sábado, 5 de novembro de 2016

Frodinho Foi e Voltou!

Frodinho junto de mim de novo!


Eu ainda estou me recuperando do susto. Acho que vai levar tempo até eu parar de cutucar o Frodinho enquanto ele dorme, só para saber se ele tá vivo. No começo da semana levamos ele para fazer um exame e da clínica foi direto para UTI. Assim, no susto. 

Semana passada eu tinha notado que ele estava com a respiração ofegante. Mas como ele tinha acabado de chegar na minha cama à toda velocidade, achei que era porque tinha corrido muito. Então não dei muita importância. Uns dias se passaram até que eu notasse de novo e aí achei estranho, pois, desta vez, ele estava paradão há um tempo e respirava com muita força. Procuramos a veterinária, ela perguntou se ele tinha outros sintomas, falamos que não.  Ela não conseguiu vir vê-lo naquele dia, veio dois dias depois somente e constatou que realmente não tinha nenhum outro sintoma além da respiração ofegante. Pediu um raio-x de pulmão.  No mesmo dia, Wally e eu levamos o Frodo para fazer o exame e aí começou todo o susto. 

Assim que terminou o exame, o pessoal do clínica falou que a gente tinha que esperar para que uma veterinária conversasse com a gente. Já fiquei apreensiva, pois isso nunca tinha acontecido antes. Sempre voltamos pra casa direto e ficávamos esperando o resultado. A vet nos falou que ele sairia de lá direto para uma clínica equipada com UTI, pois ele tinha muito líquido no pulmão e tinha que ser drenado com urgência. Nem titubeamos e fomos na clínica indicada, aqui no bairro mesmo. 

Lá examiram Frodo mais um pouco e explicaram que o procedimento era delicado e ele teria que ficar lá pelo menos uma noite.  Perguntei se tinha risco de morte, me falaram que não. O que constatei que era mentira, pois nos ligaram bem de noite para falar que o procedimento tinha sido feito, mas que ele teve uma parada cardio-respiratória! Eu fiquei desesperada! Chorei muito, tremia de nervoso, mesmo depois de nos falarem que Frodinho voltou e que estava normal.  Como lidar com a informação que o meu filhote morreu? Sim, ele morreu por instantes. E o medo de ele ter ficado com sequelas?  Fora o desepero de estar longe dele. Fiquei muito angustiada, pensando no desespero do meu Frodo ali sozinho, sem entender nada.  Foi uma noite que mal dormimos, com muito medo do telefone tocar e a gente escutar uma notícia trágica. O telefone não tocou. Ufa.

Naquele dia de manhã, troquei o meu horário de trabalho. Eu precisava visitar o Frodinho, precisava que ele me visse perto dele. Fomos visitá-lo umas 11 da manhã, horário que a clínica tinha disponível.  Fiquei emocionada com a reação dele. Ele ficou muito aliviado quando escutou nossa voz, quando a gente mexeu nele. Foi de cortar o coração o alívio do meu gatinho. Ele se jogou nos meus braços, mesmo estando com soro na patinha e com dificuldade de locomoção por causa disso.  Ficamos lá até que o veterinário nos expulsasse. Acho que não deu nem 20 minutos de visita. Mas serviu para nos acalmar, e acalmar o Frodinho. Ele estava bem! E ele viu que a gente não tinha o abandonado lá!

Ele  voltou para casa mesmo dia, no fim da tarde. Ficou meio amuado nas primeiras horas, estava bem cansado. Mas depois voltou a ser o Frodo de sempre, pedindo comida, pulando e correndo de um lado para outro. Assistindo TV no colo da gente!  Sam ficou feliz em ter o irmão de volta, apesar de não ter gostado do cheio de hospital do Frodo. Fazia cada careta toda vez que cheirava o irmão!



Escrevo com Frodo nomeu colo. Anda grudado em mim muito mais que antes! E eu também ando grudada nele! Ainda bem que agora estou de férias e posso ficar bem pertinho.  Ainda não saíram o resultados de todos os exames. Ainda não saiu o laudo do exame do líquido do pulmão. Não sabemos o que ele de fato teve.  A vet receitou antibiótico. Ele toma duas vezes por dia. Damos o remédio no mesmo horário da aplicação de insulina do Sam. Aqui tá parecendo hospital agora! Dois pacientes recebendo medicação duas vezes por dia. Ainda bem que Sam não dá trabalho. Frodo tem tentado nos enganar, fingindo que engoliu o comprido e depois cuspindo. Mas não adiantou muito, tem tomado tudinho, mesmo que a gente demore para conseguir dar. 

