Orlando By Car



Esta viagem foi praticamente feita no mesmo esquema da viagem do ano passado, ficamos num hotel da Disney e já saímos  do Brasil com os ingressos dos parques comprados. Mas desta vez optamos por alugar um carro. Fizemos as contas e constatamos que alugar um carro sairia mais barato do que contratar transporte para três pessoas para as atrações fora do complexo da Disney, como os parques da Universal, Medieval Times e a Nasa. 


Reservamos  o carro antes de viajar, tudo via o site da Alamo. Não foi possível pagar o carro via internet, o pagamento foi feito lá na hora de retirarmos o veículo. Escolhemos um veículo categoria mid-size e o carro que alugamos foi um Chrysler Lexus 200. Carrão lindo e confortável. Adorei!  Pegamos o carro na loja da Alamo que fica dentro do complexo da Disney, o que sai mais barato do que pegar direto no aeroporto e é bem prático, pois a Alamo providencia o transporte até a loja sem custo adicional. 




Gostei de andar de carro por lá.  De carro pude apreciar melhor a paisagem, reparar nos detalhes. Esta foto foi tirada dentro do complexo da Disney. Lá dentro as placas são sempre roxas e vermelhas. Quando saímos dos limites do complexo é que vemos as placas básicas de rua, as verdes.  Desta vez até passei pela cidade de Orlando. Finalmente posso dizer que conheci a cidade de Orlando, pois quando ficamos na área dos parques, estamos bem longe da cidade. 
Usamos o carro basicamente para os destinos fora da Disney e foi muito prático.  Para ir aos parques Disney realmente não compensa o uso do carro, melhor usar o ônibus do complexo mesmo.  Fomos um dia ao Magic Kingdom de carro e descobrimos que o estacionamento fica longe pra caramba! Depois de estacionar, pegamos um trenzinho para o local de embarque para o parque e lá tínhamos duas opções  para chegar ao parque : Monorail ou barco. Quando a gente vai com o ônibus, já desce na porta do parque. Tudo muito mais rápido.  Mas a experiência serviu para andarmos de monorail (na ida) e de barco (na volta). Foi bem bacana. 




Para entrar no complexo Disney não é pedida nenhuma identificação. Somente há um tipo de portão avisando que você está entrando no Walt Disney World.  A identificação do motorista é pedida quando ele chega perto da área dos resorts. No nosso caso, perto do All-Star Resort. Há uma guarita com seguranças e o motorista tem que mostrar o cartãozinho de hóspede, que serve de chave do quarto e para pagar todas as contas dentro da Disney. 






Ficamos no All-Star Music, que fica ao lado do hotel que ficamos ano passado, que é o All-Star Movies. Estes hotéis da linha All-Star são os mais econômicos do complexo. Há hotéis hiper-mega-ultra-luxuosos por lá, mas se eu ficar num hotel desses, mal teria verba para passar dois dias por lá. Por isso fico  hospedada na categoria econômica, afinal para que luxo se o objetivo é ficar passeando nos parques?  E os hotéis econômicos são bem confortáveis e bonitos. 





A decoração do hotel é toda inspirada no mundo da música.  Há guitarras, maracas, rádios, baterias.  Tudo em tamanho extra-grande. Fica bem divertido. Nós ficamos na parte da Broadway, decorada com cartazes de desenhos da Disney que viraram espetáculos da Broadway. Adorei a decoração. Infelizmente não tirei fotos. Aliás, tirei bem menos fotos nesta viagem que na anterior.  A gente tava mais preocupado em aproveitar tudo do que parar tirar fotos.  Mesmo assim voltamos pra casa com mais de 500 fotos!   


Comentários

  1. realmente alugar um carro deve dar maior autonomia, e talvez fazendo as contas não seja tão inviável ou até quase similar somando tudo. beijos, pedrita

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pedrita, para ir para os parques da Disney, usar o bus é melhor, mas o carro nos fez economizar bem, pois ia sair bem mais caro pagar transporte para três para fazer os passeios fora das fronteiras da Disney. :) Beijos

      Excluir

Postar um comentário

Vamos, comente!!!

Postagens mais visitadas deste blog

Na Secadora Não!

Meus Furacõezinhos!

Ovono