Cobrança Inventada






Vez ou outra eu publico algum vídeo de música aqui no blog. O processo é simples, vou lá no You Tube acho o vídeo que eu quero e pego o códido para colocar o player aqui no post.  Aí aparece um player aqui. Este player nada mais é que um link que o You Tube disponibiliza para seus usuários e quando um leitor do meu blog clica no play, o vídeo é tocado a partir do servidor do You Tube. O vídeo não está hospedado aqui, eu não faço uma retransmissão. O que o leitor vê aqui é a mesma transmissão do You Tube, tanto que cada play dado em um vídeo publicado em um post gera mais uma visualização no link original do vídeo. Ou seja, é como se o leitor visse o vídeo lá no You Tube mesmo, não é  é uma cópia do vídeo publicado  lá, é o mesmo vídeo.   

Isto que eu expliquei acima não é um mistério e todo mundo  sabe que é assim que funciona a publicação de vídeos via link do You Tube, menos o ECAD ( órgão que cuida da arrecadação dos direitos autorais aqui no Brasil). Para o ECAD a simples presença de um player de um vídeo num post significa a veiculação de um arquivo diferente do existente no You Tube. Com esta compreensão equivocada de como funciona um player criado através de um código embed, o ECAD começou a cobrar direitos autorais de blogs pessoais que postam vídeos.  É uma cobrança abusiva e duplicada, pois o You Tube já paga uma taxa para o ECAD para a reprodução dos seus vídeos. Cobrar de alguém que apenas publica um link de um vídeo hospedado no servidor do You Tube é um absurdo.  Mais absurdo ainda é o valor cobrado : R$ 350,00 por mês!   Cobrar isso de blogs pessoais sem fins lucrativos é praticamente uma forma de cercear a liberdade de expressão. O blogueiro está divulgando uma música, ajudando assim o compositor a ter seu trabalho mais conhecido. O blogueiro não lucra nada com isso. Agora vai ter que pagar por isso?   Eu, por exemplo, não lucro nada com o meu blog. Escrevo porque gosto, nem os anúncios do Google eu coloco aqui. Não me interessa lucrar com este espaço aqui.  O Blogspot nada me cobra de hospedagem é um serviço gratuito.  Se um dia  eu tiver que pagar para manter o blog no ar, que seja por algo justo. Que seja pagamento por hospedagem em um servidor. Agora, pagar  taxa  inventada para o ECAD eu me recuso. Se eu receber  a cobrança eu não pago e vou brigar pelo direito de não pagar.  


Esta notícia estragou os meus planos para o post de hoje. Eu iria colocar aqui o vídeo de uma música que me encantou na última semana. Escutei a música na novela das 9 e me apaixonei por ela. Ontem finalmente descobri qual música era. 

Mas querido leitor, por para evitar cobranças indevidas, não publicarei o vídeo aqui.  Por favor, acesse o You Tube e procure pela  música "Called Out In The Dark" do Snow Patrol.  

Fica aqui registrado o meu protesto contra esta cobrança ridícula.


Nota da blogueira : Aqui está a notícia sobre a  cobrança inventada : http://blogs.estadao.com.br/link/blogs-sao-cobrados-por-incorporar-videos-do-youtube/


 



 

Comentários

  1. Que raiva que dá isso! É isso que dá botar gente que nem sabe como funciona a internet para regular a rede. Aí aparecem essas regras absurdas, sempre extorquindo gente do bem. Porque quem viola direitos autorais, mesmo, sempre dá um jeitinho de escapar...
    O bom é que é tão absurdo e a internet tem um poder mobilizador forte, daqui a pouco isso vai cair. Pelo menos espero!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. é um absurdo e pelo o q entendi chegou o boleto com a cobrança. eles não avisaram previamente. se me avisam eu tiro o post e pronto. me irrito qd filmes impedem vc de trazer o trailer aqui. se o trailer é promocional, pq não pode ser propagado? o filme q impede q eu traga o link, fica sem a divulgação. e no brasil nem há lei clara da internet, como uma instituição consegue enviar um boleto de cobrança e fica por isso mesmo? e diz ainda q vai processar quem não pagar? e a pessoa vai ter q arcar com advogado. o q eu me pergunto é algo q li no twitter. o músico recebe o seu quinhão por essa cobrança? beijos, pedrita

    ResponderExcluir
  3. Rê, a reclamação está sendo bem forte tanto que o Ecad publicou uma nota falando que não tem intenção de cobrar a taxa de blogs pessoais. Veremos. Será que eles pensaram que as pessoas iam pagar sem reclamar?

    Pedrita, é pra ficar revoltada mesmo. O pior de tudo é que o compositor quase nunca recebe o repasse do dinheiro. Sempre ouvi dizer que o que é repassado para o compositor é uma merreca.

    Sabe, são coisas que acontecem só aqui no nosso país! Um horror.

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Oi Marion
    Minha vertente artisitca tende a defender o ECAD, mas nesse ponto eu não tenho argumentos, esse processo de lei que está sendi juklgado, se aprovado vai deixar muita coisa errada no ar e tirar coisas legais.
    Eu defendo o direito do artista, a canção é dele, o vídeo é dele, se ele quer cobrar pela exibição é direito dele. Agora impedir os usuários de enviar os links para divulgação, livre, gratuita, acho que é até inconstitucional.
    Defendo o ECAD, com relação a pirataria, mas sou contra as taxas abusivas nos preços dos cds.
    Bom realmente é um protesto digno.
    Abraços

    ResponderExcluir
  5. Gammelo, eu não critico aqui o pagamento dos direitos autorais. É justo eles receberem pelo uso de suas obras. O problema é o ECAD fazer cobranças equivocadas, como neste agora e também por cobrar direito autoral por músicas tocadas em festas de casamento!!!

    Eu sou contra a pirataria,ela tem que ser combatida e as pessoas tem que ser ensinadas que produto pirata não se deve comprar.

    Esta cobrança do Ecad nos blogs é algo errado, pois está cobrando DUAS vezes a mesma taxa sobre uma mesma obra.

    Beijos

    ResponderExcluir
  6. aveses nois acha que a internet não presta so o videogame mais quando nois presisa pesquisar não tem o pc e agora!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Vamos, comente!!!

Postagens mais visitadas deste blog

Na Secadora Não!

Ovono

Papel e caneta