Dress Code


Há um padre de uma paróquia aqui de São Paulo que resolveu lutar para que os freqüentadores de sua Igreja usem roupas adequadas nas missas, casamentos, batismos e afins. Eu concordo com o padre. Ele tem mesmo que exigir que as pessoas que vão à sua Igreja se vistam de acordo com a ocasião. Igreja não é lugar para decote, minissaia ou mesmo chinelo. Claro que muitos já estão chamando o padre de puritano, caretão ou antiquado. Isso é consequência de algo que tenho notado ultimamente, as pessoas não estão mais ligado para dress code algum, seja na escola, no trabalho ou uma festa. Acham que pode vestir o que lhe vier na telha e tudo bem. Não, não é assim. Cada o ocasião tem seu código de vestimenta e tem que ser respeitado. Afinal, somos pessoas civilizadas, temos que saber respeitar as regras da sociedade. Senão vira anarquia. 

Eu fico revoltada quando eu vejo notícias pela internet de aluno reclamando que a escola não   o deixou entrar na aula porque estava sem o uniforme. Primeiro que isso não deveria virar notícia, afinal a escola tem todo direito de cobrar o uso correto do uniforme. Mas o pior de tudo é o enfoque das matérias, o aluno é sempre o cotadinho que foi submetido a um constragimento na escola. A escola a carrasca.  Um absurdo. Na minha época de escola o uniforme era controlado rigorosamente na entrada do colégio. Quem estivesse sem o uniforme completo não entrava e ponto.  Por conta disso eu aprendi que devo sempre observar as regras de vestimenta para cada ocasião/ambiente que eu vá. No trabalho tenho que me vestir de acordo com as regras da empresa. O dress code da empresa tem a ver com o meu estilo? Não. Mas quando eu aceitei trabalhar lá eu sabia disso, então respeito  e tento adequar as regras ao meu estilo o máximo possível.  Não posso querer ir trabalhar de jeans e camiseta.  Seria totalmente anti-profissional e uma atitude muito infantil. 

Infelizmente vejo que as pessoas não estão levando à sério que há regras para se vestir em qualquer situação. E para um bom convívio em sociedade temos que estar atentos à isso. Um vez vi uma mulher entrar em um restaurante aqui em Moema de bíquini e saída de praia! Não estamos `a beira-mar para que este tipo de roupa fosse aceitável em um restaurante japonês. Eu achei uma falta de respeito. E vejo casos assim no dia a dia. Fico com a sensação que caminhamos para um momento onde vai ser raro encontrar alguém disposto a respeitar as regras, sejam elas quais forem. É um tanto assustador. 

 

Comentários

  1. Oi Marion.

    Onde eu trabalho não existem regras a respeito das roupas. Posso ir de jeans, de camiseta, de tênis, isto é como eu quiser. Mas não é por isso que vou trabalhar toda esculhambada e meus colegas também não.
    Acho que existe a roupa certa para cada ocasião.

    Bjs.
    Elvira

    ResponderExcluir
  2. Tbm acho que tem a roupa certa para cada ocasião sim, mesmo que a gente não goste. Eu odeio roupa social, mas se precisar eu uso, fazer o quê? Tudo fica mais harmônico, a regra tem uma razão de ser. É como se na missa cada um resolvesse que ia bater papo, falar no celular, sair e entrar toda hora. Não pode, não é lugar pra isso e pronto.

    Mas que o povo anda revoltadinho, isso anda. Não quer respeitar nada e ainda quer ser respeitado. Se não gosta, tente adaptar ao seu estilo, mas sem fugir da regra. Ou então não vá no evento ou não aceite o emprego, né? Eu pensaria mil vezes antes de aceitar um emprego que me exigisse salto alto todo dia, por exemplo, mas seria ridícula se aceitasse e depois não quisesse usar né?

    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Elvira, que invejaaaaaaaa! Que ótimo que em seu trabalho seja assim.
    Tem muita gente sem noção mesmo, que acha que pode ir de qualquer jeito em qualquer lugar.

    Rê, penso como você!

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Oi Marion
    Roupas para ocasiões e trabalho sempre são problema. Uniforme, ou fardamento como se diz aqui em Manaus, é um material escolar, portanto só pode ser exigido se for dado ao aluno, então escolas publicas as quais não recebem subsideos ou governos que não fornecam uniformes não podem cobrar dos alunos que estes o usem. Embora na minha epoca de ensino fundamental sem uniforme vc não passava do portão e se passasse e a diretora visse era supensão na hora.
    Quando trabalhei as empreses também davam o uniforme e esse deveria sempre estar no lugar, ou seja em mim.
    Aqui na faculdade é mais tranquilo, mesmo porque os biologos ja tem fama de riponga mesmo, me permito vir com algo mais "esculhambado".
    BJo

    ResponderExcluir
  5. Gammelo, sério que biólogos tem fama de riponga? Eu conheci dois estudantes de biologia na época da faculdade e eles eram bem arrumadinhos...rs Mas é uma bênção poder ir trabalhar com roupas mais casuais.

    Beijsos

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Vamos, comente!!!

Postagens mais visitadas deste blog

Na Secadora Não!

Meus Furacõezinhos!

Ovono