Um post sincero

Já cometeu sincericídio alguma vez?

Nem sei se a palavra sincericídio existe de fato, mas uma vez a vi numa revista e achei um termo bem adequado para se referir à situação em que ser sincero em demasia pode causar verdadeiros desastres em nossas vidas. Quase um suicídio mesmo.
A verdade nem sempre é o melhor caminho, a sinceridade pode nos levar a uma situação delicada e estragar tudo de vez.
Eu tenho uma forte tendência para a sinceridade, mas hoje eu questiono se realmente esta sempre é a melhor opção. Não quero aqui incentivar a mentira, mas às vezes contar a verdade não ajuda em nada. Acho que o ato da sinceridade extrema pode ser até um ato de egoísmo. Pois o peso de um segredo por vezes é um fardo difícil de carregar sozinho, e para se livrar dele a pessoa escolhe contar a verdade. E o que acontece? Toda aquele peso vai para a outra pessoa envolvida, a vítima que ouviu a verdade. Vítima porque quem contou a verdade não pensou como o outro ia processar a informação. A verdade pode trazer tormentos demasiados para quem a ouve. Será mesmo que a pessoa queria saber a verdade? E agora que sabe, como reagir? Todo o tormento passa de uma pessoa para outra.
Não seria melhor deixar tudo como estava? Engolir o segredo, se resolver com ele e deixar tudo em paz?
Eu já cometi sincericídio algumas vezes, e se pudesse voltar no tempo eu teria ficado quieta na maioria das vezes. Notei que a verdade causou alguns terremotos desnecessários.
Mas mesmo assim não sei de fato qual é o melhor caminho, a verdade ou o silêncio? O pior de tudo é que a vida não tem manual, e a gente sempre é defrontada com situações em que realmente não sabemos como agir e assim dependemos apenas da nossa intuição para decidir qual o melhor caminho.
Mas uma coisa é certa, é impossível ser 100% sincero, cotidianamente falando. Ficaria praticamente impossível viver em sociedade se falássemos tudo o que nos vem na cabeça. Por isso, é sempre bom pensar bem antes de soltar sua sinceridade para o mundo.


Comentários

  1. concordo mas as vezes eh melhor falar doque explodir por dentro, mas tb as vezes melhor nem falar pq a pessoa nao vai escutar ou cair a ficha... entao as vezes penso q pq cansa perder tempo muitas vezes sem resultado

    ResponderExcluir
  2. buáááá, inúmeras vezes. faz uns anos que faço treinamento intensivo para não ser tão sincera. e não sinceridade como magoar alguém, mas revelar algo íntimo meu que é melhor deixar no ostracismo. o termo sincericídio é exatamente por ser mais um suicídio que sinceridade. como ser franco demais em uma entrevista de emprego e perder a vaga. principalmente se é algo do passado já trabalhado e resolvido, melhor esquecer e não comentar. todos nós passamos por algumas gafes na vida, mas não há porque contá-las ainda mais se não fazem mais parte das nossas vidas. beijos, pedrita

    ResponderExcluir
  3. ah, e quanto usar o sincerissídio no outro, lembro sempre algo que psicólogos falam. nem sempre a pessoa está pronta para ouvir aquela verdade. a pessoa pode não ter amadurecido suficiente em outros aspectos e ainda não processar o que falamos, aí o sincerissídio só serve para criar inimizades, pq não vai ajudar em nada.

    ResponderExcluir
  4. Sugar, tem hora que temos que falar para não explodir mesmo. Mas o difícil é saber quando é melhor calar.


    Pedrita,sinceridade pode ferir o outro. Por isso temos que muitas vezes medir nossas palavras. Pois a verdade pode magoar profundamente alguém. E por isso acho que horas que melhor omitir a verdade.

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Oi Marion.

    As vezes sinceridade demais dá uma confusão ...

    Bjs.
    Elvira

    ResponderExcluir
  6. É um tema meio subjetivo. Na maioria das vezes tento ser sincera, sobretudo se tenho uma relação de confiança com a pessoa.

    Bjs,

    Mari

    ResponderExcluir
  7. Já pensou chegar pro chefe e dizer: "tu tá um mala hoje hein!" Ou então ver a amiga num vestido verde-limão horrível e soltar: "nossa, como esse vestido ficou feio em vc!" Realmente sincericídio não é muito boa opção não! Beijos

    ResponderExcluir
  8. Elvi, concordo.


