West Side Story


Não lembro ao certo quando vi o filme West Side Story ( USA - 1961) pela primeira vez, arrisco que deve ter sido quando eu tinha uns 13/14 anos. Desde então vi o filme várias vezes, gosto muito das músicas, das coreografias e da Natalie Wood. Por isso ter assistido ao músical ao vivo foi especial. Sábado fui com Wally e Pedrita ao Teatro Alfa para ver a montagem brasileira do espetáculo West Side Story. É um músical clássico, com poucos diálogos, muita música e muita dança. Gostei muito das coreografias, dança é uma coisa que me encanta. Fico realmente emocionada. O elenco é grandioso, é muita gente no palco. É um espetáculo onde os homens são maioria, afinal boa parte da história é protagonizada pelos meninos das duas gangues rivais. As meninas aparecem pouco, mas quando aparecem fazem participações marcantes. A história é uma releitura da história de Romeu e Julieta ambientada em New York dos anos 60, onde um menino americano se apaixona por uma garota porto-riquenha que acabam enfrentando a oposição dos amigos e família, que não aceitam o relacionamento.
O espetáculo é composto por cenários móveis e compactos, que não ocupam o palco todo. A troca de cenários é muito bem feita, com rapidez e precisão. O cenário que mais gostei foi o do bar do Doc. Mas não gosto muito deste tipo de cenário "incompleto", prefiro um cenário grande como os dos espetáculos do Teatro Abril. Mesmo assim o estilo do cenário não tira o brilho do espetáculo.
A tradução das letras das músicas foi muito bem feita. As letras encaixam perfeitamente com a melodia e ficaram com uma sonoridade muito agradável. Deve ser um trabalho bem complicado este tipo de tradução, os tradutores estão de parabéns. Fiquei emocionada quando apresentaram a minha música preferida "América". Talvez esta seja a música mais conhecida do espetáculo. Eu gosto muito desta música, tanto na versão do filme como na versão gravada pelo Trini Lopez.
A única coisa que me incomodou no espetáculo foi a interpretação um tanto caricata de todos os atores. Durante os diálogos musicados eles estão perfeitos, mas quando há os dialógos "normais" ficou tudo muito carregado. Faltou um pouco de sutileza e naturalidade na interpretação.

Um pouco do espetáculo para vocês. O vídeo abaixo mostra vários trechos do musical.





Depois de ver o espetáculo deu vontade de rever o filme.

Comentários

  1. uhuuuuu, uhuuuu, uhuuu, eba eba eba!!! adorei as fotos e a montagem. eu vi o filme faz pouco tempo. eu tb gosto muito de dança. eu gosto muito do texto falar muito de preconceito. realmente a interpretação não convencia. eu gostei bastante tb de ser com música ao vivo. beijos, pedrita

    ResponderExcluir
  2. Marion, eu quaaaaase fui assistir o espetáculo, mas não deu... Tenho dois amigos no elenco que moram no meu prédio... mas no dia era super tarde, fiquei com medo de não conseguir voltar depois, já que não tenho carro..

    Enfim, enfim... sorry por ontem... fiquei de molho total... depois explico... mas tem um resfriadinho chegando... ai ai

    ResponderExcluir
  3. Pedrita, foi um lindo espetáculo! :)


    Demian, que coisa! Por pouco a gente não se encontrou então! Que pena a gente não ter comentando sobre isso, vc voltava com a gente!

    Espero que melhore! beijinhos

    ResponderExcluir
  4. Marion,minha mãe é fã deste filme, tá toda hora vendo o DVD. Ainda vou levá-la pra ver no teatro. Eu, particularmente gosto mais da versão do The Nice.rs!!! ( http://youtube.com/watch?v=45pIvr4gJD4)


    Bjos!!

    ResponderExcluir
  5. Faz tempo que estou querendo ver alguma peça em Sampa, bom saber que esta é recomendada!!!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Tak, é melhor se apressar, pois a temporada aqui em SP está terminando semana que vem. Em casa eu vejo vídeo que vc linkou!

    Rê, como eu disse logo aí em cima, se apresse, a temporada termina agora!
    Mas tem muitas outras peças legais por aqui!

    Beijos

    ResponderExcluir
  7. ah, esse é um filme que quero ver faz tempo mas sempre esqueço quando vou alugar...

    ResponderExcluir
  8. West Side Story é clássico, adoro! Me recuso a chamá-lo pelo nome em português! Desde a primeira vez que vi, fiquei alucinado pela sensualidade de Anita, personagem de Rita Moreno. Por sinal, a atriz envelheceu muitíssimo bem, quem a viu no seriado OZ sabe do que estou falando... Enfim, tomara que eu ainda tenha a oportunidade de assistir ao espetáculo.

    ResponderExcluir
  9. Lu, assista, vai gostar!

    Fê, nunca mais vi a Anita Moreno. Vou procurar fotos recentes dela. Espero que consiga ver. Está em final de temporada por aqui!
    O nome em Português ficou forçado demais!

    Beijos

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Vamos, comente!!!

Postagens mais visitadas deste blog

Na Secadora Não!

Meus Furacõezinhos!

Ovono