Iron Maiden

foto publicada no portal do IG

No domingo eu fiz um juramento, prometi a mim mesma que nunca mais vou a um show realizado no Autódromo de Interlagos. Nunca passei por tanta provação para entrar num show, foi um caos jamais visto, uma desorganização completa e uma tremenda falta de respeito com o público que pagou caro para estar ali.

Wally e eu fomos de trem da CPTM
até o autódromo, foi uma viagem até que longa, pois o autódromo longe de onde a gente mora, mas eu adorei o passeio. Nunca tinha andado na linha Esmeralda e pegamos trens limpos e confortáveis. Chegando na estação Autódromo descobrimos que é licença poética dizer que ela está próxima ao autódromo de Interlagos, pois é uma boa caminhada em ladeiras bem íngremes. Só não nos perdemos porque seguimos a multidão de fãs do Iron Maiden. Chegamos ao local do show umas 17 horas. Como sempre havia a muvuca típica de shows, muita gente embolada andando nas mais diversas direções, nada que me assustasse.



A fila continua lá longe!


Em azul o trajeto da fila de mierda que a gente pegou!


Mas quando começamos a procurar o final da fila de entrada do show percebemos que a muvuca era muito além da normal. A fila parecia interminável. A gente andou muito até avistar o final, acho que cerca de 30 quarteirões. Quase uma volta completa no autódromo, e isso é muita coisa, pois o lugar é enorme. E a tal fila não andava. Entramos no final da fila umas 17: 15, logo embaixo de um placa que dizia Portão Z e aí começou nossa longa jornada até a entrada do show. Foram 3 horas e 30 minutos num anda e pára cansativo e entediante. Em um certo momento eu cheguei a duvidar que a gente veria o tal show, afinal ele estava marcado para as 8 da noite e neste horário a gente ainda estava longe do portão de entrada. Aliás, a fila gigantesca é culpa pura e simples da organização do show, que deixou somente uma entrada para o show!!!
Quando finalmente entramos nos deparamos com mais sinais de desrespeito com o público, a pista , cujo ingresso custou R$ 140, ficava num lamaçal. Não é frescura ou exagero de minha parte não. Fomos entrando e procurando um lugar bom para ver o show e de repente nos deparamos com o chão bem mole , era lama! Enfiamos o pé na lama literalmente. Fiquei com o tênis todo sujo e boa parte da minha calça jeans também. Wally idem. Saímos da lama e ficamos numa parte bem no fundo que havia um pouco de grama e de lá não saímos. Era bem longe do palco, a única vantagem que era em um morrinho, então eu tive uma visão panorâmica de tudo.
O show começou um pouco antes das 21 horas, o Iron Maiden atrasou o show para que o público conseguisse entrar, mas eu li no jornal que mesmo assim muita gente ficou de fora. O lugar estava lotado, foi o show onde a banda teve seu maior público, em um show só deles: 63 mil pessoas! Eu nem fazia idéia, mas participei de um show histórico, pena que eu não tive ânimo para curtir o show como deveria. Sim, eu estressei, fiquei puta da vida com todo o transtorno, morri de ódio quando me vi suja de lama e assim não tinha clima para curtir show algum. Uma droga. Mas mesmo chateada fiquei encantada com os fãs da banda. Eles são um show à parte. São animados, cantam as músicas com entusiasmo e com uma precisão impressioante. Sabem todas as letras! Para mim a melhor parte foi quando eles tocaram "The Trooper" que é a música do Iron que amo de paixão. Foi lindo. Aliás, a foto que ilustra o post é do Bruce Dickinson cantando esta música e logo aí embaixo o vídeo que Wally gravou no show durante a apresentação da música. Esqueçam a parte visual do vídeo, pois não dá para ver nada, mas o som está maravilhoso.




