Etiquetas



Estou com duas blusas novas e lindas. Comprei na Zara durante a liquidação da semana passada. São duas camisetas de manga comprida e com gola alta, do tipo cacharrel, uma cinza e outra preta. Perfeitas para ir trabalhar nestes dias mais frios. Mas elas são quase perfeitas, infelizmente há um probleminha: a etiqueta. Sempre tive problemas com etiquetas. Não entendo o motivo de colocarem nas roupas etiquetas feitas com materiais que sempre provocam incômodo, que pinica. Adoro aquelas roupas que as informações de tamanho e lavagem vêm impressas no tecido da roupa. Pena que são raras peças assim. Em geral eu sempre travo uma briga com as etiquetas, pois mesmo cortando, elas continuam ali marcando presença e me incomodando. Pois tem um limite para o corte, se cortar muito rente corre-se o risco de atingir a costura da roupa. Isso já aconteceu comigo, cortei tanto uma etiquei que quando vi a camiseta está se desmanchando! Tive que costurar tudo de novo e, como não tenho o menor talento para costura, não ficou nada elegante. Eu entendo a necessidade da etiqueta nas peças de roupas, mas bem que os fabricantes poderiam procurar um material mais suave para fazer suas etiquetas.
Em relação às informações que constam nas etiquetas, eu até tento seguir as orientações de lavagem, secagem e afins. Mas confesso que muitas vezes não entendo direito aqueles simbolos. Muito abstrato para mim. Em geral sigo mesmo a minha intuição na hora de lavar e passar uma roupa. E hoje em dia já posso dizer que já tenho uma razoável experiência de dona de casa e dificilmente estrago uma roupa. Já sei reconhecer quando um tecido é muito frágil para aguentar um ferro quente ou mesmo encarar a máquina de lavar. Acho que o bom senso pode substituir bem as instruções das etiquetas.

Mesmo com as etiquetas irritantes, estou contente com as minhas novas aquisições. Elas ficaram realmente lindas em mim. :)


Comentários

  1. Roupa nova é mesmo tudo de bom! Etiqueta que incomoda, feitas daqueles tecidos duros e pontudos que sempre ficam "beliscando" a pele, ninguém merece!!
    Beijos!!

    ResponderExcluir
  2. Eu não costumo me incomodar mto com etiquetas, la´em casa quem não gosta é o Gabriel. Foi uma luta convencê-lo a cortar as etiquetas em vez de arrancar na força, todas as camisetas dele tinham buraco na gola, rs.
    E eu NUNCA sigo as instruções (tbm não entendo direito), não vou dizer que cuido super bem das minhas roupas, mas tento ser sensata tbm. Mas depois que a roupa já está bem usada, jogo na máquina sem dó. Aliás, ultimamente tenho lavado na máquina com dó e tudo, porque eu não alcanço direito o tanque por causa da barriga, fico cansada demais! rs
    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. eu adoro etiquetas. gosto de olhá-las. e hj por sorte raramente me pinicam. beijos, pedrita

    ResponderExcluir
  4. Quando era garotinho eu cortava todas. Algumas eu cortava demais, e descosturava a gola na parte de trás. Hoje, por sorte, as etiquetas não me incomodam mais! Mas seguir as instruções... já é uma outra história!

    Cheers!

    ResponderExcluir
  5. Adoro roupitchas novas! Eba!! Ainda mais da Zara, que eu adoro!!!

    Beijinhos congelados.

    ResponderExcluir
  6. odeeeeeio etiquetas..me pinicam demais!!

    ResponderExcluir
  7. Sheila, deviam fazer tudo sem etiqueta!

    Rê, ainda bem que vc educou o Gabriel! que feio tudo furado! risos Ah, vc tem mais é que descansar agora com o barrigão. Deixa a máquina trabalhar por vc!

    Pedrita, que sorte vc tem!

    Rodrigo, que bom que o seu incômodo passou!

    Mari, eu também adoro a Zara, mas só compro em liquidações lá!

    Ice, faço coro com você : Odeio etiquetas!!!!

    Beijos

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Vamos, comente!!!

Postagens mais visitadas deste blog

Na Secadora Não!

Ovono

Papel e caneta