United 93



O filme United 93 (USA/UK - 2006) consegue transmitir toda a sensação de desnorteio que assolou o mundo no dia 11 de Setembro de 2001. Eu lembro bem desde dia e de como eu fiquei abalada com aquilo tudo. Eu estava trabalhando no hangar da TransBrasil em Congonhas quando ouvimos a notícia do primeiro avião chocando-se com o World Trade Center. Senti o terror e a incompreensão que são ilustradas no filme nas cenas que se passam nas torres de controles dos aeroportos americanos, na sede da FAA ( órgão responsável pelo controle da aviação civil do país ) e no comando militar. É um filme forte, que retrata o que aconteceu a bordo do avião da United Airlines que naquele dia fazia a rota entre Newark e San Francisco, o vôo 93. Foi o único avião, dentre os sequestrados em 11 de setembro, que não atingiu seu alvo. Os passageiros e tripulantes atacaram os 4 terroristas, mas infelizmente não tiveram como evitar a queda da aeronave. No momento do ataque o avião já estava baixo demais. Esta reconstituição foi feita através das gravações da caixa-preta da aeronave e de relatos de pessoas que receberam telefonemas de passageiros do vôo. É umas das coisas que mais mexeram comigo, os passageiros e tripulantes ligando para seus parentes e amigos para se despedirem. Algo dolorido demais.
A narrativa do filme começa lenta, mostrando os terroristas indo para o aeroporto, mostra a preparação da aeronave, os passageiros embarcando. Vemos a rotina de uma decolagem. E o filme vai alternando entre a aeronave e as torres de controle, mostrando como os acontecimento se sucederam, passando com incrível veracidade toda a tensão daquele dia. Nos minutos finais do filme, não sei precisar o tempo, talvez mais de 40 minutos, o filme concentra-se nos acontecimentos dentro da aeronave, até a queda.
É algo chocante ver os terroristas rezando para conseguirem cumprir sua missão suicida e os passageiros e tripulantes rezando por suas vidas.
Acho que quando alguém, que não vivenciou estes ataques, assistir à este filme daqui a alguns anos, vai conseguir entender o medo que assolou o mundo naquele dia.
Filme primoroso.Triste, mas essencial.
O filme me fez ficar tensa, e chorar muito.

Nota da blogueira: post escrito depois da meia-noite de sábado para domingo. Logo após eu ter assistido ao filme.


Comentários

  1. Fiquei deprimida de verdade. Principalmente com os extras do DVD.

    ResponderExcluir
  2. mais um p/ minha listinha de aluguel!

    ResponderExcluir
  3. Déia, fazia tempo que não chorava tanto em um filme. Quando começaram os letreiros finais eu já estava soluçando. Foi difícil dormir naquela noite. Ah, vi na tv, já tinha ouvido falar sobre os extras do dvd.

    Ril, é um filmão mesmo. Mas se prepare, pois é triste mesmo.

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Assisti os últimos 5 minutos do filme...rs... quero ver inteiro !
    Bjs

    ResponderExcluir
  5. eu não me interessei de ver esse filme, a tragédia já bastou pra mim. não sabia que tinha trabalhado na transbrasil, nem no aeroporto de congonhas. eu já tinha a minha empresa e uma colega falou se eu não estava vendo, que ela não estava entendendo nada, e liguei a tv na hora que o segundo avião se chocou no world trade center, vou doloroso, na época tinha um cliente multinacional e tentei logo saber se eles tinham algum escritório lá pra saber se estavam todos bem, foi terrível mesmo. mas eu acho que temos inúmeros eventos horríveis como esse que ficaram quase ignorados, como as inúmeras mortes de cidadãos iraquianos só porque um estados unidos resolveu achar que todos que moram lá são terroristas. anos e anos de confronto insano, matando crianças, enquanto os terroristas estão espalhados pelo mundo em atividade constante. e isso ninguém mostra, a dor dessas famílias ninguém mostra. eu falei hoje de um filme que mostra países em conflito, que não vemos, não acompanhamos e nem conseguimos nos solidarizar, porque desconhecemos seus conflitos. beijos, pedrita

    ResponderExcluir
  6. Dany, o filme deve passar mais vezes este mês no telecine. Procure e assista.

