Toy Story 3



Emocionada. Foi assim que saí da sala do cinema no domingo após a sessão de Toy Story 3. O filme mexeu muito comigo, fiquei comovida e triste. É sem dúvida o filme mais sombrio da trilogia. E é o filme menos infantil de todos também. Crianças muito pequenas devem evitar o filme, elas com certeza vão se assustar. Eu que já sou bem grandinha fiquei com medo de alguns brinquedos, principalmente do bebezão, que era um brinquedo digno de filme de terror. 
O filme trata de  um tema duro de encarar, o término de uma fase da vida e a adaptação a uma nova realidade. Andy cresceu e vai para a faculdade. Seus brinquedos já não têm mais espaço em sua vida, ele decide então guardá-los e levar o Wood com ele para a faculdade. Mas por um imprevisto do destino, todos acabam numa creche, com crianças e brinquedos infernais. Um verdadeiro pesadelo. Estão chateados com o abandono e amendrontados com a nova realidade, onde são literalmente atropelados pela criançada. Então Wood, Buzz e sua turma enfrentam uma epopéia e tanto para escapar da creche e tentar voltar para casa. A maior parte do filme é tensa e triste. Eles passam por grandes apuros mesmo. Os vilões brinquedos são bem maus.  A parte leve do filme é garantida pelo Ken, ele proporciona momentos muito divertidos ao lado da Barbie. Morri de rir também com o Buzz com, digamos,uma formatação alternativa. 
Como demorei para ver o filme, só encontrei cópias dubladas. Gostei muito da dublagem, muito bem feita. Prefiro filmes com áudio original, somente abro exceção para animações, pois sei que a dublagem é feita com muito cuidado e não prejudica a qualidade do filme. E até foi bom ver dublado, pois com os olhos marejados ia ficar meio complicado ler as letrinhas da legenda. Sim, chorei. Mas confesso que me segurei um pouco, pois sei que se deixasse o choro fluir pra valer eu não ia parar tão cedo. Acho que este filme deve emocionar todo mundo, pois trata de um assunto que todo mundo já vivenciou. Todos nós já tivemos que virar a página em alguma fase de nossas vidas, já tivemos que recomeçar. É difícil, muitas vezes triste, mas faz parte da vida. E é isso que a turminha do Toy Story aprende neste filme. Lindo filme. 



 

Comentários

  1. oi Marion
    Tb fui ver o filme e confesso a grande emoção que foi, sai com os olhos lacrimejando.
    Fora o peso na conciencia pela maldade que fiz a todos os meus brinquedos.
    A cena da lata de lixo quando o bebezão... nem me fala aquilo foi muito triste.
    Realmente crianças não deveriam ver esse filme, é triste, sombrio.
    Mas a mensagem é linda e fantástica, nunca pensei que uma animação fosse mexer tanto assim comigo.
    Foi um final digno de uma série de filmes maravilhosa.

    ResponderExcluir
  2. Olá! Já li resenhas deste filme que as pessoas choraram, não duvido, pena que ainda não assisti. Quanto as dublagem, adoro animação com dublagem, afinal são super profissionais que estudam o personagem e incorporam literalmente a narrativa. Um super beijo.

    ResponderExcluir
  3. Flor, desculpa, minha net deu problema na hora de postar, conclusão: replicou... beijocas.

    ResponderExcluir
  4. Gammelo, eu fiquei saudosa dos meus brinquedos. Tenho alguns comigo até hoje, como o meu trenzinho e meu ursinho panda de pelúcia. É um filme que mexes mesmo coma gente.


    Denise, e a dublagem deste filme esta maravilhosa mesmo , feita por dubladores mesmo. Não acho bacana quando atores tomam o lugar dos dubladores, não ficam tão bacana.

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Ai amor,

    que bom que vc gostou.
    A crônica do envelhecer não é fácil. Nem para os brinquedos...

    ResponderExcluir
  6. Delaidinha, é lindo, lindo! A vida não é fácil. O filme é ao mesmo tempo melancólico e alegre. No final a mensagem é positiva.

    Beijos :)

    E o Buzz vai bem?

    ResponderExcluir
  7. eu tenho lido que as pessoas ficam muito tristes como esse filme, no twitter muitos falam q ficaram muito tristes. dublagens de animações costumam ser muito boas. eu não sei se vou ter coragem de ver esse, já fico muito triste sem ser um assunto muito triste, eu não sei se aguentaria o desse filme. beijos, pedrita

    ResponderExcluir
  8. Pedrita, vale a pena ver. Mas tem que se preparar para chorar. E é bom evitar o filme em dias que já se está triste.

    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Estou com muita vontade de ver esse filme!!!! cada vez que leio uma resenha dele fico mais ainda na vontade hehehe...

    Bjosss

    Vivian

    ResponderExcluir
  10. Vivian, se quiser ainda ver no cinema é bom correr, pois o filme já está praticamente fora de cartaz. Aqui em SP tem em poucas salas.

    Beijos

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Vamos, comente!!!

Postagens mais visitadas deste blog

Na Secadora Não!

Ovono

Papel e caneta