    Mari, e se a verdade foi uma bomba acabar com a confiança? Realmente eu fico confusa com este tema.

    Lilica, nestas situações realmente não tem como falar a verdade!

    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Já fui mais sincera antigamente do que hj.

    A verdade Patry, é que as pessoas não aguentam "as verdades", que são absolutas e relativas, pois é melhor mascarar uma realidade, pois o mundo de Peter Pan, é mais fantasioso e menos doloroso para as verdades.

    Ao longo do tempo, e lá se vão 26 anos de vida, aprendi a ometir para fazer bem ao ego alheio e não perder uma amizade/ coleguismo. Hoje em dia estou mais "cascuda" e diplomática.

    Bjos,
    Isa.

    ResponderExcluir
  10. Agora falando sério-brincando...

    Vc. sabe onde fui hoje?

    RÁDIO NACIONAL...

    Sim, a Rádio Nacional, a antiga PRK-30 e hoje em dia 1130 am RJ. Conheci o rádio teatro(aonde eram feitas novelas nas décadas de v40/50) , o auditório que por lá pasaram como Emilinha Borga, Cauby Peixoto, Marlene e outros e os funcionários(que são mil).

    O meu messenger é:
    banguac@hotmail.com

    Bjos,
    Isa.
    Quem me guiou foi o GRANDE locutor Gerdal dos Santos. Se lhe interessar, lhe passo as fotos por messenger

    ResponderExcluir
  11. Oi Marion!
    Você tem razão, não dá pra ser sincero o tempo todo. sincericídio demais pode magoar as pessoas e ainda ser confundido com falta de educação. No trabalho o sincericídio é ainda mais complicado.

    ResponderExcluir
  12. essa da entrevista de trabalho que a pedrita falou é complicada - tenho uma amiga que fez mil entrevistas e nunca conseguiu mentir - essas mentiras bobas - pra conseguir o emprego! eles perguntam umas coisas idiotas, como "você é pró-ativa?", e ela sempre diz: NÃO! rs
    ps- ficou lindo a letra verde!

    ResponderExcluir
  13. Passando pra conhecer e fazer novas amizades ;)

    bejo

    ResponderExcluir
  14. Isa, deve ter sido um passeio bem bacana! :)

    Lu, entrevista de emprego sempre é algo delicado.
    ah, fazia tempo que não usava letrinhas verdes!


    Srta maus, seja bem-vinda! :)

    Beijos e bom feriadoooooo!

    ResponderExcluir
  15. A sinceridade é vista como uma virtude, mas tem hora e lugar pra ser usada. Muitas vezes ser sincero demais acaba tornando a pessoa rude, porque ser sincero é uma coisa, saber expressar sua opinião é outra (e quem se vangloria por ser sincero não se preocupa muito com a maneira que diz as coisas, tive um exemplo disso esses dias, uma pessoa q falou de boca cheia que sempre foi sincera, e aí acabava ofendendo quem estava em volta pois era radical demais nas suas opiniões, não abrindo espaço para discussão).

    Não se trata de mentira, mas acho importante, como vc disse, saber avaliar a situação e definir se a sinceridade cabe ali. Tem situações que realmente não vale a pena se dar ao trabalho de ser sincero e acabar criando conflitos desnecessários, já que a sinceridade parece funcionar muito bem para quem fala mas não para quem ouve. Por exemplo, em casa acho a sinceridade imprescindível, mas no trabalho ela acaba atrapalhando muito, afinal temos que manter uma certa "política" pra não perder o emprego.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  16. Patry, eu também tenho esse problema. Mas eu sei que as vezes um peso assim doi de qualquer jeito: se falamos a verdade ou se nos calamos. A decisao é dificil de ser tomada, e eu me calo geralmente se a pessoa nao tem importancia para mim, ou esta em uma fase "querendo ser cega".
    O dificil é ficar calada frente a uns absurdos.. mas as vezes é melhor mesmo.. ou sera que é so mais facil?
    Beijo!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Vamos, comente!!!

Postagens mais visitadas deste blog

Na Secadora Não!

Ovono

Papel e caneta