Epcot



O Epcot e o Magic Kingdom eram os únicos parques da Disney que existiam em 1986, quando eu viajei para lá pela primeira vez. Eu estava ansiosa para visitar o Epcot novamente, pois tinha gostado muito dele da primeira vez.  O parque basicamente continua o mesmo, há atrações "novas" e outras que foram modernizadas. Mas as estruturas principais continuam por lá, como o monorail (trem que anda em trilhos elevados) e o Spaceship Earth, a grande bola que simboliza o parque. Em 1986 tudo isso era moderno demais e tinha mesmo cara de coisas do futuro. Hoje tudo ficou com cara de futuro de antigamente, como acontece quando vemos algum filme antigo que fala do futuro. Sim, o estilo do parque ficou datado e eu achei isso legal. Gostei do estilo "futuro-retrô" que o parque acidentalmente ganhou com o passar dos anos. 




Dentro da linda bola do Epcot  fazemos uma viagem pela evolução da humanidade. Acompanhamos a evolução  tecnológica e, consequentemente, da comunicação do nosso mundo.  Esta atração está muito linda, cheguei a me emocionar quando  passei pela parte que fala da história do rádio. Nesta atração  somos transportados em um trenzinho, onde em cada assento há um monitor interativo. No começo da jornada, escolhemos em qual idioma desejamos ouvir a narração. No final do percurso respondemos um questionário com perguntas sobre nosso modo de vida e no final o monitor mostra como será nossa vida do futuro. Ficou bem simpática a montagem que fizeram com nossas fotos. Quando saímos do trenzinho temos a opção de mandar um cartão-postal virtual com a nossa foto do futuro. Mandamos para a Sugarbaby e ela adorou a surpresinha. 



Estas fotos são da fila do brinquedo Mission Space. É uma das filas mais legais de todos os parques que fui. Eu adorei esta roda enorme, que é uma maquete em tamanho real do que seria uma nave espacial para viagens de longa duração, ou seja, viagem com duração de anos. Esta roda gira continuamente para criar gravidade artificial e assim proporcionar aos astronautas um ambiente mais confortável, com gravidade similar a da terra. O cenário todo da fila é cheio de naves e veículos de uso espacial. Tudo muito lindo. 

 


Vídeo do Mission Space que achei no You Tube

O Mission Space simula uma viagem até o planeta Marte. Há duas opções para os visitantes: O modo verde, mais suave, e o modo laranja, mais radical.  Antes de entrar e escolhermos as filas, nos deparamos com vários avisos que informam que o modo laranja é realmente forte. Eu estava toda corajosa, afinal, tinha ido no dia anterior no simulador da NASA e não tinha achado tão forte assim. Então topei ir no modo laranja.  No brinquedo há vários simuladores onde entram 4 visitantes por vez e ficamos lá sentados, bem presos ao assento  com aquelas travas iguais das montanhas-russas que têm looping. Quando eu entrei no simulador fiquei bem preocupada quando reparei que ali havia saquinhos para vômitos, iguais ao que têm nos aviões. Olhei para os saquinhos e tremi, pois aquilo não estaria ali à toa. O lance devia ser punk! E foi!  O pior momento é a partida, quando a nave que estamos decola. É algo violento, senti uma pressão imensa sobre o meu rosto, algo que nem sei como descrever. Eu segui a orientação do brinquedo de nunca fechar os olhos, pois segundo eles, de olhos fechados tudo fica muito pior. Então, por mais medo que estava sentindo, arregalei bem os olhos. Depois da decolagem o medo virou diversão, a pressão passou e sentimos apenas o simulador mexer em todas as direções, até de ponta da cabeça. Na frente de cada assento há um monitor que mostra a viagem e o brinquedo acaba se revelando o videogame mais legal do mundo! O simulador é como se fosse a cabine de uma nave espacial, tem vários botões e até um manche. Nós temos que comandar a nave seguindo as orientações do vídeo e tudo fica muito divertido.  Eu adorei e fiz questão de ir de novo. Não passei mal em nenhuma das vezes. Realmente este foi o brinquedo mais forte que fui durante a viagem.





O Test Track é anunciada como a atração mais veloz e de maior duração de todos os parques da Disney. É realmente muito rápida e é uma delícia!  Entramos em carros bem parecidos com carros de verdade e seguimos por uma pista de teste da montadora, onde passamos por todo tipo de teste, tudo em alta velocidade!   Testes de freagem, batidas e curvas bem fechadas. Muito divertido e não dá um pingo de medo. Fiquei fã deste brinquedo. Infelizmente não consegui ir novamente. 





O Test Track é uma atração patrocinada pela GM. Na saída do brinquedo há um show room com vários carros da marca. Fiquei encantada com o Camaro. Este carro não é novidade para mim, pois sempre vejo nas ruas  aqui do bairro, mas nunca tinha tido a chance de entrar em um. Por isso fiz questão de entrar na fila para tirar foto dentro do Camaro. Por dentro o carro impressiona, é lindão. Esta acho que foi a minha primeira e última vez em um Camaro.  



Eu lembrava muito bem do aquário que tem no Epcot, foi uma das atrações que mais me encantou quando fui em 1986 e desta vez o aquário me encantou de novo. Ele foi remodelado e o Nemo virou o "dono" da atração.  Passeamos pelo aquário em carrinhos em forma de conchas do mar. A história do Nemo é contada durante a viagem e as animações dos peixes do desenho são mescladas com os peixes de verdade que vivem no aquário. Ficou uma montagem impressionante, os peixes da turma do Nemo parecem que estão mesmo por ali. Saí dali feliz da vida, pois  Procurando Nemo é um dos meus filmes preferidos. 






Por todo parque me deparei com jardins lindos como estes, sempre com personagens das histórias da Disney.  Fiquei encantada com tada beleza.  Descobri depois que os jardins fazem parte de um evento que acontece durante a primavera, onde o parque monta estes jardins para celebrar a estação das flores. 








Em todos os parques os personagens tiram fotos com os visitantes. Geralmente há filas enormes para tirar foto. As filas me desanimavam muito, mas quando vi a Mary Poppins não resisti! Entrei na fila e tirei foto com ela.  Foi muito legal, pois não é apenas uma pessoa vestida como a Mary Poppins, é alguém no papel da Mary Poppins, se comportando e falando como ela. Senti mesmo que encontrei com a Mary Poppins. Momento marcante e inesquecível. :)  


Nota da blogueira: Este é o primeiro post sobre o Epcot. Farei mais um post com as fotos do World Showcase, que é a parte dos países. No Epcot a gente dá uma volta ao mundo sem ter que pegar um avião. 


 

Comentários

  1. Deu saudades e vontade de ver tudo, mas nesse modo laranja nao tneho coragem mesmoooooooooooooo. Esse do carro deve ser demais ainda mais pra quem sofre de primeira e segunda marcha em SP!!! =D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sugar, o mission Space laranja não é para todos mesmo. Agora, o do carro é só diversão, nada de medo!

      Excluir
  2. adorei essas últimas fotos. beijos, pedrita

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pedrita, vc ia amar os jardins dos parques! Beijos

      Excluir

Postar um comentário

Vamos, comente!!!

Postagens mais visitadas deste blog

Na Secadora Não!

Ovono

Papel e caneta