Virada Hospitalar



A madrugada de quarta para quinta-feira foi longa. Wally e eu estivemos em dois hospitais e eu ainda "ganhei" um passeio de ambulância. Tininha estava com dores no corpo e febre então Sugarbaby a levou para o pronto-socorro na quarta à noite. Os médicos identificaram infecção renal grave e decidiram interná-la, mas não havia vaga naquele hospital, e ela teve que ser transferida. Bom, atendendo ao chamado de Sugarbaby fomos para o hospital A para dar andamento aos trâmites de transferência enquanto ela voltava para casa para descansar um pouco. Chegamos ao hospital por volta da meia-noite. A bendita transferência saiu somente à 1 da manhã. Feitos os contatos entre os hospitais, esperamos cerca de 1 hora pela ambulância. Eu segui com Tininha na ambulância para o hospital B e Wally foi de carro para lá.

Nunca tinha andado de ambulância e logo na primeira experiência encaro um passeio de ambulância com emoção. Já no começo do trajeto o motorista entrou na contra-mão na Rua Borges Lagoa. Ainda bem que a rua estava vazia. A cada sinal vermelho ele apertava o botãozinho da sirene. Numa destas apertadas ele quase atropelou um motoqueiro em plena Av. Ibirapuera. Acho que se distraiu com o botão e não viu o coitado. Que susto! Como se não bastasse o motorista dirigir feito doido, ele ainda errou o caminho! Quase fomos parar no Largo 13! Eu estava na cabine da van, um tanto sonolenta e de repente me dei conta que estava demorando demais para chegar ao hospital B, quando decidi reparar onde estávamos notei que o hospital já tinha passado há tempos. E o motorista na boa, só pisando no acelerador e no botãozinho da sirene. Falei assim para o moço: "Olha, o hospital fica lá atrás, dê meia volta". Ele então fez o retorno enfim chegamos ao destino. Na chegada uma cena muito inusitada. Apareceu um médico para conferir o estado da Tininha, para decidir se ela podia ficar ou não. Ele queria ver se ela estava "bem" ou muito "estrupiada", pois naquele hospital não tinha vaga para UTI. Ele viu que ela estava bem, na medida que a situação permitia, e deixou ficar. E ainda complementou que naquela noite já tinha devolvido 2 doentes. Trash a situação.

Bom, eu pensei que chegando ao hospital B tudo seria rápido, mas me enganei feio. Tudo muito lerdo e burocrático. Os funcionários fazendo tudo em câmera lenta. Entre a chegada e a acomadação dela em um quarto passaram-se quase duas horas! Era autorização que precisava pedir para o plano de saúde e mais um monte de papel que eu tive que preencher e assinar. E quando tudo parecia pronto, levou um tempão até aparecer uma enfermeira para levá-la para o quarto. No fim saímos do hospital depois das 4 da manhã. Acho naquela noite não dormimos nem 3 horas. Tive a sensação que mal deitei na cama e já era hora de ir para o trabalho. Nem preciso dizer que estou como uma zumbi, com sono pra lá de atrasado. Mas o que importa mesmo é que no final deu tudo certo e ela está melhorando. Ela deve sair hoje do hospital.

E fica um conselho: ao se sentir mal corra para o médico! Ela demorou muito e a situação se complicou. Aliás, este é um conselho que eu mesma tenho que assimilar, pois eu sou do tipo que foge de médicos. Isso realmente não faz bem!


Atualização em 16/05 às 23:02 : Tininha está bem, recebeu alta hoje no final da tarde e já está na casa dela. Obrigada pela preocupação e pelos bons pensamentos!

Comentários

  1. Poxa! mas que chato a pessoa estar se sentindo mal e ter que passar por tudo isso. Desejo que ela se recupere logo.

    Eu também sou do tipo que foge dos médicos.

    ResponderExcluir
  2. Ué... não era para alguém estar DORMINDO?

    ResponderExcluir
  3. Camila, parece que se a pessoa não estiver morrendo os hospitais não agilizam o atendimento, tipi, se não vai morrer, pode ficar horas passando dor!

    Demian, quando este post foi publicado eu já estava dormindo há horas! Fui para a cama as 9 da noite! Mas o blogspot é meu "secretário" , ele publica o post na hora que eu quero! Aliás, muito legal a função de publicação de post programada!