    Pedrita, sim trabalhei na TR e estava lá quando ela faliu.

    Eu acho uma tristeza o que fizeram no Iraque . Isso é noticiado e poucos aprovam a ação do governo americano. Li seu post e deixei um comentário lá.
    Mas o grande problema de combater o terrorismo é o fanatismo dos terroristas, eles se tornam imbatíveis a partir do momento que não temem a morte. Não há limites para eles.
    Enfim, me revolta ver os cidadãos inocentes ( de qualquer nacionalidade) serem mortos ou feridos por conta de ideologias e guerras alheias.

    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Opa, vai passar hj 19:55 de novo :)
    Bjs

    ResponderExcluir
  8. Marion,
    Puxa, amanhã será aniversário da tragédia! Também lebro direitinho do dia, o que fazia, onde almocei, até o que comi. Engraçado como certos dias ficam impregnados em nossa memória.
    Grande beijo

    ResponderExcluir
  9. Pois é, amanhã é aniversário da tragédia e eu me lembro bem o que fazia no momento em que aconteceu. Acho que foi um evento tão marcante que várias pessoas contam o que faziam no momento, onde estavam e etc. Vale pela dica de filme, quanto à tragédia, lamentável de qualquer ponto de vista.
    Cheers!

    ResponderExcluir
  10. Dani, bom saber, acho que vou colocar pra gravar para ver com Wally depois.

    Lord, foi realmente marcante. A grandiosidade do ataque foi assutadora.

    Rodrigo, o filme é um retrato fiel do que sentimos naquele dia.

    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Nem parece que já faz tanto tempo que isso aconteceu... lembro até hoje, saí mais cedo do cursinho e quando cheguei em casa minha mãe estava vendo a tragédia na globo. Chocante mesmo... independente de quem fez o que e quem mereceu o que, tanta gente morreu e isso é o suficiente pra deixar a gente chocado. Sou a favor de dar uma lição aos EUA, mas poderiam ter destruído um edifício vazio, ou algo assim né... as pessoas não tem culpa. Vou procurar esse filme, além de noticiários, nunca assisti mais nada a respeito.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  12. Kade meu comentário T.T...
    Não foi vou ter que digitar de novo, bom:
    Essa tragédia chocou não só os Estados Unidos mais o mundo todo, indiretamente. Imagina já brigam por causa de coisas fúteis imagina quando a água for escassa, dai vão se matar de vez...
    Dica anotada, se cuida bjuss...

    ResponderExcluir
  13. Deixando de lado qualquer tipo de preconceito ou rivalidade, o que aconteceu naquele dia 11 de setembro, realmente, foi um horror! Ainda não vi o filme, mas, quando tenha uma oportunidade, farei-o.

    ResponderExcluir
  14. Patry, eu vi "Vôo 93" no cinema e achei um filme emocionante e maravilhoso. É impressionante como no final, mesmo a gente sabendo como tudo termina, ficamos torcendo para que tudo dê certo! Foi excelente a reconstituição que fizeram a partir dos telefonemas dos passageiros e realmente tocante quando eles ligam para os entes queridos para se despedir. Hoje faz seis anos, mas aquele dia vai ficar marcado na memória de todos pela magnitude da tragédia e por nos mostrar tão cruamente o quão frágeis e desprotegidos nós somos, em qualquer lugar do mundo.

    ResponderExcluir
  15. Rê,É triste pessoas inocentes sempre serem as maiores vítimas destes conflitos.

    Erick, concordo com você.

    Mari, mesmo 6 anos depois este acontecimento me causa forte impacto.

    Fê, o filme é muito emocionante mesmo. Eu fiquei muito comovida com tudo aquilo. É, somo muito fragéis mesmo!

    P.s : o blogger sumiu com as respostas dos comentários... estranho. tinha respondido atpe a Mari ontem e agora não tem nadinha...

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Vamos, comente!!!

Postagens mais visitadas deste blog

Na Secadora Não!

Ovono

Papel e caneta