O Iron Maiden sabe fazer show, eles foram impressionantes no palco. Fazem a platéia vibrar mesmo.
Era para ter sido uma noite empolgante e não foi. Uma pena. Era para eu ter sido uma boa companhia para o Wally nesta noite e não fui. Na verdade eu fui boa companhia nas primeiras 3 horas de fila, depois não consegui segurar mais o bom humor e virei uma chatona resmungona. Coitado dele. Não merecia. Ele tinha muita vontade de ir neste show e saiu tudo errado. Mas ao menos ele viu o show, eu não desisti por causa dele, não ia voltar para casa sem ao menos que ele visse os caras no palco. No final conseguimos o nosso objetivo e assistimos a um ótimo show. Saímos antes do final, um pouco antes do bis, e assim escapamos da bagunça da saída, que pelo que li foi bem caótica.

E será que um dia vão aprender a organizar um grande show decentemente neste país? Cada vez mais eu duvido disso.





Comentários

  1. unica coisa é certa vai ficar cada vez pior e mais caro... Pq os produtores devem pensar eles pagam mesmo sem se importar. Oque eu fico p.. com o lance do show?? Que simplesmente jogaram os fãs num lamaçal por puro preconceito achando que eles detonariam qqr outro lugar por serem metaleiros. Sendo que pelo que conheço esses são justamente uma das platéias mais tranquilas de eventos de tal porte.

    ResponderExcluir
  2. Nossa, lembrei de mim na fila da Madonna, mas vcs pegaram coisa pior! Que chato que tenha sido tão ruim, é vergonhoso ver tão pouco caso nesses eventos, mas enquanto eles cobrarem caro e tiver gente se estapeando pra pagar, vai ser assim. Se o público tivesse mais oportunidades de ver os artistas estrangeiros por aqui, tenho certeza que saberiam esperar e exigir mais respeito. Mas como as bandas vêm só pra shows "históricos" (algumas de muito em muito tempo) o público acaba se sujeitando a esse tratamento tosco pra não perder a oportunidade...
    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Tem uma turma aqui de Rossoró que foram para Recife, onde eles tb farão um show lá. Espero que eles tenham mais sorte. Sou produtor de shows aqui em minha cidade e sempre achei que os shows de rock são os mais tranquilos, mas existe preconceito com os rockeiros. Que pena adoro essa banda e outras de pop/rock.

    Bjos com carinho.

    ResponderExcluir
  4. É Marion, tá dificil... uma hora é a organização que acaba com a alegria dos fãs, outra é a banda que faz show meia boca e cobra um bilhão.
    O show do Iron foi mais um exemplo de que os produtores de eventos do Brasil NÃO SABEM TRABALHAR. Sinto por vcs e todos que passaram por essa situação. Pelo menos a banda fez bonito, satisfez os fãs e apresentou um ótimo show. Menos mal.
    Bjo

    ResponderExcluir
  5. Sugar, eu acho que se fosse show de qualquer outro estilo tinha saído tumulto na fila. O povo é muito tranquilo mesmo. Não são de fazer confusão

    Rê, é isso mesmo. Os produtores abusam pq sabem que o público não vai querer perder a chance, muitas vezes única, de ver a sua banda preferida ao vivo. E aí fazem estas palhaçadas.

    Franzé, em geral show de rock pesado é bem tranquilo, sem confusão. O problema é que o evento foi mesmo mal organizado , não tiverem respeito com o público.

    Miss Oak ,Concordo com vc! E cada vez tá mais difícil de ir em show aqui... eu estou desanimando mesmo!

    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Iron Maiden? Eu cada X me impressiono mais com a senhora, sabia?

    Olha, só o Cocteau Twins me levaria a um show em estádio. Nesse caso, eu passaria uma semana dormindo na rua só para poder ver Liz Frasere de perto. Enfim...

    Domingo, enfrentarei 30.000 pessoas para ver Los Hermanos, Kraftwerk e Radiohead.

    Estou empolgadíssimo!!!!

    ResponderExcluir
  7. Wans, desta vez você tem que se surpreender com o Wally, ele que é fã do Iron. Eu gosto , mas estou longe de ser fã!

    Bom show pra vc! )

    Beijos

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Vamos, comente!!!

Postagens mais visitadas deste blog

Na Secadora Não!

Ovono

Papel e caneta