Pedagogia Moderna


O mundo está realmente estranho. As coisas estão tomando um caminho um tanto enigmático, para não dizer assustador. Uma coisa que vem mudando muito, e acho que para pior, é o tratamento que dão às crianças. Não no sentido de carinho e atenção dos pais, mas no sentido peagógico mesmo. Já houve dizer que até lição de casa faz mal! Que pode traumatizar! Ou que a escola tem que ser um lugar prazeroso e que a criança não pode se sentir cobrada! Como não? Escola é lugar de aprender e apresentar bons resultados! Se não entrega a lição de casa, ou chega atrasada ou tira nota baixa, tem que ser cobrada sim. Enfim, hoje é comum dizer que tudo isso pode traumatizar a pobre criança...
Mas ao mesmo tempo os ditos programas infantis com intuito pedagógico fazem coisas além da imaginação. Juro que eu fiquei chocada ao ver o clipe do Cocô do Cocoricó ( Tv Cultura). Sim, é cocô mesmo, não errei o acento de lugar não! Eu fique traumatizada e até tive pesadelos com o cocozinho cantante. Os pedagogos alegam que é importante para a criança saber que o côco é algo natural e faz parte dela. Pobres crianças! Isso para mim traumatiza! Como este é um blog limpinho e não vou colocar o clipe aqui, mas quem tiver coragem e estômago forte clique aqui.
Juro que isso não é piada ou gozação. Infelizmente.

Comentários

  1. não sei, eu acho que a educação tem melhorado no sentido que hoje já aceitam que coloquemos limites nas crianças. há uns anos veio aquela moda de que não podiam reprimir e eles viravam monstrinhos. mas concordo que a superproteção em condomínios tem criado crianças fora da realidade e gerado problemas. quanto aos programas infantis há muitos péssimos, principalmente aqueles que falam que é didático. a fase do cocô é clássica para qualquer criança, mas não há necessidade em colocar na tv, que dirá estimulá-la pq é específica para uma idade e mais velhos podem fazer maldades só de ver o desenho. eu tenho muitas ressalvas a vários programas infantis da tv cultura, acho que eles desconhecem o que é educação. para crianças pequenas sou muito fã dos backardigans e pocoiô. o resto muitas vezes é um grande lixo. beijos, pedrita

    ResponderExcluir
  2. Confesso q só vi o começo do clipe p; nunca mais... P; mim crinaça tem q correr, levar tombo, chorar pq caiu p; dois segundos depois, de novo estar correndo, brincar até enjoar dos brinquedinhos coloridos e barulhentos. Eu vejo isso muito nos Lucas e no Felipinho, brincam muito. falam com vc. o Felipinho até tem tiradas de ficar espantada :)

    ResponderExcluir
  3. Patry, eu já tinha pensado um pouco nesse assunto. Tenho um irmão de 12 anos que desde criança vem tendo uma educação escolar totalmente diferente da minha (que já foi totalmente diferente da dos meus pais, por ex). Ele mudou de escola ano passado e fiquei de cara com o método: além de apostilas (que eu sempre odiei e achei horríveis, já que eu usava livros no colegial e eles eram muito mais abrangentes), tudo lá é padronizado, até as folhas do fichario com o timbre da escola! Quer dizer, vai de encontro às tais liberdades que eles acham que criança deve ter... E eu concordo, elas tem que ser cobradas SIM. Quanto mais liberdade se dá, masi criamos os monstros que vemos por aí. Elas tem que ser ensinadas a ter responsabilidade, e não a pensar que o mundo é um parque de diversões onde elas podem fazer o que quiserem. Um pouco de responsabilidade nunca matou ninguém, é só ver os exemplos das pessoas mais velhas e comparar com os jovens de hoje... Triste :(

    ResponderExcluir
  4. Menina, eu que não tenho crianças na família fiquei chocada com a educação moderna qdo vi isso. Acho que prefiro ser mais antiga do que moderna. Meu filho (se um dia eu o tiver) vai andar de fraldas e pés descalços por aí. Filho de pobre aprende as coisas mais rápido do que filhos de rico, infelizmente ou felizmente essa é a realidade. Beijocas !!!

    ResponderExcluir
  5. Isso sem falar na ideia de que por de castigo traumatiza.. Temos que reconhecer que o mundo mudou demais, e precisamos nos adaptar tanto quanto os novos monstrinhos. Nunca pesquisei um trabalho para escola ou faculdade na internet, mesmo me cotovelando direto com tecnologia quase desde que nasci. Não sei se isso é vantagem minha ou não, afinal a internet é muito prática e sabendo usar direito rende resultados muito rápidos. Um exemplo disso talvez sejam os próprios blogs como o meu, onde sem a pesquisa em Internet para complementar o texto o resultado seria outro.
    Ainda assim, o video da bosta está mais para Hermes e Renato do que para TV Cú-ltura.

    ResponderExcluir
  6. eu me incomodo muito com a massificação das apostilas. por sorte recentemente uma mãe denunciou umas apostilas e o ministério da educação mandou retirá-las. é muito mais fácil ensinar mastigado e não pensar e não modificar. é mais cômodo e mais emburrecedor. como os livrecos de auto ajuda. dão fórmulas prontas como se isso resolvesse e educasse. beijos, pedrita

    ResponderExcluir
  7. Pedrita, tem muito programas infantis legais como o que você citou, em geral os programas da Discovery Kids são bem legais.

