Garras afiadas


Fotos tiradas DAQUI

Gatos são lindos, fofos, carinhosos e sabem fazer cara de santo como ninguém. Cara que usam sempre que fazem algo de errado. O mais comum quando se tem um gato em casa é encontrá-lo afiando as unhas onde não pode. É algo inerente ao gato. É da natureza dele arranhar, é algo que ele gosta e precisa fazer. Uma prática diária. Mesmo tendo arranhadores em casa, não há como escapar de ter um sofá destruído pelas garras do seu lindo gatinho. Não adianta ficar histérico quando isso acontece. Há que se conformar. Antes de se ter um gato tem que pensar muito o quanto você ama seu sofá. Se for uma pessoa que vai ter uma crise nervosa ao se deparar com o estofado do sofá à mostra, não tenha gatos. Tenha apenas se for um gato de pelúcia. Assim ele não vai estragar nada e será um belo enfeite. Eu já tentei de tudo para manter as garras dos meus filhotes longe do meus sofás e poltronas. Mas nada adiantou. Eles tem um arranhador grande, eles adoram o arranhador, mas mesmo assim não deixam de atacar a mobília. Talvez gostem de variar, né? 

Claro que eu fico chateada quando vejo que meus móveis estão se desmanchando. A foto acima é de uma das minha poltronas queridas. São lindas, ou eram lindas, mas resistiram apenas por alguns meses às garras dos gatos. Depois de um tempo de insistentes arranhadas o tecido começou a se desmanchar e o resultado é este. O braço da poltrona destruído e com o estofamento à mostra. Agora estou pensando se reformo as poltronas (as duas estão em estado de calamidade pública) ou compro novas. Com gatos a gente  acaba encarando os móveis como bens quase descartáveis, não dá para ter gatos e querer ter um sofá pela vida inteira. Fico brava com eles? Sim, mas passa logo. Afinal, quando decidi ter gatos já sabia que isso acontecia, é da natureza deles.  Assim tento levar isso numa boa, tento estressar o menos possível. Hoje já estou em um estágio que nem ligo mais. Mas nem tudo está perdido, o sofá vermelho da sala resiste bravamente às garras do Frodo e Sam. Eles se dependuram no sofá e o tecido aguenta firme. Eu estava feliz da vida com isso, achando que este sofá finalmente iria durar anos e anos. Que nada. O sofá resistiu às garras dos gatos, mas sucumbiu aos raios do sol.  Está todo desbotado, um horror. Não aguentou o sol que bate todas as tardes aqui na minha sala. É, acho que meu destino é ter sofás que duram pouco. Paciência. E não troco sofá algum pelos meus gatos queridos. Eles são meus amores e eu os aceito com todos os seus defeitos de fabricação. :) 





Comentários

  1. É isso aí, a companhia desses bichinhos tão lindos compensa qualquer perda material! E bota perda nisso... rs!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. ahhhhhhhh, os posts q bombam e eu adoro. tb escrevi um post q costuma bombar, até q enfim, hehe, andava meio árido hehe. com temas mais restritos. engraçado q esses dias comprei um arranhador novo pra sarah, ainda não coloquei as fotos na máquina, ela destruiu o outro, demorou um pouco, uns anos, mas destruiu. o arranhador ajudando bastante a diminuir as arranhadas em outros lugares, mas alguns são outros arranhadores dela. qd eu me perco no computer, ela vem sempre me avisar e chamar minha atenção e é sempre afiando a unha. um dia meu pai viu e ficou tenso, eu tirei ela da cadeira, mas achei engraçado, pq eu já me acostumei com essa rotina dela. as cadeiras da mesa de jantar eu comprei de fórmica por esse motivo, pra não correr riscos. inicialmente vc pode comprar prontas capas pra sofás e poltronas, acho q a tok stok tem. de repente resolve o visual por um tempo. eu adoro o meu sofá laranja, já estava velhinho qd a sarah veio, coloquei uma colcha por cima pra encobrir furos, esetá meio esquisita a cor, mas ainda foi ficar um tempinho com eles. faz séculos q os tenho, eles têm história, carinho, conquistas, foi o primeiro móvel q comprei, da cor q queria, ainda foi ficar um tempo com eles, mesmo desmanchando. o pior é q eu acho engraçado a sarah arranhar as coisas, é comum ficar rindo, não há gato q aprenda assim ehehe, eu estrago gato em um segundo. adorei o post. beijos, pedrita

    ResponderExcluir
  3. Eu penso muito nos prós e contras de ter um animalzinho. Talvez por isso não tenha adotado nenhum ainda.

    ResponderExcluir
  4. amor, e tecidos como couro sintético?

    laro que não são tào bonitos, mas eles atacam também?

    ResponderExcluir
  5. Pedrita, que comentário enorme! Adoro! ;) Ah, eu muitas vezes rio , não tem como não rir, eles arranham e ainda fazem carinha meiga. É o preço de se ter gatos. :)

    Mari, você faz bem de ponderar. Se todos pensassem como você o número de bichos largados nas ruas seria bem menor.

    Delaidinha, nunca tentei. Bom, aparentemente couro os meus gatos não curtem muito. O banquinho da bateria do Wally, que é de couro, ainda está intacto!


    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Minha mãe vivia batendo na minha gata por causa do sofa,não precisa nem dizer que eu ficava super brava (com a minha mãe claro) ,bater não é e nunca foi a solução,comecei a pesquisar e vi que o grande problema era não dar alternativas ao gato,como proibir um instinto natural?!? não dá,temos que oferecer um lugar aonde ele possa arranhar...por causa da minha gata comecei a fabricar arranhadores grandes,e a preços mais acessiveis,(porque aquele minis que normalmente se vê em lojas são quase uma piada pra ela que tem 7 kg,rsrs)hoje sei que faço donos e gatos mais felizes... =) depois dá uma olhadinha no meu blog : http://cozygatos.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Fernanda, os preços dos arranhadores são absurdos mesmo. E eu, como você, preciso de arranhador grande, pois o Sam é um gatão de mais de 8 kg! Mês passado reformamos o arranhador dos gatos. Ficou bom e eles adoraram. Ufa. Mas ainda continuam atacando o meu pobre sofá.

    Vou lá no seu blog ver os arranhadores.

    Beijos

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Vamos, comente!!!

Postagens mais visitadas deste blog

Na Secadora Não!

Ovono

Papel e caneta