Sexo no Cativeiro

Calma. Apesar do título, este não é um post sobre filme pornô. "Sexo no Cativeiro" é o nome de um livro sobre o sexo no casamento e todas as suas complicações. Está longe de ser um livro de auto-ajuda, pois não tem receita para nada. Não diz o que é certo ou errado. A autora , Esther Perel, mostra caminhos para um casamento não cair no marasmo através da análise de casos reais de seus pacientes. Nos deparamos com histórias de todos os tipos de casais, héteros e gays, recém-casados e casados há anos. Sem moralismos ou julgamentos. Ela foge do lugar comum. Trata as pessoas como seres humanos sem colocar os rótulos que estamos acostumados: homem sempre trai ou a mulher é sempre a mais carente. Usa expressões improváveis como "infidelidade prejudicial" . Sempre achamos que todo o tipo de infidelidade é ruim , né? Ela mostra que nem sempre é ruim e que às vezes é necessária para a sobrevivência do desejo do casal. Depende do "arranjo" de cada casal. Ela até mesmo questiona se vale a pena confessar uma traição. Se se arrependeu para quê contar? Para estragar tudo ?
Gostei muito de como ela analisa cada situação. Ela mostra com clareza como é complicado duas pessoas se entenderem no campo sexual em uma relação a longo prazo. Que é preciso muita compreensão entre o casal e muita cumplicidade. Cada um tem seus anseios e necessidades sexuais particulares e nem sempre tem coragem de contar isso para o ser amado, seja por medo ou vergonha. Isso pode acabar criando uma barreira entre o casal e que, passado o período da paixão, pode afastar o casal em definitivo. O capítulo sobre fantasias sexuais é muito realista. Realmente devemos ter cuidado ao expor nossos desejos mais "proibidos", pois a reação do outro será uma loteria. Aliás, a nossa reação ao tomar conhecimento da fantasia do outro também é uma loteria! É algo muito delicado mesmo, pois ficar se censurando por receio de chocar o seu par não fará bem, pode criar uma grande frustração. É, não é nada fácil!
O livro é extenso e trata vários aspectos da vida sexual de um casal, impossível citar tudo aqui num único post. Todos capítulos do livro com certeza renderiam ótimos posts. Eu aprendi muito com esta leitura e com certeza vai me ajudar a manter meu casamento firme e forte. Sempre achei que a felicidade conjugal dependia do empenho do casal e este livro veio confirmar isso e ainda me mostrou vários aspectos que eu nunca tinha prestado atenção.
Para conhecerem um pouco mais das idéias da autora cliquem AQUI para ler uma entrevista com ela.
Sou uma romântica incurável como todos já sabem, mas uma romântica realista, que sabe que aquele amor perfeito de contos de fadas não existe e que temos que lutar um pouqinho cada dia pela preservação do nosso amor, do tesão e de tudo mais. Por isso recomendo este livro como um grande aliado nesta luta. :)

E bom feriadão!!!!


Comentários

  1. Difícil mesmo. Eu acho que um dos grandes catalisadores do sexo é o mistério. Mas passada a curiosidade, a afinidade que vem com o temo é uma arma de que se pode tirar muito partido.

    ResponderExcluir
  2. SOu curiosa apra ler esse livro. E pelo que vc disse é um pouco como eu penso da vida em casal, aprender a dividir os pesos e ambos tem que adubar e cuidar do relacionamento como se fosse uma plantinha.

    ResponderExcluir
  3. parece ser bem interessante. caramba, dois posts de livros, hehe, está culta amiga, hehe. gostei das duas indicações. beijos, pedrita

    ResponderExcluir
  4. Andrea, o livro cita isso também o fim do mistério, o fato de se conhecer bem a pessoa, saber tudo o que ela gosta acaba fazendo o tesão sumir. Outro lance que complica é ter a certeza que já se conquistou o outro, aí a pessoa pode se acomodar. Não se pode deixar o jogo da sedução e da conquista dela. Tem que ser criativo!

    Sugar, te empresto o livro depois. A leitura é super válida. Você vai gostar.

    Pedrita, aqui tá parecendo seu blog ,né? O post do livro de hoje era para ter saído há tempos,mas por causa do Harry Potter e do livro da asma ele ficou meio de lado e só esta semana eu terminei de ler!

    Beijos minhas leitoras madrugadoras!!! :)

    ResponderExcluir
  5. Muito bacana a dica! Como nessa vida nada é perfeito, os relacionamentos também não o são. Realmente é preciso se superar um pouquinho a cada dia (os dois!) pra manter uma relação bacana.
    Abraços e um ótimo fim de semana pra você!

    ResponderExcluir
  6. Boa dica :) Eu tenho a impressão pessoal de que quanto mais se conhece o parceiro, mais à vontade se fica para falar e fazer o que se tem vontade, e aí a relação fica mais interessante. Mas parece que a maioria pensa diferente :) Claro que não dá pra deixar cair na mesmice, mas nem tudo precisa ser novidade para ser bom :)
    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Rodrigo, o sucesos do casamento depende muito da gente. Se a gentenão se empenhar naufraga mesmo! Bom feriado!

    Rê, eu também penso como você que com o tempo tende a ficar mais fácil de abrir com quem divide a vida com você. Mas lendo o livro parece que para muitos é complicado conversar com o parceiro. O casal não conversa, não tem coragem de expor suas inseguranças e desejos para o outro e aí vão se afastando. E acabam recorrendo à terapia se casais. Ou seja, precisam realmente de ajuda para se entenderem. Isso me espanta. Mas depois de ler o livro , vejo que seo terapeuta é uma pessoa séria e esclarecida pode realmente ajudar o casal a se aproximar e a se entender. Mas confesso que eu não teria coragem de ir a um terapeuta. Prefiro criar coragem e conversar com meu marido mesmo. Mesmo que o assunto seja delicado. Melhor do que remoer as coisas e acaba na sala do terapeuta com o casamento quase morto.

    Mas acho muito válido que tem coragem e recorre à terapia. sinal que coragem e de vontade de salvar o casamento!

    Beijos

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Vamos, comente!!!

Postagens mais visitadas deste blog

Na Secadora Não!

Meus Furacõezinhos!

Ovono