Insensibilidade



No começo do mês os integrantes do KLB tiveram dois papagaios, que eles tinham como bichos de estimação, apreendidos pelo Ibama com a justificava que os rapazes não possuíam autorização para criar animais silvestres. Mesmo com o pagamento da multa e a tentativa de regularizar a situação das aves, o Ibama informou que os animais não serão devolvidos e serão libertados para viver em seu ambiente nativo. Aos olhos da lei tudo está correto, mas o que eu vejo aqui é uma demonstração burra de autoridade e vaidade. O fiscal que fez a apreensão deve estar todo orgulhoso por ter pego animais de gente famosa e, claro, querendo mostrar que é um cidadão honesto e que cumpre seu dever à risca. O Ibama existe para zelar pelo bem-estar dos animais, mas neste caso específico o bem-estar dos papagaios é o que menos conta. Ninguém se dá conta que estes bichos estão sofrendo por estarem longe de sua família, longe das pessoas com quem conviveram por mais de 20 anos? Sim, os bichos se apegam às pessoas, criam laços e sentem saudades. E para eles a situação fica mais dramática, pois não entendem o que está acontecendo, não tem a percepção de que foram tirados à força do convívio de sua família. Para eles só fica mesmo a sensação de abandono. Tudo é muito cruel. O Ibama está impondo sofrimento aos cantores e às suas aves com desculpa que está defendendo a fauna brasileira. Estas aves terão poucas chances de sobreviver no meio do mato, pois foram criadas sem a necessidade de procurar seus alimentos e sem terem que lutar contra inimigos naturais. Definitivamente não estão preparadas para isso. O Ibama deveria focar suas ações no comércio ilegal de animais silvestres, atividade cruel e que impõe sofrimento a milhares de animais. Um animal que vive há anos com alguém deveria continuar com a pessoa, o Ibama deveria apenas solicitar a regularização do registro do animal e verificar se ele tem boas condições de vida naquele lugar.

Eu já criei uma ave silvestre e morria de medo de ser "descoberta" e ter o meu filhote retirado de mim. Mas não havia o que fazer. Como regularizar a situação de um passarinho, precisamente uma maritaca, que eu salvei das garras do meu gato Cassiel e que não queria ir embora de casa? Com certeza o Ibama o levaria de mim sem querer saber se ele viva bem comigo. Sylvester, mais conhecido como maritaco, ficou com a gente por mais 5 anos, até sua morte, provalvemente por estar velhinho. Eu não gosto de passarinho na gaiola mas o destino me fez ter um e eu cuidei dele com muito amor. Eu tentei por diversas vezes soltá-lo, mas ele não queria. Ele ficava histérico quando eu deixava a sua gaiola aberta. Só sossegava quando eu a fechava. Ele era muito carinhoso comigo, adorava receber cafuné e deitar na minha mão. Aqui no bairro tem muitas maritacas , lindas, verdinhas e barulhentas como o meu Sylvester, sempre para olhá-las. Dá uma saudade do meu filhote!


Espero realmente que os rapazes do KLB consigam recuperar os seus papagaios. Que as leis sejam cumpridas de maneira mais inteligente e eficazes e não focando em alvos inocentes e que em nada vão contruibuir para mudar a triste realidade do comércio ilegal de animais que existe em nosso país.


Nota da blogueira: sim, eu tenho fotos do meu maritaco, mas não as tenho digitalizadas. Fico devendo!

Comentários

  1. nossa, que história bonita, a do seu maritaco.
    nunca tinha pensado sobre isso: mas é, o ibama tá longe de cumprir seu papel com políticas eficientes de combate ao tráfico de animais silvestres, e fica aparecendo com essas picuinhas... como se os papagaios fossem umas jóias apreendidas, um objeto. bem colocado!

    ResponderExcluir
  2. Eu nunca tive animais domésticos e, por isso, nao sei o que é criar um bichinho.
    Mas o que, sim, acho é que vao soltar os papagaios e eles vao morrer porque nao conviviam com outros animais e nao sebem se defender. Bjs,

    Mari

    ResponderExcluir
  3. Pois é Marion.

    Eles deviam se preocupar com aqueles que estão realmente sendo maltratados pelos que caçam essas aves para revenda.

    Bjs.

    Elvira

    ResponderExcluir
  4. Lu, uma coisa esqueci de dizer sobre o Maritaco, na verdade eu "salvei" o meu gato dele. O passarinho é bravo! Estava batendo no meu gato! Uma cena muito inusitada!

    Mari, também acho que o bicho vai morrer antes de conseguir se adaptar a vida na floresta.

    Elvi, é muito cruel mesmo este comércio de animais silvestre. Fico muito triste por causa destes bichos.

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Tomara mesmo que eles possam recuperar os papagaios. Só se justifica tirar um animal da família quando essa família trata mal, o que obviamente não é o caso aqui.

    Que lindo o Sylvester não querer ir embora! Ainda bem que não foi descoberto e ele ficou com vocês e feliz por toda a vida.

    Adorei a imagem do post!

    ResponderExcluir
  6. Eu concordo com vc em genero, numero e grau. Ja tinha ouvido essa história do klb e pensei a mesma coisa. O Ibama tira animais q são bem tratados há anos só por não terem licença e enclausuram em gaiolinhas pra depois soltar e deixar o bicho sem cuidado algum. Eles não estão acostumados! Queria saber que tipo de formação tem o pessoal do Ibama que não leva uma coisa tão básica em consideração. Seria mto melhor se eles se preocupassem em verificar as condições de tratamento dos animais em vez de olhar só a existencia de licenças. Tem MUITO mais cão e gato - animais totalmente legalizados - sendo maltratados, do que papagaios, cobras e coisas do tipo... Tipica mania de brasileiro de fazer muito auê pela coisa errada. Deprimente. E péssimo para os animais.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Camila, pena que eu não achei um papagaio mesmo para ilustrar o post,mas o Tucano fez bonito!

    Rê, concordo com vc! Os cães e gatos maltratatos sempre aprecem invisíveis aos olhos dos homens da lei. Lamentável.

    Beijos

    ResponderExcluir
  8. ai que foda! nao fiquei sabendo dessa historia!
    realmente, ao inves dessa gente ir cuidar de contrabando, exportação, maus-tratos de animais, ficam "resolvendo" problemas que nem problemas são.
    que saco!

    ResponderExcluir
  9. É o típico caso de funcionário público que quer provar sua "otoridade". Isso porque o tráfico de animais selvagens é um crime inafiançável. Não que isso esteja errado, concordo que seja,mas gostaria que outros crimes ainda mais graves também fossem tratados como tal. Beijo!

    ResponderExcluir
  10. Lili, eu fiquei um tanto revoltada com esta história. Um absurdo mesmo!

    Tak,realmente uma demonstração de poder mediocre.

    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Vc tá certíssima sobre essa situação dos papagaios (apesar de ter medo de papagaio, respeito muito quem cria animais com carinho. Aliás, não confio em quem não gosta de bicho e de criança!)

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Vamos, comente!!!

Postagens mais visitadas deste blog

Na Secadora Não!

Meus Furacõezinhos!

Ovono