Surpresas da Vida




A graça da vida é que, vez ou outra, ela nos surpreende. Surgem acontecimentos que a gente nunca vislumbrou a possibilidade de vivenciá-lo. Vai acontecer algo assim no dia primeiro de julho, quando será o show do Viper aqui em São Paulo.  Nunca pensei que veria um show da banda, pois na época que eles surgiram no cenário musical, eu estava em outra sintonia. Não me interessava por heavy metal e na época só tinha ouvidos para The Cure, Titãs, Madonna, Depeche Mode, Ira, Ramones e New Order, só para ficar nos principais integrantes da trilha sonora da minha adolescência, lá no final dos anos 80. Assim, não me interessei pelo Viper na época, não fazia do estilo musical que eu apreciava. O tempo passou e um blog me fez me aproximar do Viper, conhecer suas músicas (e gostar!) e comprar o ingresso para show.

Me aproximei da música do Viper através dos textos do Felipe Machado, guitarrista do Viper. Comecei a ler seus posts em 2008, na época das Olímpiadas da China, quando ele mantinha um blog dedicado ao evento.  Desde então virei leitora assídua do blog 'Palavra de Homem', mas nem sonhava que o autor era o guitarrista do Viper. Descobri isso por acaso uns anos depois, quando vi no You Tube uma entrevista do Viper no Programa do Jô. Na época vi uns vídeos da banda, achei legal, e aí desencanei do Viper, não procurei escutar as músicas pra valer, e continuei leitora do Felipe.  E então chegou 2012 e o Viper anunciou uma volta aos palcos com uma turnê no mês de julho, aí bateu a curiosidade de ver o Viper no palco e conhecer a versão músico do Felipe. Comprei o ingresso para o show e comecei a procurar as músicas. Gostei muito mesmo, tanto que já estão devidamente armazenadas no meu iPod e eu tenho escutado direto.  

Sei que só  gostei das músicas  do Viper porque hoje em dia eu sou fã de heavy metal. Outra surpresa que a vida me deu, virei metaleira depois de 'véia'. Hoje sou fanzona do Iron Maiden (de quem só curtia uma música e hoje adoro várias e já fui em dois shows deles!) do Black Sabbath e curto mais um monte de músicas pesadas que o Wally curte, mas que eu nunca sei quem canta. Nunca pensei que um dia eu seria tão fã assim de heavy metal, mas ao longo da vida aprendi a apreciar uma boa música pesada e adoro a minha versão metaleira. 

E é muito bacana passar por mudanças assim. Ficar sempre na mesma levada é muito chato.  


Comentários

  1. Ahhh, não curti, eu ia convidar vocês pro aniversário do Nando nesse dia! hehehehe!
    :-)
    Não conheço essa banda, mas não sou muito fã de heavy metal... quer dizer, eu não ouviria por vontade própria, tirando uma música ou outra que gosto rs.
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rê, não brinca! Olha, o mês de julho está ficando complicado...rs Eu já tinha convite para 2 festas no mesmo dia e agora tenho um show e uma festa no mesmo dia! Como fazer? Preciso de um clone para dividir os eventos comigo! rs

      Eu virei metaleira por culpa do Wally, ele que me fez conhecer mais músicas e gostar. E aqui estou eu comprando ingresso pra show de heavy metal por vontade própria, não só para acompanhar o marido!

      Beijos

      Excluir

Postar um comentário

Vamos, comente!!!

Postagens mais visitadas deste blog

Na Secadora Não!

Meus Furacõezinhos!

Ovono