Perdendo o Controle










Ontem à tarde fiquei com vontade de jogar Diablo III. Cliquei no ícone do jogo no desktop do computador decidida a jogar só um pouquinho. Quando me dei conta estava jogando há mais de 2 horas sem parar! É  muito fácil perder a noção do tempo com um videogame e eu não gosto disso. Sempre me policio para não perder o controle e ficar horas a fio com a cara no computador jogando. 

Esta experiência me fez pensar no rapaz americano que morreu jogando Diablo. Ele ficou jogando por 3 dias sem parar e morreu de exaustão. Quando li a notícia senti um misto de tristeza e revolta. A tristeza é óbvia. Mas a revolta é porque é um absurdo alguém se deixar dominar tanto por um videogame e perder sua vida por isso.  Penso que isso só pode ter acontecido porque este rapaz não tinha nada ou ninguém importante em sua vida real. Nada que o fizesse clicar no 'leave game'. Além disso ele devia ter algum desvio psicológico ou tentava fugir da realidade mesmo. Para mim é muito surreal ver alguém dominado por um jogo desta maneira.  

Eu consigo me controlar bem quando o assunto é tempo de jogo. Claro que, vez ou outra, acontece o que eu relatei no começo do post. Mas nunca é algo alarmente, nunca passei o dia inteiro jogando.  Quando eu digo que exagerei, nunca passei mais  de 3 horas jogando.  Sempre estou de olho no relógio.  

Exageros são ruins em qualquer aspecto da vida.  Não podemos exagerar em nada. O exagero sempre nos trará problemas. Se exagerar na comida a saúde vai ser abalada. Se exagerar nos gastos do cartão de crédito, vai ficar com dívidas que vão atrapalhar a vida toda.  Nós temos sempre que saber a hora de parar. Não podemos deixar nada nos dominar. É muito triste ver alguém desperdiçando  ou mesmo perdendo sua vida simplesmente porque não conseguiu se controlar. 

Por isso é bom a gente sempre ficar atento e não se deixar levar por nenhum tipo de vício ou compulsão. Nossa vida é muito preciosa para ser desperdiçada. 

 

Comentários

  1. acho normal a gente se empolgar, lembro q na minha infância eu só queria brincar com o brinquedo novo. tb qd nos apaixonamos só queremos ficar com quem gostamos. mas é como vc disse, temos q dosar. no caso do garoto q jogou 3 dias, eu estranho como ninguém percebeu e interveio. acho muito nociva essa mania de cada um viver na sua individualidade, de ter preguiça de intervir na vida alheia. beijos, pedrita

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pedrita, neste caso do cara que morreu, os amigos dele acharam estranham , mas não se esforçaram muito para tirar o cara da frente do computador. Acho que não quiseram se meter muito. Infelizmente. Beijos

      Excluir
  2. Tem horas que a gente nem percebe os exageros que comete. Claro que nada alarmante como o caso do garoto que vc citou, mesmo assim temos que dosar e arrumar tempo pra tudo. Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rê, a receita é ter equilíbrio. E tentar nos controlar. Beijos!

      Excluir

Postar um comentário

Vamos, comente!!!

Postagens mais visitadas deste blog

Na Secadora Não!

Meus Furacõezinhos!

Ovono