Agora é rezar para que não seja nada de mais grave. Que isso tudo tenha sido resquício de uma gripe que ele teve há dois meses.  Mas o que vier pela frente a gente encara. Frodinho sabe que pode contar com a gente, que sempre estaremos fazendo tudo para que ele esteje bem.



Nota da blogueira: Ele tá bem feinho, sem pêlo na barriga e em uma das patas. Tudo raspado por causa dos procedimentos. Parece um poodle com pêlo mal cortado! Espero que os pêlos cresçam logo. 

Nota da blogueira 2: Tenho muito medo do resultado dos exames. Mas uma coisa eu tenho certeza, antes de tudo, vou preservar o bem estar dele. Ele já é um gato idoso, tem 14 anos, não vou permitir nenhum tipo de tratamento invasivo. Quero que ele tenha uma boa vida nestes últimos anos que restam. Sim, últimos. É uma realidade cada vez mais próxima, sei que temos pouco tempo com ele e com o Sam. Díficil ter esta consciência. Muito difícil! 

terça-feira, 18 de outubro de 2016

QEQS na SuperLoft!

A gente antes de subir no palco

Sábado foi dia de mais um show da QEQS!  Foi o show de encerramento da temporada The Rock Fest da School of Rock.  O show foi na SuperLoft, em Pinheiros.  Eu nunca tinha ido lá, adorei o lugar!  O espaço é construído com containers, é como se fosse um lego, mas que as pecinhas são containers.  É muito legal! 



Eu gosto de container, sempre achei legal vê-los aos montes nos portos. Nunca pensei que me apresentaria em um. Foi uma experiência bem bacana. Fiquei fã do lugar! 




Para este show resolvemos brincar um pouco com nosso look e nos apresentamos super tatuados!  Adorei as tattoos instântaneas.  As sleeves são como uma meia-calça, bem finas e isso faz com que enganem bem. À distância parece mesmo que é de verdade. O único porém é o calor! Esquenta muito! 



O tema da temporada  foi Festival de Rock. O nosso festival foi o Live Aid de 1985.  Em nosso repertório tocamos Black Sabbath, Queen, Dire Straits, David Bowie e Eric Clapton. Ficou um setlist muito legal. 




Fomos a primeira banda, tocamos por volta das 15 horas, bem estilo matinê.  O começo foi meio tumultuado, pois os retornos não funcionavam. Tocamos sem escutar uns aos outros, foi épico. Mas deu certo, as horas de ensaio mostraram o seu valor, assim conseguimos contornar o problema. Serviu como mais um experiência de palco. Mas claro que a gente preferia que tivesse sido tudo mais suave, afinal, acabou comprometendo um pouco da nossa performance.  Mas show ao vivo é isso mesmo, cheio de imprevistos! 



Aqui as duas últimas músicas do nosso show!   Vídeo gravado pela Paula! Valeu irmãzinha!



As tatuagens fake engaram minha mãe direitinho, até bronca eu levei por fazer as tatuagens sem avisá-la!  Mas depois eu mostrei que eram de mentira e ela ficou fascinada! Até experimentou! Paula também adorou a brincadeira!

Usar estas tattoos de mentira deu mais vontade de fazer mais uma. A minha florzinha precisa de companhia! 


terça-feira, 11 de outubro de 2016

Sorrindo Desde 1971




Desde ontem eu tenho 45 anos. Ainda estou me acostumando, acho que devo passar algumas semanas ainda acreditando que tenho 44. Uma vez, passei uns 6 meses sem me dar conta que tinha aumentado de idade, continuava com a convicção que a idade antiga ainda era válida!

Eu adoro celebrar meu aniversário, mesmo com o efeito colateral de adicionar um aninho a mais na minha idade. Sempre tão bom receber o carinho dos amigos, da família. Ser um pouco mimada e celebrar a vida! Pois é isso que o aniversário é: Uma celebração da vida! Dia para comemorar que ainda estamos aqui, mesmo com todos os percalços da vida!

