Eufemismo







O mundo de hoje é bem estranho. Coisas que pareciam pertencer aos livros de história continuam presentes na atualidade. Numa época tão evoluída é inconcebível que se escravizem as pessoas, quem é conivente com esta prática só pode ser considerado como bandido, como alguém muito ruim, que impõe sofrimento aos seus semelhantes somente para ter lucros financeiros. Esta prática tem quer ser eliminada do nosso mundo, mas parece que é difícil, cada vez que a polícia, seja daqui ou no exterior, desmantela uma rede de escravidão, sabemos que ainda há muitas por aí e que ninguém vê, ou finge que não vê. Infelizmente o tráfico humano não é dramalhão de novela. É uma realidade estarrecedora. 

Eu nunca pensei que fosse ver o governo do meu país apoiando uma atividade com todos os indícios de ser um trabalho escravo. Tudo bem disfarçado,  travestido das melhores intenções. Tudo para que ninguém perceba a triste realidade das pessoas envolvidas nesta atividade. Só que tudo é  tão óbvio, que todo mundo percebeu, só não quem  percebe  são os comunistinhas, que acham que tudo que é feito pelo governo de Cuba é sagrado e perfeito, ninguém pode criticar as ações do paraíso comunista. 

Quando eu me interei do que estava acontecendo senti vergonha de ser brasileira, senti vergonha de ter um governo em meu país que fez um acordo para contratar médicos cubanos  que vão trabalhar aqui  em troca de alojamento e comida e que não poderão sair do Brasil, estão presos em nosso país até que o contrato acabe. Lendo as reportagens sobre o assunto eu fiquei com a impressão que o Brasil estava importando robôs e não contratando profissionais para trabalhar na área de atendimento médico.  Uma aberração! 

Os médicos cubanos não vão receber diretamente o salário pago pelo governo brasileiro, o salário será repassado para o governo de Cuba e este repassará somente parte do valor para os profissionais e somente quando eles voltarem ao país.  Ou seja, o Brasil, com o dinheiro dos impostos pagos por nós, passou  a subsidiar o governo cubano! O Brasil está dando apoio financeiro a uma ditadura. Além disso está concordando em impedir que os médicos cubanos tenham acesso ao direito  de ir e vir, que todo o cidadão de bem que vive neste país tem. Nosso governo está concordando em  manter cidadãos presos em nosso terrítório, cidadãos que não são criminosos, que apenas tiveram o azar de nascerem em Cuba. 

Eu vejo os médicos cubanos como vítimas. Eles merecem nossa compaixão e não nosso ódio. Claro que eles vão dizer que no dinheiro não interessa para eles, que eles vieram para cá para fazer bem. Quem deles seria louco de falar para um repórter que não concorda com este acordo entre Brasil e Cuba?   Eles sabem bem o perigo que correm se desobedeceram aos comandantes da ditadura a qual estão presos. Uma situação bem triste. 

Espero sinceramente que  este acordo seja desfeito, que seja comprovado que isto é completamente fora de lei, que estes profissionais não podem trabalhar sem receber salário e que não podem ficar presos em nosso país. Que quem está lutando contra este acordo vergonhoso não desista, pois o governo vai usar de todas as artimanhas possíveis para continuar tentando fazer todo mundo acreditar que não se trata de escravidão e sim de ajuda de um país amigo, que se compadeceu com a situação precária dos serviços de saúde do Brasil e resolveu  nos mandar seus médicos.  


Nota da blogueira:  Em relação os programa Mais Médicos, eu acho que se validarem como se deve os diplomas dos médicos estrangeiros  e garantirem que estes profissionais saberão falar nosso idioma, não há problemas. Claro que o governo tem que melhorar as condições de hospitais e afins nestas regiões mais carentes, não adianta ter médico se o médico não tem condições de trabalhar e oferecer  um tratamento adequado aos pacientes. 


Comentários

  1. além do sistema de escravidão eles ainda ver encontrar a precariedade dos hospitais. claro, já serão melhor equipados q em cuba onde falta tudo, papel higiênico, absorventes. mas não acho certo definir milhões para hospitais sem infra estrutura. mas nós compramos muitos produtos chineses e lá o sistema de escravidão é muito parecido. eu adoraria poder buscar produtos que não fossem feitos na china pq sempre fico imaginando a quantidade de pessoas trabalhando sem descanso para q eu tenha o meu conforto. beijos, pedrita

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pedrita, é tudo muito errado e feito com muita pompa para passar de solução perfeita. Sobre os chineses, eu escrevi um post sobre isso em 2011 : http://blogdamarion.blogspot.com.br/2011/11/escravidao-nao-e-coisa-do-passado.html . Infelizmente acabamos contribuindo inderetamente para a escravidão dos tempos atuais. Complicado demais.

      Beijos

      Excluir

Postar um comentário

Vamos, comente!!!

Postagens mais visitadas deste blog

Na Secadora Não!

Meus Furacõezinhos!

Ovono