Quando acaba


Me encantei quando vi esta foto. Madonna está linda e com um sorriso que traduz a felicidade que sentia naquele momento. Momento onde iniciava oficialmente o casamento, que teve seu término anunciado há pouco tempo. Eu fiquei triste com a notícia, como sempre fico quando escuto que algum casamento foi desfeito. Sinto que é como uma esperança perdida, toda aquela alegria do dia da união se perdeu no tempo e o casal já não tem mais motivos para ficar junto. O que me deixa mais melancólica é notar como os casamentos terminam de maneira feia, com os dois falando mal um do outro, cheio de rancores e raiva. Como pode tudo de bom sumir e só restar as coisas ruins? Fico com a impressão que, nestas situações, a raiva é muito maior que a tristeza. O que deveria ser um momento triste, acaba sendo um momento dominado pela raiva. Parece que quando o final chega só sobrou raiva entre aqueles que antes se amavam. Será que com todos é assim, ou será que há casais que terminam um relacionamento de maneira mais suave, percebendo que o amor que os unia acabou, mas que o que viveram valeu a pena? Não conheço nenhuma história de separação tranquila, pelos menos nunca vi acontecendo perto de mim. Eu fico com a impressão que quando tudo termina de maneira bruta não sobram nem as boas recordações, acho que a mágoa pode ficar tão profunda que nenhum dos dois tem condições de ter boas lembranças de tudo que vivenciaram juntos. Acho que eu, na verdade, sou uma romântica incorrigível e que ainda me abalo quando percebo que as juras de amor eternas não tem muito espaço neste mundo em que vivemos.
Há muitas canções sobre rompimentos amorosos por aí, mas tem uma em especial que me comove, que sempre que eu escuto fico emocionada. É uma canção da Laura Pausini que fala de um casal que está se separando, mas que, apesar da tristeza, percebe que o que viveram merece ser lembrando. Não há raiva, apenas a dor da constatação que o amor acabou. A música é um duo com a Laura e o Gilberto Gil, cantada em Espanhol e Português. A parte que mais gosto é esta:

"Sei que me amavas e agora é tão tarde
Sei que me amavas e agora é saudade
No nosso filme o fim será triste, não que ver oh não,
Sabes que é chegada a hora das dores, dores de quando se acabam os amores,
Agora aperte as minhas mãos sim, para que reste um recordar sim , amanhã..."

O nome da música é "Cuando Se Ama" e está no álbum "Volveré Junto A Ti", que é uma coletânia das músicas que ela gravou em Espanhol. Para ouvir a musica clique AQUI.




Nota da blogueira: Somente encontrei um clipe da música com a versão que eu gosto . Mas é um clipe caseiro muito brega e por isso não o coloco aqui. Por isso, se você clicou no link ou vai clicar, aconselho a deixar a música tocando em outra janela. Não olhe para o clipe, que isso vai estragar a música.



Comentários

  1. eu acho que a raiva é parte do processo de superação. a tristeza paralisa mais, a raiva é algo que dá forças para ir em frente. o risco é ter obsessão na raiva e não olhar pra frente. mas que a raiva é um bom impulso ao contrário da depressão é. acho que inicialmente vem a tristeza e a raiva vem depois. o problema tb é qd externam a raiva publicamente e esquecem que a raiva é algo interno para dar forças pra recomeçar. beijos, pedrita

    ResponderExcluir
  2. já passei por isso mas na verdade para mim foi uma lião de amor próprio, cansada de estar com alguem q não lhe dá valor... é triste mas pode ser meio poliana oque direi mas tudo tem seu lado bom apsesar de muitas vezes demorar anos para conseguirmos notar o lado bom.

    ResponderExcluir
  3. Pedrita, você tem razão. A raiva deve ajudar o recomeço, a superação. Realmente o problema é destilar a raiva pela impresa. Fica tudo tão feio.


    Sugar, eu acho que tudo tem um lado bom. A gente sempre aprende com as coisas que acontecem conosco, mesmo que elas não sejam nada boas.

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Hoje em dia os casamentos são artificiais, mais um motivo pra fazer festa do que pra ser feliz, especialmente em se tratando de famosos... mas o da madonna já durava bastante (só boto fé em famoso casado há mais de 3 anos!) e é triste mesmo ver acabar. Em relação à raiva, só consigo pensar que ela é fruto da decepção por ver que o relacionamento não deu certo. Se o casal admite o fim e se separa numa boa (não lembro de alguém conhecido, mas acho que acontece sim) a amizade fica, mas talvez quando se espera um desfecho feliz e este não acontece, é mais fácil colocar a culpa no outro e cuspir toda essa frustração em forma de raiva... sei lá. Acredito que o casamento é mais do que um simples desejo de se viver junto enquanto as coisas vão bem, é um compromisso sério entre gente madura, e pretendo nunca ter que passar por uma separação, especialmente se for agressiva desse jeito...
    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Ela estava maravilhosa, né? nada de cara anoréxica, sorriso autêntico.

    Também acho muito feio o que está acontecendo agora. Quer dizer que eles ficaram juntos todo esse tempo, e ambos eram horríveis um com o outro - de acordo com o que dizem - então porque suportaram tanto?

    Infelizmente são pessoas públicas e estão sujeitas a esse tipo de especulação. Pode até ser verdade, porque a gente sabe que ela não é fácil messsmo, mas porque jogar tudo no ventilador agora? Feio. Pras duas partes. Se não existe mais amor, respeito é o mínimo, né?

    beijo!

    Helenftjjvfig

    ResponderExcluir
  6. As separações se tornaram banais, mas eu tb penso que é triste ver que tantas esperanças e expectativas foram desfeitas. Acho que para mim seria um grande trauma.

    Beijocas.

    Mari

    ResponderExcluir
  7. Rê, concordo com você. Casamento é um compromisso de gente adulta, pelo menos assim que deveria ser encarado. Eu também espero nunca passar por isso!


    Helen,ela esta linda demais mesmo! Hoje está muito magra, pena. E também acho que o respeito entre eles acabou, pois o que tá saindo por aí é muito mesquinho.


    Mari, concordo. Ficou normal se separar, é triste isso.

    Beijos

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Vamos, comente!!!

Postagens mais visitadas deste blog

Na Secadora Não!

Meus Furacõezinhos!

Ovono