Nada é tão simples

Este é o Mohinder, o lindo médico indiano da série Heroes. Ele faz parte do grupo dos bonzinhos do seriado, um cara bom, honesto e que não gosta de violência. Mas no último episódio fez uso de um revólver com convicção. Se ele fez o certo não saberemos tão cedo. Disso que gosto de Heroes, nunca sabemos direito em quem ou em que acreditar. Muitas personagens têm comportamentos dúbios, que não sabemos se são do bem ou do mal. Outras são do bem, mas acabam adotando comportamentos surpreendentes e que confrontam com sua índole. Coisas que podem acontecer com qualquer um. Às vezes nos surpreendemos com nós mesmos, seja pelas escolhas que fazemos e atitudes que tomamos. Pode ser algo perturbador ou libertador. Depende da situação e, claro, das consequências. Eu já passei por situações assim, em que me vi fazendo coisas que jurava que jamais faria. Fiquei assustada comigo mesma, mas no final estas situações serviram para que eu me conhecesse melhor e para perceber que algumas convicções eram ilusórias demais para as situações complexas que a vida nos apresenta. E aprendi também que não podemos culpar ninguém por nossas ações. Afinal, a decisão de seguir em frente é algo que depende somente de nós. É muito mais fácil fazer papel de vítima, mas é muito medíocre também. Melhor assumir os atos, mesmo que isso seja difícil. A parte mais difícil disso tudo eu acho que é enfrentar a reação dos outros, das pessoas de quem gostamos. Duro decepcionar alguém. Mas tem horas que não há outro caminho. Acredito que as relações verdadeiras, sejam de amizade ou amor, se fortaleçam em momentos assim. Na vida não há caminhos fáceis, muitas vezes é difícil saber qual direção tomar e em quem acreditar. Em Heroes vemos este lado complicado da vida em sua máxima potência. Perturbador. E é por isso que a séria é ótima!

Comentários

  1. ufa! nada de spoiler, graças a Deus!rs


    Eu já me vi fazendo coisas q até hj duvido e nunca quero ter uma arma nas mãos.

    ResponderExcluir
  2. eu me incomodo com extremos na ficção. mesmo que nós tenhamos alguns comportamentos surpreendentes, na ficção alguns são exagerados. beijos, pedrita

    ResponderExcluir
  3. O meu comentário é: faço do seu post as minhas palavras...rs
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Ril, eu odeio spoiler e por isso tomo muito cuidado para não escrever nenhum aqui! :) Mas digo que a segunda temporada de Heroes começou meio devagar, mas agora tá pegando fogo!

    Pedrita, em Heroes eles conseguem fazer as ações, mesmo que surpreendentes sejam plausíveis. O que acontece é que todos os personagens passam por isso.

    Dany, é nada é tão fácil!

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Heroes realmente é muito bom. Superou as minhas expectativas desde o 1º episódio... e leio seus posts sem medo, pois sei que você também não gosta de spoilers. Mas acredito que seu post de hoje não seja sobre Heroes, e sim sobre os difíceis caminhos que somos obrigados a trilhar na vida. E realmente, muitas vezes nos vemos forçados a tomar certas atitudes que não agradam nem a nós mesmos e nem às pessoas ao nosso redor. E como você disse, é mais fácil (e medíocre) fazer papel de vítima, mas enfrentar as consequencias e assumir os próprios atos é que mostram quem realmente as pessoas são. Mostra quem são os verdadeiros Heroes da vida real.

    ResponderExcluir
  6. Sabe de uma coisa? É a única coisa que me chama atenção nesse seriado... ay.

    'Inchalá'!!

    ResponderExcluir
  7. Eu tbm já me peguei fazendo coisas que nem imaginava que faria. Não estamos livres de nada...

    ResponderExcluir
  8. Rodrigo, Adorei seu comentário! ;)A vida é complicada demais às vezes!

    Fabiana, tem tantas coisas a mais para atrair sua atenção... tanto moço bonito!

    Mari, concordo, não estamos livres de nada nesta vida! A vida não tem roteiro pré-definido!

    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Eu estou muito atrasada em relação a Heroes. Espero dar um jeito nisso agora no final do ano. Não dá, né? Uma pessoa por fora de Heroes não pode andar livremente por aí rsrs

    beijo!

    ResponderExcluir
  10. Adoro Heroes e a alteração dos personagens é muito interesssante...mas nesse quesito, acho que Lost bate longe, vc não acha?
    beijos.

    ResponderExcluir
  11. Eu acho perigoso dizermos que nunca faremos alguma coisa, porque sempre nos surpreendemos com o que acababamos fazendo, uma hora ou outra. Seja uma coisa certa, dificil, facil ou errada - é aquela coisa "nunca diga dessa água nao beberei". Claro que tem coisas que fazemos e decepcionamos os outros e a nós mesmos, essas temos que evitar, mas sempre estar preparados, pois podem acontecer.
    Quanto ao Heroes, você falou bem, nunca sabemos em quem acreditar, e a cada episódio minha simpatia muda de personagem, e o que Mohinder fez no ep. dessa semana me decepcionou demaaais :)
    Beijos!

    ResponderExcluir
  12. Helen, trate logo de se atualizar na série! Tá muito bom!

    Vivien, olha só , não sabia que você é fã de Heroes também! Eu amo Lost e também gosto dos mistérios dos personagens, mas acho que em Heroes tudo fica mais radical. Aliás, o final da última temporada de Lost foi maravilhoso!

    Rê, como a Mari disse aí em cima, a gente não está livre de nada! Ah, do Heroes quem sempre me confunde é o pai da Claire. Difícil saber de que lado ele está. Também fiquei chateada com o Mohinder e com o Matt também.

    Beijos

    ResponderExcluir
  13. todo mundo é um pouco anjo e demonio, mohinder é só gostooooooooso

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Vamos, comente!!!

Postagens mais visitadas deste blog

Na Secadora Não!

Ovono

Papel e caneta