Alto risco





Meu cabelo sempre corre sérios riscos durante o calor. O calor me deixa mal, fico desesperada por passar tanto calor. Tenho muito calor na região da nuca, então o cabelo fica sempre preso, ou num rabo ou numa trança. Mas como está grande, fica pesado e acaba ficando incômodo mantê-lo preso direto. Assim, nestas temporadas de calor infernal, sempre me passa a idéia de passar a tesoura no cabelo. Cortar tudo mesmo, curtinho. Fico numa batalha interna enorme, pois sei que se cortar no impulso, motivada pelo desespero de passar calor, vou me arrepender, como já aconteceu. Por isso tento resistir ao máximo à tentação de cortá-lo. Até o momento estou conseguindo me manter firme no propósito de deixá-lo comprido, afinal ele anda muito bonito. Vale o sacrífico de passar um tanto de calor a mais e manter o cabelo longo. Além disso não estou afim de enfrentar os pequenos contratempos de um corte de cabelo novo. Esta época de fim de ano já tem muitas coisas para eu me preocupar, como presentes, comemorações, roupa para o reveillon, resoluções para ano novo e sinceramente não quero ter que ficar pensando no meu cabelo mais tempo que o usual. Um corte novinho em folha é geralmente maravilhoso, pois a gente sai do salão com o cabelo todo arrumadinho, escovado e assim o corte parece ter o caimento perfeito. Mas quando vem o momento da primeira lavagem do cabelo "novo", começam os pequenos dramas. Primeiro desafio é acertar a quantidade de shampoo e, principalmente, do condicionador. A dosagem da quantidade de shampoo é sempre algo automático, então quando corto muito o cabelo sempre acabo desperdiçando muito shampoo, colocado na mão muito mais do que preciso. Mas a hora do condicionador é a mais delicada mesmo, pois se passo demais o cabelo fica todo lambido, horrível. Leva algumas lavagens até eu acertar o ponto. Cabelo lavado, começa a ansiedade em ver como cabelo ficará depois de seco. O meu cabelo é sempre um mistério, ou ele vai armar, ou vai ficar com os cachos desordenados. Indomáveis. Deixo secar naturalmente para saber como terei que domar o cabelo. A franja é sempre a parte mais crítica, que sempre vai precisar de uma modelagem com a chapinha ou o secador até o cabelo assentar. Mas o pior mesmo é encarar o espelho, acostumar com o novo visual. Se eu corto muito sempre passo por um período de arrependimento, achando cortei além da conta. Levo alguns dias até me acostumar com o novo visual e começar a gostar de fato do corte novo. Como quero passar os últimos momentos de 2009 sem dramas, vou deixar para pensar em mudar o visual só em 2010. Vou resistir bravamente ao calor!

Comentários

  1. Patry, há uns cortes curtinhos que sao muito bonitos. E tenho vontade de cortar o meu assim, pois acho muito fashion, mas sei que nao fico bem e tenho cabelo armado. Eu já tentei ter cabelo curto e sofri muito, pq virei escrava da escovinha e dos cremes para baixar a melena, que parecia um circo armado. Nao é qualquer pessoa que pode ter cabelo curto, tem que combinar com o formato do rosto, analisar se o cabelo é muito volumoso e, sobretudo, o "fator" orelha! É que as vezes pensamos que o corte curto é mais prático, mas nos enganamos. Sei lá, se vc nunca teve o cabelo curto, vale a a pena tentar pelo menos uma vez. Eu gosto do corte da Flavia Alessandra no começo da novela, da Carrie na quinta temporada de Sex and the City, e da Amarilis da novela das sete.

    Beijocas.

    ResponderExcluir
  2. eu cortei o meu e estou muito satisfeita. eu fiz o corte da letícia spiller, ficou diferente pq meu cabelo é fino, mas não parece muito curto, embora nem encoste nos ombros. ficou inclusive mais fácil de lavar e sair. beijos, pedrita

    ResponderExcluir
  3. Mari, eu também gosto dos cabelos curtinhos, mas são tantas variáveis que têm que combinar que eu fico realmente com receio de cortar.


    Pedrita, que bom que conseguiu um corte prático! Isso é tudo nos dias agitados de hoje.

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Eu sou adepto do pensamento de que, se cortar e não gostar, cabelo cresce. Mas talvez seja melhor esperar a virada do ano mesmo, pra evitar estresse, rs.

    ResponderExcluir
  5. Renato, o cabelo cresce, mas demora um pouco ! risos

    Beijos

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Vamos, comente!!!

Postagens mais visitadas deste blog

Na Secadora Não!

Ovono

Papel e caneta