Supermercado


No último fim de semana não tive como evitar e tive que enfrentar o supermercado. Ao menos uma vez por semana eu vou ao Pão de Açúcar ou ao Oba, que ficam pertinho de casa, para compras pequenas. Coisa rápida, de entrar e sair do super em menos de 30 minutos. Mas quando a geladeira começa a ficar realmente vazia e os produtos de limpeza e outros itens essenciais para se manter uma vida civilizada começam a faltar, eu vou ao Extra para fazer "A" compra de supermercado. E para isso me encho com uma boa dose de paciência, senão é stress certeiro. Já começa no estacionamento, com os motoristas que ignoram as sinalizações e andam na contra-mão, além de estacionarem de qualquer jeito, invadindo a vaga ao lado. Vencida a etapa de estacionar o carro, chega a hora de enfrentar o supermercado em si. Supermercado cheio é um martírio. São pessoas andando com os carrinhos de maneira desgovernada ou os deixando parados de qualquer maneira nos corredores sem pensar que outras pessoas precisam ter espaço para passar por ali também. Os clientes que levam crianças são um martírio à parte. É um festival de crianças atropelando os outros clientes, berrando, derrubando as coisa das prateleiras. Os pais, por estarem focados nas compras, nem prestam atenção em seus pestinhas e os outros clientes que têm que se munir de paciência e ignorar este tormento, pois no fundo a criança desgovernada não tem culpa. Em geral eu vou no mesmo supermercado pois fica muito mais fácil, pois já sei onde encontrar cada item da minha lista de compras. Mas de tempos em tempos o Extra resolve trocar tudo de lugar e aí fico literalmente perdida. Odeio quando resolvem mudar as sessões de lugar, perco um tempão tentando me localizar dentro da loja e assim ida ao super demora muito mais tempo do que o normal. Vencidas todas as adversidades aqui citadas chega a hora de enfrentar a fila do caixa. É sempre uma loteira. Às vezes a fila que tem menos gente demora muito mais tempo para andar do que aquela com mais pessoas. O pior é pegar um cliente enrolado bem na frente, aquele que sempre pede para trocar um produto e o atendente demora horas para voltar. Ou o cliente que resolve pagar as compras com cheque. Isso é garantia de demora, pois tem que vir alguém para autorizar o recebimento do cheque, um tormento. A fila do super só não é mais entendiante para mim pois eu fico olhando todas as capas de revistas que ficam ali perto. Na hora de passar as minhas compras há um tormento extra: abrir as sacolinhas de plástico! Sempre difícieis de abrir e sempre frágeis demais. Qualquer movimento brusco e pronto! Elas rasgam! Na compra do mês não há condições de usar as minhas sacolas "ecológicas". Como a compra é grande, tenho que apelar para as sacolinhas de plástico mesmo, pois não tenho sacolas de tecido em número suficiente para carregar toda a compra.
Para terminar, a última etapa complicada acontece quando chegamos em casa. Colocar tudo no carrinho de supermercado do prédio, que é em tamanho compacto. Aí é só guardar tudo em casa, devolver o carrinho e pronto! Missão cumprida. Casa com tudo que a gente precisa para sobreviver por um bom tempo!



Nota da blogueira: O melhor horário para se fazer compras é de madrugada. Uma delícia, o supermercado vazio, sem crianças correndo ou carrinhos alheios atravancando os corredores. Na época de namoro a gente só fazia compras de madrugada. Um dia ainda retomo este hábito.



Comentários

  1. Eu amo de paixao ir ao supermercado,tbem pq aqui nao tenho muitos problemas com filas e as pessoas sao mega ultra educadas em comparacao com o Brasil,mas mesmo assim,da ultima vez que estive em SP eu e minhas filhas ficavamos um tempao nos Extras, Carrefour dai,e eu adorava tbem.
    Aqui nao fazemos compras gigantescas como se faz no Brasil,tipo,pro mes todo,como eu gosto de comprar eu vou ao mercado quase todo dia,compro aos pouquinhos,eu ja estava desacostumada e qdo via ai os carrinhos com kgs de arroz acucar eu me assustava,mas eh a velha mania de fartura brasiliera ne?

