Chata








Hoje estou praticamente insuportável. Chatinha de tudo, reclamando por tudo. Culpa da dor de garganta, de cabeça e pelas dores no corpo por causa das aulas de ginástica do Kinect. Mas a dor de garganta é a que mais me incomoda, foi muito ruim trabalhar hoje.  Já que estou chata , vou escrever sobre o meu lado chata. Eu não tenho nenhum problema em admitir esta minha chatice. 

Aqui no Brasil parece que é normal fazer coisas ilegais no dia a dia, as pessoas que as fazem não vêem nenhum problema nisso. Parece que todo mundo tem carteirinha falsa de estudante para pagar meia entrada no cinema e em shows, outros tantos fazem gato para ter sinal da TV à cabo de graça e alguns  acham normal pagar uma grana por fora para passar na prova do Detran sem fazer esforço  e assim tirar a carta de motorista.  Eu acho isso tudo errado e digo isso para as pessoas que ficam se gabando de fazer isso.  Quando eu me posiciono contra a carteirinha de estudante falsa, as pessoas ficam sem  fala. O primeiro impacto é o estranhamento em ver alguém falando que esta prática é errada, depois vem a argumentação tentando fazer do ato de falsificar um documento para tirar vantagem algo  sem gravidade.  Para mim é grave sim. Quem faz isso não tem moral para  criticar um político corrupto. Estou exagerando? Não mesmo.  É apenas uma questão de escala, quem usa a carteirinha de estudante falsa apenas paga menos por um ingresso e o político  corrpto ganha muita grana com a com a sua má conduta.  Os dois estão errados e ponto.  Temos que acabar com esta mentalidade cretina do tal jeitinho Brasileiro. Enquanto as pessoas não forem honestas em seu cotidiano não teremos um país  sério. Os políticos são apenas o reflexo de seu povo.  O cara quando vira político já está acostumado a praticar estes pequenos desvios de conduta em seu dia a dia, ao tomar posse de seu cargo apenas amplia o alcance de seus atos errados e aí, além de encher o bolso de dinheiro, prejudica o povo, pois é dinheiro que deveria ser aplicado em benfeitorias para o povo que ele enfia no bolso. 

E por isso eu sou a chata, porque eu não faço estas coisas e ainda critico quem as faz.  E vou continuar assim. Não acho certo e fico triste quando vejo gente que eu estimo fazendo estas coisas sem perceber que é algo muito errado.  É algo tão inserido em nossa sociedade que as pessoas acham que é normal. Chega a ser chocante. Eu sinceramente acho que não viverei o suficiente para ver o nosso povo livre do tal jeitinho brasileiro. 




Nota da blogueira: Post inspirado por este ótimo texto do Antonio Prata e por uma conversa com a Sugarbaby e a Cris sobre este assunto. 


Comentários

  1. melhoras, é q nem supermercado. muitos produtos são masi caros pra descontar as perdas com os roubos. o pão de açúcar é menor, mais fácil de controlar. é mais difícil ter abuso de preços. e o desperdício é menor. na cultura acontece o mesmo, como são muitas carteirinhas de meia entrada falsas, os ingressos ficam mais salgados pra quem paga inteira. eu tb não suporto o lema todo mundo faz. beijos, pedrita

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pedrita, já estou melhorzinha da gripe.

      É, a gente que paga o preço pelas carteirinhas falsificadas. Os ingressos ficam mais caros.

      Isso é o pior, as pessoas usam a desculpa que se todo mundo faz, tudo bem fazer também. Péssimo.


      Beijos

      Excluir
  2. Uma vez me ofereceram uma dessas carteirinhas e eu recusei. Não tenho coragem de fazer isso. Minha vergonha seria tanta que estaria escrito na minha testa MENTIRA e todo mundo ia ver que era falsa.
    Você tem razão sobre a relação do jeitinho brasileiro e os políticos. Eles roubam tanto pois já estão acostumados a fazer pequenos desvios desde sempre.

    Bjs.
    Elvira
    http://evipensieri.wordpress.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Elvi, eu também acho que teria vergonha em usar uma carteirinha falsa e isso me denunciaria. Beijos

      Excluir
  3. Eu já fiz essas coisas. Carteirinha falsa, gato de televisão. Mas nunca me senti bem usando as coisas desse jeito e acabei caindo na real de que é tão errado quanto outros crimes que reclamamos, e nunca mais fiz, hoje tenho vergonha de assumir que fazia. Me sinto muito, muito melhor fazendo as coisas corretamente. Se posso pagar, compro; se não, fico sem e pronto. E é isso mesmo, tem gente que acha que somos tontos por agir assim, uma pena.
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Re, o que importa é que vc percebeu que era errado. Quando todos que fazem coisas assim percberam que é errado, o país vai começar a melhorar. Beijos

      Excluir

Postar um comentário

Vamos, comente!!!

Postagens mais visitadas deste blog

Na Secadora Não!

Meus Furacõezinhos!

Ovono