Telechatos


TeleChata: Temos o registro que a senhora gasta mais 100 reais de conta de telefone e temos uma proposta irrecusável para diminuir o gasto.
Eu: Informação errada, pois não gasto nem metade deste valor.
TeleChata: Mas de qualquer forma a minha oferta vai fazer a senhora economizar porque vem junto com conexão banda larga de 1MB.
Eu: Não tenho interesse porque já tenho banda larga com muito mais velocidade que isso.
TeleChata: Mas no nosso plano oferecemos gratuitamente um roteador de internet sem fio que eu GARANTO que a senhora não tem.
Eu: Você está errada pois eu tenho internet sem fio há muito tempo e não tenho interesse na sua oferta.
TeleChata: Mas...
Eu: Se eu quisesse alguma oferta eu ligaria para a Telefónica.
TeleChata: Mas...
Eu: Já disse que não tenho interesse, boa noite!


Este diálogo aconteceu ontem a noite. Eu no sossego do meu lar , arrumando a mesa para o jantar e, ao atender o telefone, tive que aguentar a mocinha insistente querendo me empurrar um plano alternativo de telefone com internet. É praticamente impossível manter a calma e a educação com estes telefonemas. Eu até tento, mas depois do segundo não que eu falo e a pessoa não pára de insistir eu já fico sem paciência e tenho vontade de mandar a pessoa para pqp. Sim, eu sei que a telechata está trabalhando, ganhando a vida honestamente, mas o meu tempo é muito precioso para ficar escutando prospostas que eu não tenho o mínimo interesse em aceitar. Eu acho uma invasão de privacidade absurda este povo ligando para a minha casa, sabendo o meu nome e tudo mais, para me empurrar produtos e serviços. O mais intrigante é receber ligações assim de empresas que a gente nunca teve nenhum contato. Como eles sabem tanto sobre nós? Onde está a responsabilidade das empresas de preservarem os dados de seus clientes? É um abuso.O governo finge que não vê e deixa este desrespeito correr solto. E depois vem o povo alarmista dizendo que o Orkut é um perigo porque lá as pessoas más pegam seu nome e podem fazer mal uso dele. Garanto que que a telechata não achou meu nome e telefone no Orkut ou em qualquer outro canto da internet. O comércio clandestino de dados pessoas é algo forte neste país e independe da pessoa ter ou não informações publicadas na internet.
E este tipo de ligação é algo recorrente. Mesmo a gente falando não, passa um tempo e a telechata liga de novo com o mesmo blá blá blá. Cada dia que passa eu tenho menos paciência com isso, pobre do telechato que liga para minha casa. Corre o sério risco de ser destratado. Sinto muito, mas não vou perder meu tempo com assuntos que não me interessam e nem com pessoas que não entendem o significado de um não.


Comentários

  1. Aqui ligaram também oferecendo, eu só bati o telefone na cara da mocinha... sinceramente eu não tenho mais paciência !

    Beijocas

    ResponderExcluir
  2. Dany, eu tenho que ser rápida como vc. Desligar na hora que a moça fala alô! Beijos

    ResponderExcluir
  3. Tbm odeio qdo querem me empurrar o cartao da loja. Aqui eu tenho uma desculpa ótima pra me livrar. Digo que sou estrangeira! Nao falha! hahaha...

    Mari

    ResponderExcluir
  4. ah, eu sempre falo, desculpe, mas não posso falar agora. e desligo o telefone. acho invasão de privacidade. se eles se acham no direito de me invadir. eu me acho no direito de não ouvir. agradeço e desligo. nem ouço. beijos, pedrita

    ResponderExcluir
  5. diariamente recebemos essas ligações aki no serviço.
    agora sempre digo que não estou quando reconheço o tom de voz [eles sempre falam do msm jeito]

    beijos

    ResponderExcluir
  6. Pior que outro dia uma telechata do Banco no qual eu JÁ tenho cartão de crédito, me ligou oferecendo o cartão! Pode???

    Eles poderiam ao menos ter um banco de dados mais organizado para não ficarem ligando todo santo dia pra casa das mesmas pessoas. Tento ter educação mas quando começa a ladainha, perco total a paciência!

    Beijos e bom fide.

    ResponderExcluir
  7. Por que a gente não desliga, marion? Por quê, por quê, por quê?

    Precisamos de treino! rs

    bju!

    ResponderExcluir
  8. Tô rindo alto Patry, ligou um menino da Telefônica me perguntando se eu já tinha TV por assinatura e eu disse que sim, mas ele quis me provar que eu ia trocar pela da Telefonica... lembrei de vc na hora... e sabe o que aconteceu? Mudei ! Me deram 42 canais por R$ 42,00 por mês já com 1 ponto extra. Adorei !