    Sugar, realmente não dá para entender o objetivo de se fazer algo tão escatológico para crianças. E concordo crianças tem que se sujar, brincar de verdade !

    Renata, as coisas mudam muito mesmo. Espero que parem de achar que as crianças não devem ser cobradas, senão elas nunca terão senso de resposabilidades. Mas o resultado desta educação moderna a gente só vai saber daqui a algum tempo ...torço para que não seja tão ruim assim.

    Dany, eu também prefiro uma educaçã o mais das antigas, criança com seus deveres , eu só podia brincar e ver tv depois da lição de casa feita!

    Wally, se castigo traumatizasse eu tava ferrada. Eu tive um pai bravo. Deixava de castigo quando era necessário e com certeza isso ajudou a ter noção do certo e errado. Ah , e o clipe é para estarrecer qualquer um! Parece coisa do South Park! ahahahah

    Beijos

    ResponderExcluir
  8. A moda agora é dizer que as palmadas no bumbum também trazem trauma. Eu acho que ajudam na educação. Mas como naão tenho filhos, somente guardo a opiniãoi pra mim, uma vez que até já discuti sobre isso. Só sei que na época que eu era criança não levantávamos a voz aos nosssos pais.

    ResponderExcluir
  9. Marion, a primeira vez que assisti esse clip tb torci o nariz, mas sabe que ele ensina mesmo a criançada? Por ex., quando estava ensinando a manu a ir no penico, cantávamos a musiquinha p/ ela aprender que era ali que era o lugar do tal cocô.
    Quando eu não era mãe, tb via essas coisas de maneira repulsiva. Mas depois a coisa muda de figura.
    Sei lá, não quero dar lição de moral em ninguém não, até pq se existe uma missão dificil que a gente só aprende na prática é a de educar um filho.
    But... fica aqui a minha modesta opinião.
    E só mais uma coisinha... a série tem muitos clips fofos, educativos sim e bem-humorados. Não dá p/ julgar a série por causa de um único clip. :o)
    É isso.

    ResponderExcluir
  10. Mari, acho que o problema é a grande permissidade Pais deixam o filho fazer tudo ou quase tudo e aí perdem o controle.

    Miss Oak, Gostei da sua opinião! Afinal, você é a primeira mãe a comentar. E com certeza, criar um filho a gente só vai saber como é na hora H e deve ser complicado!
    Falando em clipes fofos, ontem a Patty me mostrou o clipe das galinhas internacionais e é muito fofinho mesmo. :) Beijinhos

    ResponderExcluir
  11. medo!muito medo de assistir esse clip!


    caraca, cocozaram até o júlio?

    ResponderExcluir
  12. Ril, assista e deposi volte para dizer oque achou! :)

    ResponderExcluir
  13. É por essas e outras que eu abomino pedagogos.

    ResponderExcluir
  14. Ana, com certeza você não viu o clipe, né??? risos Mas nem precisa, você ia odiar... garanto!

    ResponderExcluir
  15. Eu já tinha visto o clipe porque ouvi meu sobrinho cantar a musiquinha e perguntei pra irmã se ele tinha aprendido na creche. Quando ela me disse que era do Coco-ricó pensei: "Isso e tenho que ver!"

    A impressão que tenho é que não querem mais que as crianças sigam o rumo natural das coisas e cresçam em harmonia com o tempo cronológico.

    Esses métodos pedagógicos modernos sempre me passam a impressam de querer "adultizar" a criança antes do tempo. Ainda bem que vivi minha infância no século passado...

    ResponderExcluir
  16. O tão festejado Estatudo da Criança e do Adolescente veta à escola a maioria das medidas citadas como suolução para a educação. Desse ambiente de hedonismo e pérmissividade não há mesmo como sair boa coisa e , o que é mais grave, para protejer o direito de uma criança que só vai á escola para tumultuar o direito de dez que querem estudar acaba sendo ferido.

    Quando os oriundos desse sistema escolar forem para a força de trabalho sem alcançar conteúdos mínimos que os permitam sequer anotar um recado num subemprego a sociedade vai se mobilizar e é bem provável que a escola brasileira se torne mais rígida do que jamais foi.

    ResponderExcluir
  17. eu vi, e ri p/ cacete!rs

    em outra emissora ou programa eu acharia terrível (imaginaram a xuxa falando sobre o cocô?), mas o Cocoricó tem crédito... até p/ uma merda dessas!

    ResponderExcluir
  18. Fê, eu também acho tudo estranho e também prefiro a educação que eu tive.

    Andrea, concordo com você!

    Ril, tem um vídeo no youtube de um bebê vendo o clipe do cocô, e o bebê delira!!!
    As crianças gostam! (????)

    Beijos

    ResponderExcluir
  19. meu filho tem 9 anos.Tive a coragem (ou insensatez) de chamá-lo p/ assisitir. Ele riu muito e pediu p/ repetir mais duas vezes.Passou o resto da tarde lembrando das minhocas sujinhas e cantarolando o ritmo do cocô..(praga, agora sou eu q estou com a música na cabeça)

    vc acha q criei um monstro?

    ResponderExcluir
  20. Ril, agora ele vai ficar cantando a musiquinha para você o dia todo! Até você vai virar fã do cocô cantante!

    Risos!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Vamos, comente!!!

Postagens mais visitadas deste blog

Na Secadora Não!

Meus Furacõezinhos!

Ovono