Ontem o dia foi muito bom, mesmo trabalhando no dia do meu niver. Recebi muitos cumprimentos carinhosos, alguns presentinhos e até um parabéns supresa na escola de música! Aliás, o bolo do parabéns surpresa estava uma delícia!  

No meio do expediente tirei a foto que ilustra o post e publiquei no Facebook para celebrar minha nova idade e coloquei um hashtag assim: SorrindoDesde1971. Saiu espontanemamente e achei que me definiu muito bem. Pois geralmente estarei sorrindo, é natural para mim. Sorrir deixa tudo mais leve, mesmo quando nada esta fácil.  Fico pouco tempo de cara amarrada e não curto ficar espalhando minhas encrencas por aí. Prefiro espalhar minhas alegrias do que as tristezas.  Tudo fica mais suave quando a gente sorri. 

A cada ano que passa quero que tudo fique mais leve, tento não me estressar por pouca coisa. E é tão fácil a gente se deixar levar pelos probleminhas que sempre aparecem no coidiano! Se a gente não presta atenção, vira um ser rabugente 100% do tempo. 

Sinceramente, espero continuar sorrindo por muitos e muitos anos!

Que meus 45 me dêem muitos motivos para sorrir cada vez mais!

Parabéns para mim!



sábado, 24 de setembro de 2016

Tacos! Tacos! Tacos!



Hoje foi dia de conhecer a primeira filial brasileira da Taco Bell, rede norte-americana de fast food mexicana.  Eu nunca tinha indo em uma Taco Bell antes, mas já conhecia de nome e estava muito curiosa para conhecer, afinal, eu adoro tacos e quesadillas!  A idéia de um restaurante fast food servindo estes pratos me interessou muito. 

A Taco Bell inaugurou seu primeiro restaurante no Itaim Bibi, ali onde fica o Kinoplex Itaim. Gostei muito da localização, pois é perto de casa. A combinação cinema + tacos é bem convidativa! 


Chegamos bem cedo lá, umas 11:50, para evitar muita fila. Tinha uma fila pequena, coisa que encaro tranquilamente. Não queria ter que passar 2 horas na fila, por isso ir cedo foi nossa estratégia para escapar de fila longa e deu muito certo. 

Eu pedi o combo 1, que vem com batata frita, refri e dois tacos. Eu pedi tacos de steak, carne picada.  As outras opções são frango e beef, que é carne moída.  Pedi uma porção extra de pico de gallo, molho que adoro. 

Gostei que tem graduação de pimenta, o cliente escolhe se quer pimenta e a intensidade. Eu pedi suave, sou bem sensível para pimenta. É suave mesmo, mas para os meus padrões é ardidinha! Wally foi mais corajoso e pediu moderado e disse que estava ardida na medida certa. Ele adorou!

Meu taco estava bem saboroso. Adorei mesmo. As batatas muito boas também, bem temperadas.  Só acho que a porção de pico de gallo poderia ter vido com uma colherzinha, fica meio ruim de colocar no taco sem nada para auxiliar.  Foi meio anárquico para eu temperar o meu taco, mas no fim deu certo. Muito bom o pico de gallo. 

Com certeza esta foi a primeira vez que de muitas que comerei lá! 

quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Gatos! Gatos! Gatos!




Fico muito contente quando vejo os dois juntinhos na casinha mais alta.  Frodo sempre está lá, elegeu este canto como a sua casinha oficial. O Sam ficou bem receoso no começo. Só usava quando eu o colocava na casinha mais baixa e aí ele se aventurava pelas escadinhas e subia até a casinha mais alta. Mas agora já sobe sozinho e faz isso cada vez mais. 

Adoro vê-los subindo e descendo as escadinhas, é a coisa mais fofa que existe! Eu não me canso de olhar, fico toda derretida quando eles estão lá. 



A realidade cotidiana dos dois é bem representada nesta foto. Sam no sofá da sala e Frodinho lá em cima na torre de seu castelo!  Ele desce pra assistir TV comigo, Frodo adora ficar no colo. Cansa do colo e sobre de novo e fica lá dormindo por horas a fio. 

Estes móveis fazem os dois se movimentarem mais. Com o passar do tempo, a tendência é o gato ficar mais paradão e dormir muito.  Com os móveis, eles ficam bem mais ativos, o que é ótimo para os dois.