Tragédia Na Mídia






Sempre que alguma tragédia ou crime provoca comoção pública, parece que todos os outros acontecimentos perdem importância. A imprensa, seja jornal, revista, TV ou portais de notícias, se empenha amplificar o acontecimento, explorando o sofrimento das vítimas e dos parentes. O exagero é constrangedor, busca-se o sensacionalismo disfarçado de jornalismo. Eu fico realmente muito incomodada com isso. Nunca vi necessidade de ficar instigando as vítimas a chorarem em frente das câmeras, para mim isso é falta de respeito com as pessoas que passaram por um momento tão difícil e traumático. Cabe a imprensa dar as informações realmente relevantes como o nome das vítimas ou informações de como ajudar as vítimas, por exemplo. Não é necessário um monte de reportagens diferentes sobre o mesmo acontecimento, muitas reportagens com informações irrelevantes, que tem como objetivo somente a audiência. Os meios de comunicação buscam lucrar com a tragédia. É terrível, mas é verdade. E vai continuar assim enquanto dermos cliques nos links notícias ou sintonizarmos os telejornais para ver reportagens assim.

Eu estou fugindo das reportagens sobre a terrível tragédia que aconteceu ontem em uma boate em Santa Maria, no Rio Grande do Sul.  Um acontecimento absurdamente triste, mas que já está tendo um cobertura jornalística exagerada. A história recontada já inúmeras vezes, sempre buscando ampliar a dor da tragédia ao invés de destacar a informação pura e simples.  

Entendo a comoção pública que uma tragédia deste porte provoca, mas acaba parecendo que as pessoas que morreram nesta tragédia merecem mais nossas lágrimas do que as vítimas de assaltos ou acidentes de carro.  Cada morte é trágica por si só, não faz sentido dar ênfase aos mortos de uma tragédia, o sofrimento de cada família é único, não importa se a pessoa morreu sozinha num quarto ou em um incêncio. A imprensa deveria respeitar este momento. Deixar estas pessoas chorarem a perda de seus entes queridos em paz.  Sinceramente acho que perder alguém em um acontecimento assim deve ser quase uma tortura, pois há todo momento o fato está sendo lembrado. Acho que deveríamos repensar o jeito de cobrir acontecimentos assim.  É isso. 

Comentários

  1. Também estou muito incomodada. Não quis ver na tv e só li as notícias relevantes sobre o que aconteceu. O resto não interessa, todos sabemos como é e é uma enorme falta de respeito e invasão de privacidade o que fazem com as famílias. Mas é isso mesmo, tudo em busca de audiência, e são poucas as pessoas que repudiam isso. A maioria aprova e por isso a mídia em geral vai de mal a pior. Uma pena que além de sofrimento pela perda, as famílias tenham que sofrer também por se verem transformadas em atrações de circo.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Tudo o que aconteceu é muito triste. E fica mais triste ainda com esses programas que ficam batendo sempre na mesma tecla e explorando os sentimentos das pessoas nesta hora de fragilidade.
    Bjs.
    Elvira
    http://evipensieri.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  3. Fico muito chocada com o que aconteceu, mas o que me assusta muito também é a exploração dos sentimentos do outro. Se é ruim para mim, que felizmente não tinha ninguém conhecido na tragédia. Imagina para os familiares e amigos que além de ter a perda, tem a mídia a cada segundo noticiando? Triste.

    Ah, a propósito, sou a Denise do antigo blog Bonequinha de Luxo. Estou com blog novo www.casademaria.blog.br
    Aguardo sua visita. Beijos.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Vamos, comente!!!

Postagens mais visitadas deste blog

Na Secadora Não!

Ovono

Papel e caneta