Long Play




No dia do meu aniversário acordei no horário de sempre, bem cedinho, cuidei dos gatos e fui ligar o notebook. Ainda meio sonolenta, custei a acreditar no que vi enconstado na impressora. Até pisquei  para ter certeza que não era algum tipo de alucinação. Era verdade e era meu presente de aniversário. Presente que Wally comprou para mim.  Um presente que namoro há séculos nas lojas, o LP do álbum "Ray Of Light" da Madonna.  É uma edição especial lançada 10 anos depois do lançamento original do álbum. "Ray Of Light" foi lançado em 1998  somente em CD. Naquela época os discos de vinil já estavam em extinção, praticamente mais nada era lançado em LP. Quando eu vi este LP pela primeira vez na Saraiva eu fiquei encantada. Meus olhos brilharam. Achei muito legal ver o CD que tanto gostava em formato de disco de vinil. Mas o preço acabou com o meu entusiasmo, era caro, caro.  Sim, se eu quisesse poderia ter comprado, mas eu sempre refreei os impulsos para comprar as edições especiais dos álbuns da Madonna. Aqui sempre é um preço absurdo. Tenho 2 CD´s single  apenas, ambos comprados no exterior e comprados por um preço justo. Assim, evito cair em tentação, senão facilmente posso ir à falência só de comprar os CD´s singles e edições especiais dos álbuns da minha querida musa.  Por isso este presente é tão especial e me emocionou tanto.  Chorei de emoção quando vi e fui correndo cobrir Wally de beijos. :)




O último LP que comprei da Madonna foi o "I´m Breathless" (trilha do filme Dick Tracy), depois disso, todos os lançamentos dela  foram somente em CD. Depois de um bom tempo condenado à extinção, o disco de vinil virou objeto de culto e alguns cantores e bandas começaram a relançar álbuns em vinil, e Madonna entrou na onda também. Eu achei o máximo este ressurgimento, pois sou fã de LPs. Pena que, como objeto de colecionador, os preços sempre foram salgados.  Espero que realmente o vinil consiga ressurgir e que volte a ser um formato popular. Talvez seja algo irreal, mas seria muito legal. Escutar música reproduzida em vinil é diferente, o som é mais encorpado. Claro que gosto do som limpo que o CD proporciona, mas tenho uma ligação emocional com o som de vinil. Afinal, foi colocando discos da vitrola que eu aprendi a amar a música. 

Eu ainda não coloquei o meu presente para tocar. Vitrola e gatos são algo que não convivem bem, e eu não quero que nenhum acidente acontece com o meu precioso presente.  Estou ansiosa para escutá-lo. Acho que farei no fim de semana. :) 




Nota da blogueira: Mesmo que  neste álbum não esteja a minha música preferida da Madonna ("Express Yourself"), posso afirmar que "Ray Of Light" é o meu álbum preferido, pois eu gosto de todas as músicas. Nos outros álbuns dela, sempre há alguma música que me desagrade. Neste não, o disco é bom do começo ao fim.  Disco perfeito! :)


 

Comentários

  1. Eu nem sabia que tinham edições especiais em vinil! Que legal! E eu também adoro esse álbum da Madonna, é o único que eu tenho mas tbm me agrada do início ao fim.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. eu tenho aqui um lp da madona, nem me lembro qual. beijos, pedrita

    ResponderExcluir
  3. Rê, gostei de saber que vc gosta deste disco! :)

    Pedrita, hoje eu tenho mais Cds que LPs dela. Coisas da modernidade!


    Beijos

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Vamos, comente!!!

Postagens mais visitadas deste blog

Na Secadora Não!

Ovono

Papel e caneta