    ResponderExcluir
  2. Me senti no seu post! hehehe! Gosto de ir ao Extra, das opções que tem por aqui acho que é o que eu me adaptei melhor. Quando mudaram tudo de lugar, há uns meses, fiquei um tempão perdida, mas já acostumei. Só os petiscos de gato que ficaram muito longe ;) E sem querer eu sempre vou ao supermercado em feriado ou dia de pagamento, e aí fica lotado... meu recorde foi mais de uma hora na fila na véspera de natal (por sorte eu estava de bom humor). E uma vez peguei uma fila curta, mas a mulher na minha frente resolveu levar os tablóides de todos os outros supermercados da cidade pra comparar preço e levou uma eternidade (e quanto ela deve ter economizado? dez reais?)

    Mas eu até curto ir ao supermercado, só não gosto do fato da conta seeempre ser mto mais alta do q eu imaginei hehehe

    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. inacreditável! moramos em bairros diferentes e temos rotinas parecidas, eu tb vou ao pão de açúcar, é muito econômico pra famílias pequenas e ao oba. Tenho um aqui perto, é ótimo. eu faço mesmo nesses dois. aqui não há necessidade de supermercados maiores. só vou ao extra qd vou cuidar dos gatos da minha irmã, aí eu pego objetos. são ótimos em vassouras, vasos, potes, etc. o extra perto da minha irmã é igual. empurram, passam carrinho no pé, correm pra pegar alimentos, um horror. Eu tenho ido no Makro com meu pai e lá mudam tudo de lugar toda semana. Nós sempre reclamamos que não achamos os produtos. E o Makro tem coisas muito mais caras que o pão de açúcar. Suco Dell vale é uma fortuna no Makro, bem como os azeites. o pão de açúcar tem os melhores preços de azeites em são paulo. Eu sempre uso as sacolas ecológicas pq é mais fácil de trazer para o apartamento. O pão de açúcar dá pontos a clientes mais que usam as sacolas. apartamento é sempre mais complicado pra levar as compras, são vários pits stops. Eu gostava de ir de madrugada no pão de açúcar, é ótimo pra paquerar tb. Mas em geral hj eu vou perto da hora do almoço, mas nunca aos fins de semana, pq é uma piração de tanta gente. No pão de açúcar, depois das 16h do domingo Tb é sempre vazio. Mas muita coisa acaba. Segunda de manhã Tb tem pouca fruta e verdura, melhor perto do almoço pq eles já começaram a fazer a reposição. Afe, como falei, hehe. Beijos, pedrita

    ResponderExcluir
  4. Eu adoro ir ao supermercado. Vou pra fazer compras e relaxar. hahaha

    ResponderExcluir
  5. Mel, eu gosto de ir no super, desde que não esteja tumultuado. Eu imagino que aí deve ser beeeeeeem diferente mesmo.


    Rê, eu também acho o Extra o melhor. A minha conta desta última vez saiu bem mais cara do que eu pensava. Mas acontece! E realmente fazer isso que a mulher fez de ficar olhando os preços dos anúncios dos concorrentes só serve mesmo para atravancar a fila!

    Pedrita, curioso mesmo!No paõ de açúcar sempre vou com minhas sacolas e já ganhei os pontos no cartão mais. Ah, de madrugada fica cheio mesmo de homem sozinho ou com amigos no supermercado!

    Mari, eu tb me distraio em supermercados, se estiver num dia sossegado posso ficar horas e horas passeando por lá olhando as coisas . O problema é ficar comprando o que não preciso! risos

    Beijos

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Vamos, comente!!!

Postagens mais visitadas deste blog

Na Secadora Não!

Meus Furacõezinhos!

Ovono