    Bjs

    ResponderExcluir
  9. Mari, também odeio gente me empurrando cartão de loja. As vezes falo que já tenho para que me deixem em paz.

    Pedrita, o pior que tem uns que ficam insistindo que é rapidinho!

    Moni, eu também já digo que não estou quando percebo logo de cara do que se trata.

    Lilica, pois é! às vezes eles são bem desorganizados! Aí dá mais raiva mais inda!

    Helen, não sei. A gente é boba! Precisamos aprender mesmo!

    Dani, fes um bom negócio! ehehe Parabéns!

    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Eu tbm acho que os operadores não fazem mais do que seu trabalho, mas a maioria deles não nos respeita. Já cansei de falar com "telechatos" (adorei o nome) que depois do quinto "não" desligam o telefone de maneira super estúpida. Aqui na empresa tem um telechato de um jornal que de tempos em tempos liga e vai tentando ramal por ramal (na minha sala tem 3 em sequência numérica e ele vai certinho de um pro outro). Pior do que receber ligação em casa é receber no trabalho e ficar horas ouvindo lenga lenga. Na única vez que aceitei e assinei um jornal assim, só tive problemas. Já tenho algumas respostas prontas para cada caso: se me ligam no celular, digo que estou no trânsito e não posso falar. Se ligam em casa oferecendo revista ou jornal, digo que faço faculdade e tenho tudo disponível na biblioteca. Não tenho paciência. É batata. Acho que telemarketing deve existir como suporte, e não como telemarketing ativo (odeio essa denominação, que tenta esconder a falta de respeito desse serviço). Se eu quiser um serviço, eu vou procurar, não preciso que me ofereçam... Teve um dia que uma mulher da Vivo ligou pro gabriel e começou a xingar ele porque ele não queria trocar a Tim pela Vivo! Foi patético, hehehe.
    Esse assunto me irrita :)
    Beijos!

    ResponderExcluir
  11. hahahhaha
    e pensar que quando isso começou, tem sei lá, uns 13 anos, eu era uma Telechata. Simmmmm, eu fiz telemarketing no Unibanco, guria sei até hoje o script de cor. Na época era novidade e o povo até gostava da gente ligando. Mas eu tinha umas regras pessoas próprias, não ligava de jeito nenhum antes das 9 da manhã, ou seja fica ensebando uma hora todo santo dia, e depois das 11:45 também ensebava mesmo. Que minha ex gerente não me leia. Mas sabe, eu era bem boa no negócio, ganhei muitaaaaaaaa comissão abrindo conta :o)
    Ah e as listas vem de vários lugares, clube, loja, bancos, academias de ginástica, e quando estão sem lista, vai de lista telefônica mesmo. Por isso não coloco meu fone de casa em lugar nenhum! E hoje, odeio essa invasão, mas sempre penso que as telechatas estão lá trabalhando né. E outra, a gerente escutando as ligações e ai dela que não insista! Acho que é até melhor pra ela se a gente desligar direto, ai a coitada não teve culpa.

    beijoca

    ResponderExcluir
  12. Rê, me irrita também. O pior quando eles pegam a gente distraído e a gente acaba entrando na onda. Uma vez aceitei um cartão de crédito por distração e foi complicadinho para cancelar.

    Andrea, Eu já trabalhei em callcenter, mas sempre em receptivo. Sempre me recusei a fazer o ativo. Como é algo que me irrita eu nunca quis irritar os outros. É, acho que vc tem razão para o bem do atentende é melhor que a gente deslique mesmo!

    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Patry, aqui na França também tem isso, viu?
    Quando me mudei para ca e instalamos o telefone.. nao tinhamos dado o telefone pra quase ninguém e o bendito tocava com telemarketing!!! Resultado: parei de atender o telefone. 100%. Nao atendia nunca, so usava pra ligar.. E quem quisesse falar comigo ligava no celular. Resultado: nao ligam mais, acho que riscaram meu telefone da listinha.. e agora eu atendo porque alguns amigos ligam em casa.

    E o pior: bem no inicio mesmo eu atendi uma moça, em frances,que ligou na casa da sogra,(eu na maior educaçao), e ela veio me xingar, falando "a senhora nao fala francês, nao é?". So porque ela nao entendeu que eu tinha o mesmo sobrenome que minha sogra, e estava querendo explicar que ela queria falar com a outra Madame Boulnois, e nao comigo!!! Enfim, uma grossa que me deixou muito chateada na época! Mas agora passou e aprendi o jeito grosso de ser e ai dela se um dia ela ligar pra mim de novo!! rss
    Beijo!!

    ResponderExcluir
  14. é assim oh....não responde ao e-mail mesmo de amigos...com correntes!! é ai que eles pegam a mala direta!!!!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Vamos, comente!!!

Postagens mais visitadas deste blog

Na Secadora Não!

Meus Furacõezinhos!

Ovono