Take The Lead

Assisti ao filme Take The Lead (USA - 2006) no domingo à tarde. Wally apareceu com o filme em casa, trouxe porque era filme de dança e ele sabe que eu sou apaixonada por dança. Eu não conhecia o filme e nem fazia idéia do que se tratava. Resolvi ver assim mesmo, sem buscar mais informações sobre o filme.
O filme é estrelado por Antonio Banderas, que faz o papel de Pierre Dulaine, um professor de dança de salão que resolve ajudar uma escola pública oferecendo aulas de dança para os alunos com o pior histórico de comportamento do lugar. Sim, é o filme clichê básico. Alunos desorientados, que ninguém mais acredita e que são "salvos" pela boa vontade e determinação do professor. O diferencial aqui é que é uma história real e que realmente deu e ainda dá certo. O Dulaine de verdade continua com o projeto de aulas de dança de salão em New York para as escolas públicas e tem dado muito certo. Muito legal isso. Pena que o filme não soube aproveitar a história e o resultado é morno e previsível.
Tem boas cenas de dança e o elenco de atores desconhecidos é bom. Além do Antonio Banderas, muito charmoso no papel. Mas tudo isso não é o suficiente para empolgar o espectador. O roteiro ficou mal feito. Por exemplo, logo no começo parece que Pierre Dulaine resolve ajudar os alunos porque uma fada passou por perto e disse para que fizesse isso. Faltou enfatizar o momento que ele se depara com a realidade daqueles garotos e garotas pobres e sem perspectivas. O que realmente tocou o professor? O que fez ele sentir vontade de encarar um desafio daquele porte? Pois foi um desafio enorme. Imagine ensinar dança de salão para quem só quer saber de ouvir hip-hop? É um universo totalmente distinto e os alunos são avessos à qualquer tipo de disciplina. Além disso, ele teve que alterar a sua rotina de aulas em sua academia de dança,deixando de dar muitas aulas pagas para se dedicar às aulas voluntárias na escola.
Gostei muito das cenas inciais do filme, que mostram as personagens se preparando para um baile. Uns para o baile de dança de salão e outros para o baile de hip hop. Ilustrou bem a diferença entre as personagens.
O filme é razoável e definitivamente não vale um ingresso de cinema.

Comentários

  1. eu adoro antonio banderas e tb nunca tinha ouvido falar nesse filme. beijos, pedrita

    ResponderExcluir
  2. Eu nunca vi esse. Mas do jeito que sou vidrado em filmes de dança, se vir com certeza vou adorar!

    ResponderExcluir
  3. Pedrita, ele está Lindão no filme! Dançando tango ficou maravilhoso!

    Fê, legal saber que você é fã de filme de danças! Eu vejo todos que eu posso!

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Acho q v ai passar este mes em algum dos tele cines. fiquei curiosa em ver mas qdo vi o trailer me pareceu mais um mestre com carinho versão vamos bailar.. vou ver se assito entao para ver se gosto. :D

    ResponderExcluir
  5. Hmmmm não gostei !
    Hj tô monossilábica.
    Beijocas

    ResponderExcluir
  6. Sugar, talvez você goste!

    Dany, adorei você monossilábica! Maws prefiro a Dany falante!

    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Até gosto de filmes de dança (desde que não sejam musicais!), mas já cansei dessa hitória de professor-capaz-de-salvar-alunos-difíceis. Re-lo-ou, mundo real chamando, gentem! O sistema está falidoooooo! Cansei mesmo.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Vamos, comente!!!

Postagens mais visitadas deste blog

Na Secadora Não!

Meus Furacõezinhos!

Ovono