Uma moça séria e bem comportada


Outro dia um amigo me disse que pareço ser uma moça séria e bem comportada e que isso não condiz com algumas coisas que penso e faço, que isso o confundia. Ele tem razão, sou uma moça séria e bem comportada, mas isso não me faz ser uma pessoa com idéias caretas ou moralistas. É realmente curioso como a imagem que passamos pode confundir os outros. Eu sempre soube que passo uma imagem de pessoa certinha. Eu sou assim mesmo, discreta, tímida, muito séria no trabalho, mas este meu jeito não é determinante para moldar o que penso, sinto e faço. É apenas o meu jeito. Não sei ser espalhafatosa ou mesmo contar intimidades para os amigos. Sou reservada. Somente o meu díario, e o marido, é claro, sabem as minhas intimidades. E não é questão de querer manter a boa imagem perante ao público, simplesmente não me sinto bem falando o que faço ou deixo de fazer na cama, por exemplo. Só falo isso para as partes interessadas.
É engraçado como as pessoas se espantam com algumas coisas que eu gosto. Se assustam quando descobrem que eu gosto das músicas do Rammstein, que jogo videogame, que fui ao sambódromo e que adoro um show de rock. Talvez o assombro venha pelo fato que o meu visual é básico, nunca me "fantasiei" de fã de rock e não tenho cara de má ou de louquinha.
Acho que todo mundo passa por algo assim. De ter uma imagem para o mundo que acaba entrando em conflito com a sua personalidade. É uma amostra de como as pessoas são complexas, que ninguém é apenas de um jeito. Que as pessoas podem ter gostos e comportamentos que pareçam incoerentes com seu jeito de ser, mas mesmo assim serem verdadeiros. E é bom ser assim, não se prender a padrões e se permitir a vivenciar coisas diferentes sem perder a nossa essência.

Comentários

  1. a sociedade e seus esteriótipos. como de quem ouve música clássica é careta, deviam conhecer melhor o meio para ver o quanto estão equivocados com os slogans. em alguns aspectos me acho muito mais revolucionária q vc e amo música clássica. e as atitudes não são melhores ou piores umas que as outras e sim nossa personalidade que quanto menos tiver forçada dentro de um esteriótipo melhor. adoro essa tela. beijos, pedrita

    ResponderExcluir
  2. sei como é, marion. te entendo perfeitamente. bjs

    ResponderExcluir
  3. Pedrita, as pessoas preferem se ater às idéias pré-concebidas e por isso se assustam quando algo sai do roteiro que elas conhecem.

    Cris, às vezes acho que poucos se dão a chance de fazerem o que querem e gostam. Muitos os que se assustam devem ficar presos em seus próprios esteriótipos. beijos

    ResponderExcluir
  4. Nossa Marion, me identifiquei com esse post. As pessoas tb me taxam de séria, sistemática (odeio essa palavra) e se assustam quando me vêm sambando ou indo ao Mineirão, por exemplo. Se esquecem do ditado que diz que as aparências enganam... Bjus!

    www.fofocaslatinas.blig.ig.com.br
    www.horasvagas.blig.ig.com.br

    ResponderExcluir
  5. O mais surpreendente mesmo é essa mania de motel...ahahaha

    ResponderExcluir
  6. Nathy, as pessoas sempre vão pelo lado óbvio das coisas! E aí vêem a gente quietinha e acham que a gente não faz coisa alguma de legal! eheheh

    Déia, eu sei que eu não faço o tipo de garota que curte ir ao motel! Mas eu vou mesmo assim.... Risos

    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Puxa Patry, ninguém me leva a sério...rs
    Eu te conheço há muitos anos, mas realmente sei muito pouco de vc...ehehehehe
    Olha só, Bocca e Vanessa vão me ligar pra gente combinar de sair provavelmente no fds. Te aviso pra reunião da sala 13...rs
    Bjs

    ResponderExcluir
  8. Dani, garanto que tem coisas que vc sabe de mim que ninguém mais sabe... :)

    Nossa, um encontro da sala 13??? Adorei a surpresa! Espero que dê certo!

    Beijos

    ResponderExcluir
  9. que preguiça disso. como se a gente precisasse se encaixar nos estereótipos... ainda bem que vc é maior que eles!

    ResponderExcluir
  10. Não é muito mais legal não ser óbvia o tempo todo? Eu acho. Você disse tudo: se fantasiar de coisas. Uma bobagem, só limita.

    bju!

    ResponderExcluir
  11. Lu, cansa mesmo, ainda bem que não me prendo aos esteriótipos.

    Helen, concordo com vc! A vida seria muito chata se a gente seguisse um roteiro pré-definos de comportamentos.

    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Já ouvi várias vezes comentários assim, mas pra mim todos dizem "você parece ser tão quietinha"... e ficam pasmos quando me vêem em roda de amigos falando e rindo alto, cantando no videoke ou coisas do tipo. Não acho ruim, mas também não gosto muito de ver como as pessoas não pensam duas vezes pra julgar alguém que mal conhecem... Cada um é muito mais do que demonstra, mas não por usar máscaras e sim porque tem lugar e hora pra tudo :)
    Beijos!

    ResponderExcluir
  13. Rê, eu sempre sou vista como quietinha... Mas isso pq só me solto quando estou à vontade com as pessoas. Acho que nisso somos bem parecidas!

    Beijos :)

    ResponderExcluir
  14. Aconte isso comigo também. Não sou o que se pode chamar de uma pessoa timida, não sou extravagante e espalhafatosa, mas sou comunicativa e expansiva. Isso as vezes passa uma imagem de que não sou uma pessoa séria, até ja ouvir dizer que gosto de ser o centro das atenções e absolutamente não é assim.

    ResponderExcluir
  15. Marli, as pessoas sempre fazem conclusões apressadas sobre as outras, olham somente na superfície. Mas não se abale, continue sendo você. :) Deixe os chatos pra lá!

    beijos

    ResponderExcluir
  16. eu pareço ser muita coisa que não sou, e vice-versa...

    ResponderExcluir
  17. Marion, vc disse tudo o q sinto nesse momento da minha vida.
    Tenho 21 anos e a impressão de que todos me vêem como uma bonequinha delicadinha e meiga, q a qualquer movimento brusco posso me quebrar. que por aparentar ser assim não tenho o direito de gostar das coisas q gosto, de falar palavrão ou jogar truco(amo!!!)Todos se espantam, acham engraçado.As vezes dá vontade d quebrar essa redoma d vidro, gritar bem alto e sair feito louca pelo mundo...kkkk...Quem sabe até virar hip e viver de artesanato!!!

    ResponderExcluir
  18. Ana, acontece que as pessoas gostam de rótulos e apenas por ver o jeito de alguém já constróem toda a personalidade, e se a pessoa sai do "roteiro" se espantam. Continue sendo o que é, mesmo que isso espante os outros! :)

    Espero que tenha gostado daqui!
    Beijos

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Vamos, comente!!!

Postagens mais visitadas deste blog

Na Secadora Não!

Ovono

Papel e caneta