Casamento + Dinheiro

Não é apenas o amor que garante o sucesso de um casamento, o dinheiro tem uma boa influência nisso. Na verdade, não o dinheiro em si, mas a forma que o casal lida com ele. Se o casal tem idéias muito diferentes sobre a administração das finanças o relacionamento corre sério risco de naufragar. Brigar pelo dinheiro eu acho péssimo. Realmente não me vejo em uma situação assim. Nós dois somos muito ponderados quando o assunto é dinheiro. Pensamos da mesma forma e até o momento temos lidado bem com nossos recursos. Aqui em casa tudo é nosso, não tem isso de dinheiro meu e dinheiro dele. Cada um paga as contas que cabem no seu bolso e o que resta é nosso, independente de qual salário sobrou o troco. E assim conseguimos manter o equilíbrio das contas da casa e do casamento também. Muita gente coloca uma aura de fantasia no casamento e esquece da parte prática da vida do casal.E a parte prática bem organizada é fundamental para um casamento em harmonia. Só na tv é legal ver um casal com as contas bagunçadas, como a Bebel e o Agostinho. Deve ser um tormento viver com alguém que não sabe controlar os gastos ou que seja pão-duro. É aconselhável guardar dinheiro, mas que adianta guardá-lo apenas ? Dinheiro é para ser gasto, para nos dar alguns prazeres também. Se conseguimos chegar no meio termo, guardar um pouquinho e gastar outro tantinho é para comemorar! Fazer isso individualmente já é complicado, juntar com as contas de outra pessoa fica mais ainda. O mundo anda cheio de tentações consumistas, tanta coisa linda para comprar... fica difícil manter a serenidade e deixar o dindim quietinho para crescer e crescer. Mas quando temos alguém ao nosso lado que pensa da mesma forma em relação ao dinheiro, tudo fica menos complicado e o fato de se ter objetivos em conjunto serve de estímulo.

É isso! Bom fim de semana!


Comentários

  1. Concordo plenamente com vc, Patry! Inclusive, com o tempo de convivência e de amizade com vcs pude perceber que vcs formam um casal muito sintonizado e exemplo em várias coisas, como: companheirismo, respeito, carinho e sensatez. Um beijão!

    ResponderExcluir
  2. Nunca vivi com ninguém, mas tenho um bom parâmetro para entender o que você escreveu: meus pais. Eles se separaram depois de 30 anos de casamento, mas por outros motivos. No quesito administração das finanças da casa eles sempre se entenderam perfeitamente.

    ResponderExcluir
  3. concordo plenamente que o dinheiro interfere muito no amor de um casal. aquele ditado antigo é puramente verdade de que quando o dinheiro sai pela janela, o casamento vai pelo ralo. algo assim, claro. meus pais sofriam muito por esse fator. minha mãe acha que o dinheiro é pra trazer conforto e se divertir. o meu pai para guardar e coisas sérias. era um inferno pq eles não se entendiam. e eles são do tempo da conta conjunta e o dinheiro era efetivamente dele, o que dificulta tudo. acho que contas separadas, principalmente quando os dois trabalham e não controlar o que o outro faz com o dinheiro dele é a melhor coisa. claro, desde que os dois assumam algumas contas, pq um torrar tudo com bobagem e o outro sofrer com as obrigações financeiras da briga na certa. amiga, acho que vc vai adorar arsene lupin, imagino que o wally tb pq é uma aventura e tanto.

    ResponderExcluir
  4. Mari, O fato de Wally e eu termos idéias bem similares em muitos aspectos ajuda muito a mantermos a nossa relação. Viver com alguém é um desafio diário... a gente tem que se esforçar para que tudo continue bem.Casamento perfeito e sem problemas só em livrinho de contos de fadas.

    Fê, o quesito dinheiro conta muito mesmo. Mas são tantas coisas que influenciam a vida de um casal que fica difícil dizer o que conta mais. Mas acho que sabendo lidar bem com o dinheiro já ajuda muito!Sabe, receita pronta não existe, cada casal tem que encontrar a sua no dia a dia.

    Pedrita, nós temos contas separadas por pura preguiça de abrir uma conta conjunta. Mesmo cada um com sua conta, sempre sabemos o quanto temos. E não tem controle sobre os gastos do outro... ficar policiando o outro acho muito mesquinho. Mas acho que aqui dá certo pq pensamos de forma parecida, senão daria confusão na certa!
    E nos vemos a noite!

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Opa, eu não vim aqui comentar o blog...rs... Só vim dizer que hj a noite vamos nos ver :P
    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Outra coisa... deletei meu Flog, então pode deletar da lista aí do lado.

    ResponderExcluir
  7. Super concordo, nossa. É muito complicado dividir dinheiro com quem elege prioridades diferentes.

    ResponderExcluir
  8. Dany, eba! Você vai hoje no bar! :)
    Que pena que matou o seu flog... deletarei da listinha sim... mas só a noite...

    Andrea, Eu acho que é uma missão praticamente impossível... ainda bem que não tenho que passar por isso! Ufa!

    beijos

    ResponderExcluir
  9. Puxa, que bom que você e o Wally conseguem se entender numa questão tão delicada. Talvez seja por essas questões que você descreveu que tantos casamentos têm vida tão curta nos dias de hoje.
    Ah, hoje é a colação de grau da Dê!
    Um excelente fim-de-semana pra vocês!

    ResponderExcluir
  10. já fui casada com um gastador já fui casada com um mão de vaca...

    cheguei a conclusão que prefiro ficar solteira!

    ResponderExcluir
  11. Rodrigo, que a colação de grau da Dê tenha sido ótima! :) Ando com saudades dela!

    Ril, nossa, você pegou os extremos. Acho que eu também ia preferir ficar solteira depois dessa!

    Beijos

    ResponderExcluir
  12. É isso mesmo, ninguem vive só de amor =) concordo com vc, o casal tem que se entender o mínimo, pelo menos, nas questões financeiras. Eu, por exemplo, não saberia viver com alguém que está sempre devendo, por exemplo, mas tambem não com alguem que anda de ônibus só pra guardar dinheiro - acho que temos q ter nosso conforto!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  13. Rê, eu não suporto gente que faz miséria com dinheiro. Sabe, com um pouco de cuidado dá para viver bem e se dar alguns luxos sem gastar muito.
    E um casal que não se entende nisso deve viver em clima de guerra constante.

    beijinhos

    ResponderExcluir
  14. Eu sou gastadeira, e meu namorado é mais prático. Como a gente ainda não se casou, so far, so good.

    ResponderExcluir
  15. Ana, na hora de viverem juntos á só tentar encontrar o meio termo... boa sorte!!!

    :)

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Vamos, comente!!!

Postagens mais visitadas deste blog

Na Secadora Não!

Meus Furacõezinhos!

Ovono