Acesso proibido


É uma sorte para um morador de São Paulo quando o trajeto casa/trabalho/casa é curto e é pode ser feito de maneira rápida através do transporte público. Para muitos ir para o trabalho é uma quase uma gincana, onde o cidadão tem que vencer a lotação do ônibus ou metrô, torcer para que ele passe na hora certa e que o trânsito colabore. Se tudo dá certo, ele consegue chegar no trabalho na hora certa. Mesmo eu que tenho a sorte de morar perto do trabalho sofro às vezes com o transporte público, tem dias que simplesmente o ônibus não passa no horário que deveria, nestes dias tenho que apressar o passo para não chegar atrasada. Há uma boa parte da população que não tem como utilizar o transporte público para ir trabalhar, não é por frescura não, é pelo simples fato que se for utilizar o transporte público para se locomover vai levar muitas horas para chegar ao trabalho. Isso acontece porque muitos trajetos dentro da cidade são praticamente impossíveis de serem feitos através de transporte público. Faltam opções de transportes e a integração entre os meios de transporte é deficitária, assim um trajeto que de carro leva 30 minutos pode levar mais de 2 horas via transporte público. Para contornar esta falha estrutural no transporte público de São Paulo surgiram nos últimos anos os ônibus fretados dedicados a levar e trazer os trabalhadores. Assim estas pessoas ganharam mais tempo livre e o conforto de viajarem sentados, o que é raro nos ônibus e trens em horário de pico. Claro que a entrada destes ônibus no dia a dia da cidade atrapalhou bastante o já caótico trânsito paulistano. Por conta disso a prefeitura resolveu criar restrições para a circulação deste meio de transporte. Mas pelo que eu li o fez de maneira inapropriada, pensando somente no trânsito e esquecendo das pessoas que utilizam estes fretados. Estas ficarão em uma situação bem complicada quando a lei entrar em vigor. Pois não haverá melhoria na oferta no transporte público e a restrição de circulação vai afetar diretamente uma região da cidade onde há uma enorme concentração de empresas de grande porte. Assim muitos terão dificuldade para ir trabalhar. O resultado vai ser um lotação maior ainda dos ônibus e um aumento na circulação de carros. A aventura de chegar ao trabalho vai ficar bem mais atribulada para muita gente. Espero que a prefeitura repense os termos da lei e tente chegar em uma solução que seja boa tanto para o trânsito da cidade, como para as pessoas que dependem dos fretados.



Comentários

  1. Eu acho triste que uma cidade tão grande, completa e com tantas oportunidades faça da vida dos cidadãos esse caos. Mesmo que os fretados atrapalhem o trânsito, ainda acho mais válido colocar na rua um ônibus do que 40 carros ou mais 40 pessoas superlotando um transporte público que já é falido...
    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Afffffff, eu já to de saco cheio de andar de onibus e metro. Perco duas preciosas horas da minha vida com o trajeto de ida e volta ao trabalho.
    Comentario nada a ver com o tema: Vc viu que nasceram as gemeas filhas da Sarah Jessica Parker? Uma delas se chama Marion!!!

    ResponderExcluir
  3. Rê, é um absurdo mesmo. E com esta restrição vai tudo piorar. Uma cidade grande como aqui não poderia ter um sistema público de transporte tão ineficiente.

    Mari, eu também acho que a gente perde muito tempo da vida durante o trasnporte.

    Eu vi sim! :) Gostei de nome da menina. risos :)

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Se ainda pudéssemos ao menos disfrutar de um transporte público de qualidade, vá lá, mas não é o caso, lembro sem nenhuma saudade, dos nove meses que eu tive que ir do ABC pro Centro de SP trabalhar, que tristeza que era! Beijos!!

    ResponderExcluir
  5. Sheila, deve ser uma epópeia morar no ABC e trabalhar aqui. MUito trânsito! Beijos

    ResponderExcluir
  6. punir e proibir não é um bom caminho para o trânsito. a cidade está a beira de um apagão do trânsito, mas prejudicar os trabalhadores é complicado. e eu acho q fretados ajudam mais do q atrapalham. falam tanto para q deem carona, e o fretado nao deixa de ser um carona. eu por sorte não preciso sair tds os dias, mas se não fosse o meu carro, há vários lugares que levaria umas 3hs para chegar, e isso é inadimissível. beijos, pedrita

    ResponderExcluir
  7. Pedrita, você tem razão , freta é uma espécie de carona e acaba tirando muitos carros das ruas. A decisão da prefeitura não pensou mesmo nas pessoas que utilam este serviço.

    Beijos

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Vamos, comente!!!

Postagens mais visitadas deste blog

Na Secadora Não!

Ovono

Papel e caneta