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Nossa, que situação patética! Se pra vcs já foi ruim, imagina pra Tininha que estava passando mal! É ridícula a má vontade dos atendentes. Se não tá feliz, procura outro emprego onde não existam pessoas doentes dependendo de você, não é?
    E esse motorista.. onde será que ele ia parar? hehe... se acertasse o caminho, chegaria mais rápido e nem teria que correr tanto...
    Tomara que Tininha se recupere bem!!!

    ResponderExcluir
  5. nossa amiga, que chato. é verdade amiga, ver antes e já prevenir é sempre o melhor. nossa, espero que ela melhore logo. dor renal é insuportável. beijos, pedrita

    ResponderExcluir
  6. Renata, acho que o motorista ia parar em outra cidade deste jeito! O cara era perdido de tudo! Como pode um motorista de ambulância não conhecer a cidade????

    Pedrita, ela já está bem melhor, ontem a noite conversei com ela e ela estava mais animada. Ela deve sair hoje do hospital.

    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Desejo melhoras pra Tininha.Como leitor de seu blog, também virei fã dela.... (ah! Agora descobri o mistério do por quê seus posts saem religiosamente à meia noite...)Bjos!

    ResponderExcluir
  8. Tak, vou contar para ela que ela tem um fã! :)
    Esta ferramenta do google ajuda muito! As vezes de domingo eu escrevo posts para semana toda ( tenho dias de inspiração ao atacado! ) e aí eu vou salvado cada um para um dia da semana e o google colocar no ar no horário que eu programei! :)
    Mas antes desta ferramente eu mudava a data e hora e publicava antes da meia noite mesmo!

    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Nossa Marion, que chato.

    Eu só estive internada uma única vez e não foi nada muito grave.

    Espero que sua amiga se recupere logo.

    Bjs.
    Elvira

    ResponderExcluir
  10. Oi Marion!
    Passei aqui pra ver se a sua irmã melhorou, tomara que sim!

    Bom fim de semana pra todos vocês e que as notícias sejam boas!

    ResponderExcluir
  11. é, eu também fujo dos médicos... toda a boa sorte e boa recuperação pra ela.
    e motorista de ambulância errar o caminho, putz!

    ResponderExcluir
  12. Elvi, eu nunca estive internada e deve ser ruim mesmo. Ainda mais com toda a demora dos trâmites para a internação. Mas no fim deu tudo certo e ela está bem melhor!

    Camila, obrigada pela preocupação. Ela saiu do hospital no final da tarde. Está bem ! :)

    Lu, obrigada pelos votos ! O pior é o motorista se perder comigo do lado dele! Eu sou MUITO perdida, a sorte que o hospital que a gente ia era perto de onde eu moro e eu conheço um pouco por lá, senão tudo estaria perdido! risos

    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Patry,

    Como sempre vcs. são meus anjos da guarda. Muitíssimo obrigada, mais uma vez.

    Aproveito para agradecer à todos por torcerem pelo meu restabelecimento.

    Graças ao médicos e à todas estas forças positivas.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  14. Poxa que aventura na ambulância! O importante é que ela tá bem e você chegaram no hospital sãs e salvas.
    Eu também sou uma que foge de médicos e dentistas, mas tenho que marcar umas consultas aí hehe.

    Beijos querida.

    ResponderExcluir
  15. Melhoras p a tua amiga.
    Tenha uma excelente semana!
    Com carinho,
    Isa.

    ResponderExcluir
  16. Tininha, sempre estaremos ao seu lado. E que bom que foi tudo um susto e já passou!

    Aline,eu tenho medo de dentista! Fujo mais do dentista do que do médico.

    Isabela, Obrigada! Beijos

    ResponderExcluir
  17. Ai, que chato!
    Que bom que ela já está melhor. Tenho alguas anotações sobre o que vi nos meus 8 dias de co-internação. Em resumo, nosso sistema de atendimento médico beira a negligência, uma vergonha.

    beijo pra vc e pra ela.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Vamos, comente!!!

Postagens mais visitadas deste blog

Na Secadora Não!

Meus Furacõezinhos!

Ovono