Saboreando


Jantei levinho. Batata suíça com recheio de brócolis com queijo e um pouquinho de requeijão. Delicioso. É bom comer algo mais leve, mas eu confesso que adoro uma comida "errada". Adoro tudo aquilo que os médicos falam que faz mal. Se eu fosse seguir à risca as regras atuais da alimentação saudável teria que cortar uns 90% dos itens que freqüentam o meu prato durante as refeições. Realmente não me vejo abdicando das coisas que eu gosto de comer, mas tento manter um equilíbrio, alternando refeições mais leves com as minhas preferências gastronômicas não muito saudáveis. Sinceramente, acho que a gente não deve riscar tudo que gostamos do cardápio apenas para ter a tal da alimentação saudável, salvo em caso de problema de saúde mesmo e que necessite de uma dieta rígida. Hoje vivemos numa época que só se fala em calorias. Chega-se ao absurdo de existir uma propaganda de maionese onde o mote é ressaltar que uma colherada tem poucas calorias, ao invés de salientar o sabor do produto. O sabor agora ficou em segundo plano mesmo. As pessoas parecem que escolhem o que vão comer de acordo com as calorias, afinal a conta de que fechar e não se pode ultrapassar a cota de calorias do dia! Isso tudo para mim é uma aberração. É impossível conseguir saborear uma comida com esta neura de não engordar rodeando os pensamentos. Eu nem faço idéia quantas calorias eu consumo em um dia, nem quero. Claro que não como feito uma louca, até porque meu estômago é pequeno não cabe muita coisa mesmo, mas cedo à gula algumas vezes sem culpa. Quando me deparo com algum prato que adoro, como até cansar mesmo. Geralmente os momentos de gula acontecem durante os finais de semana. Durante a semana tento não abusar, afinal, comer muito dá preguiça e preguiça não combina com o dia a dia agitado. Assim acho que consigo manter uma boa alimentação sem apelar para radicalismos que só transformariam o momento da refeiçao algo torturante. Pois é péssimo comer o que a gente não gosta, não é? Por isso faço questão de continuar tendo no meu prato coisas que gosto e afastar o que eu odeio, mesmo que me falem que é algo muito saudável. Mas hoje eu permito colocar no prato coisas que gosto mais ou menos, como o tal do brócolis da batata do jantar, e isso está me fazendo gostar de coisas que eu não comia antes e descobrir novos sabores. Com certeza o meu prato hoje é muito mais saudável que era uns anos atrás. Mas continuo saboreando uma picanha mal passada ou uma linguiça calabresa quando tenho vontade. Afinal, comer é um grande prazer e temos que satisfazer nossas vontades vez ou outra. :)


Comentários

  1. Parece que fui que que escrevi esse post :) Temos que comer coisas saudáveis mas sem deixar de lado o prazer de se alimentar, e isso inclui as "porcarias". Basta consumir com moderação, respeitando as tendências do corpo (exceto, é claro, em caso de saúde como vc citou). Pra mim, não tem sentido ficar passando vontade só pra não engordar alguns gramas. E eu conheço MUITA gente que escolhe o chocolate, por exemplo, olhando a tabela de calorias. Poxa, se tá tão preocupado, não coma chocolate, né? A única função dele é dar prazer, nao dá pra ficar com neura :)
    Beijos!
    PS: eu quero essa batataaaaa!

    ResponderExcluir
  2. Na hora de comer, penso duas coisas: se vai fazer bem ao meu corpo e se estou me alimentando suficientemente bem a ponto de poder me dar alguns prazeres. Meus maiores prazeres sao: pizza, sorvete e facturas. Se estivesse no Brasil seriam outras delicias que me tentariam.
    Minha vantagem é que adoro salada e frutas.
    Meu problema é que nao tomo muita água.

    ResponderExcluir
  3. Sou como vc no quesito brócolis! haha... Não gosto MUITO, mas como porque não é TÃO ruim e faz bem. Mas o que eu definitivamente não consigo comer é beterraba, detesto. Uma pena, pois faz muito bem.
    Eu até acho importante nos preocuparmos com o quanto nossa dieta é saudável, mas não consigo mudar muito a minha não, rs... Como vc disse, comer é um grande prazer e temos que satisfazer nossas vontades vez ou outra. E já que eu não faço sexo...

    ResponderExcluir
  4. Patry,

    Eu ainda não estou muito preocupada com as calorias, deveria, mas não estou, me dei o limite até o final do ano pra começar a comer direito, então vou aproveitar bem estes últimos meses de forra!

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Rê, tem que pedir a batata para o Wally, ele que fez! :) Um dia você prova, só questão de a gente combinar e a Bia estar maiorzinha para poder viajar!


    Mari, você é boa de garfo! O bom que vc come, come e não engorda! Bendito metabolismo o seu!

    Renato, eu não sou muito amiga dos vegetais não. Só há pouco tempo que permiti entrar mais verdes no meu prato. Antes só comia tomate ( que amo!) E assim vc vai virar padre, sem sexo.. risos


    Sheila, é só questão de boa vontade. Wally entrou num regime e as refeições começaram a ficar mais saudáveis aqui em casa. Até que não é tão difícil, mas também não é tão gostoso.

    Beijos

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Vamos, comente!!!

Postagens mais visitadas deste blog

Na Secadora Não!

Ovono

Papel e caneta