrida matutina, as outras 3 foram noturnas. Corridas noturnas são mais suaves, a de hoje ficou puxada. Tivemos que acordar antes das 6, cheguei na corrida bocejando! Mas uma corrida matutina tem uma diferença bacana: A paisagem! E que paisagem linda teve a corrida de hoje! 







Eu corri 5k e Wally 10k. Sem chance de correr 10 qui…

Aquele Que Tudo Vê

Os episódios do Black Mirror sempre colocam momentos chocantes da vida cotidiana em um futuro próximo e muito parecido com a nosso mundo de hoje. Sempre me fazem pensar quão longe estamos da triste realidade que o seriado nos mostra.  
Acho que já estamos vivendo isso, a única diferença é que ainda não temos acesso às tecnologias tão avançadas que são mostradas no seriado. O nosso cotidiano já foi impactado pela interferência da vida virtual em nossa vida real. Todo mundo conhece casos de gente que mostra nos facebooks da vida uma realidade bem distorcida da vida real. 
Chegamos em um  ponto onde o que importa é o que é publicado e não o que é vivido. Se você teve um momento megablaster legal e não tirou foto, ele praticamente não existiu. Porque ninguém viu, ninguém deu like. Eu mesma já me vi neste impulso automático de querer dar check in em todo lugar que eu vou ou mesmo tirar foto de cada prato que peço num restaurante. Hoje tento ter mais parcimônia nas minhas publicações.  Comece…

Cuidar Bem, Custa Caro

Um gato não traz apenas momentos cheios de fofura extrema, de brincadeiras e muitas alegrias. Um gato em casa é também sinônimo de responsabilidade. Temos que estar ao lado dele em todos os momentos, bem no estilo do juramento dos casamentos, na saúde e, principalmente, na doença. 
Muita gente pega um bicho para criar pensando só na parte boa da convivência com um gato ou um cachorro. Não param para pensar como vai ser quando o filho de quatro patas adoecer, não pensam como farão para pagar as despesas. Em uma situação de doença grave, o baque é bem grande, tanto o emocional como o financeiro. 
Infelizmente, vemos muitos bichos serem abandonados quando mais precisam de suas famílias. Na hora que a conta do veterinário começa a pesar, dispensam o pobre coitado. É revoltante.  Por isso, sempre falo para quem não tem um bicho pensar bem antes de adotar um, pois tem que pensar se terá como conseguir grana para bancar tratamentos nas horas de emergência. Um bicho de estimação não é brinquedo…

Rita Lee - Uma Autobiografia

As músicas da Rita Lee embalaram a minha infância e adolescência, era a época que tudo que ela lançava virava sucesso. As músicas tocavam em todas as rádios, sempre estavam nas trilhas das novelas, o clipe sempre aparecia no Fantástico!  Eu senti esta presença forte das músicas dela na minha vida até uns 20 poucos anos de idade. Depois não fiquei mais ligada no que ela lançava, mas continuei sempre fã das músicas que foram trilha dos meus primeiros anos de vida e de roqueira. Além de gostar da obra musical dela, sempre simpatizei muito com a Rita, com este seu jeito amalucado de ser, sempre vivendo como queria, sem se importar em seguir os padrões existentes e isso a faz única e grandiosa! Uma diva!
Quandou soube que ela lançaria um livro contando a sua história, fiquei muito curiosa. A vontade de ler este livro superou até a minha timidez! Ganhei o livro numa festa de amigo secreto de livros, em dezembro passado. Cada convidado levava um livro, quando o número do convidado era sortead…

Nostalgia Roqueira

Estou lendo a autobiografia da Rita Lee, na semana passada li a parte que ela conta sobre a apresentação no Hollywood Rock de 1995, única vez que a vi ao vivo. Foi bem nostálgico ler aquele trecho, pois a noite em que eu fui com a Paula no Estádio do Pacaembu assistir ao show, foi épica. Chovia muito mesmo, tipo as chuvas que estamos vivenciando atualmente na cidade. Foram horas na chuva! Mas valeu a pena, os shows foram muito bons, menos o do Spin Doctors, que foi tão chato. Uma frustação, pois eles estavam no auge do sucesso com a música Two Princes, mas nem esta música me empolgou! 
Fiquei enrolando dias para buscar fotos e vídeos deste show na internet e fui buscar justo hoje! Bem na data do primeiro dos 3 shows em São Paulo! Coincidência pouca é bobagem! Ainda mais que estava escutando Rolling Stones na hora. Aí pronto, estou aqui rodeadas de lembranças! Meio emotiva até! 
Curioso todas estas lembranças virem à tona, por caminhos tortos,  bem na época que estou vivenciando intensam…

Ovono

O nome da bola da foto é Ovono, e na verdade não é uma bola e sim um cérebro artificial. Um ser capaz de assimilar todo o conhecimento do mundo e interagir com as pessoas de forma quase humana. Mesmo sendo muito inteligente, ele não consegue assimilar idéias abstratas como sentimentos, não entender o amor ou a fé.  Este diferente ser é o ponto de partida do espetáculo 'Ovono' que está em cartaz no teatro do Centro Cultural Banco do Brasil em São Paulo. A peça é um história de ficção científica, o que garante o charme inicial do espetáculo, pois é bem estranho pensar um espetáculo teatral com esta temática. Eu nunca tinha ouvido falar de algo assim. Fiquei muito curiosa e Wally mais ainda, afinal, ele ama filmes ficção científica. 
Segunda à noite fomos assistir ao espetáculo e gostamos muito. Além de realmente ser um peça diferente de tudo que eu já havia visto, lida com temas bem complexos. Levanta questionamentos sobre nosso mundo, de como a tecnologia afeta a nossa humanidad…