A Estréia


Sempre achei curiosa esta idéia de videogames musicais como o Guitar Hero, Lips e o Rock Band. Mas nunca tinha jogado de fato, utilizando o joystick em forma de instrumento musical. O mais próximo que cheguei disso foi quando joguei o Frets On Fire. Mas neste caso o teclado do computador era o joystick, era divertido mas ficava faltando a guitarra. Domingo finalmente matei a minha curiosidade. Guilherme comprou o Rock Band e veio aqui em casa para jogar. Veio com o jogo e o Playstation 3. Passamos a tarde de domingo brincando de rock stars.




Foi tanto a nossa estréia neste tipo de jogo, como a estréia do jogo em si. Gui ainda não tinha brincado com o jogo, estava tudo lacrado nas caixas. A gente parecia criança em noite de Natal, ansiosos para desempacotar tudo e começar logo a brincar. Mas mantivemos a calma e lemos tudo direitinho para que a montagem dos instrumentos ficasse correta. Os gatos adoraram a invasão de caixas no apartamento.




Eu fiquei impressionada com o capricho dos intrumentos. Tudo muito bonito. A guitarra é o que mais impressiona. É linda e tem tamanho real. O jogo é composto de guitarra, microfone e bateria. A bateria tem até pedal!




A formação da nossa banda variou um pouco, com cada um querendo experimentar um instrumento e ficar também nos vocais. Somente a Sugar que se encontrou no papel de vocalista e não quis saber de largar o microfone. Eu gostei mais da guitarra, o que me surpreendeu, pois achei gostaria mesmo é de ficar cantando. Gostei de cantar, mas como havia poucas músicas que eu conhecia liberadas, fiquei um tanto frustrada. Aliás, cantar neste jogo é complicadinho, a gente foi gongada várias vezes! Me dei bem em algumas músicas, principalmente na I´m Think I´m Paranoid do Garbage. Até brinquei que nossa banda era uma banda de uma música só, pois a vocalista só sabia cantar esta! Mas consegui cantar bem outras (Ramones/Black Sabbath e Bon Jovi). Só não consegui me entender bem com a bateria. É muito difícil acertar o ritmo, precisa de muito ensaio mesmo. Quem se revelou um baterista e tanto foi o Gui. Deu um show com pontuações bem altas. Wally se saiu muito bem na guitarra, que foi o meu melhor instrumento também.






Claro que a gente filmou a nossa performance. Aqui estão alguns vídeos da estréia mundial da banda Babbling Death. Fiz uma playlist com os 5 vídeos, assim cada um escolhe o que quer ver ou espia um pouco de cada um.
Todos nós nos divertimos muito. Realmente é um jogo que empolga. Mamãe também estava conosco nesta tarde, que começou com um almoço onde o prato principal foram os já famosos mini-hamburguers do Wally. Ela ia assistindo e tecendo comentários sobre o jogo e a performance. O melhor comentário da tarde foi "Agora eu sei porque ingresso de show é tão caro! É tão difícil tocar, eles estão é certos de cobrar caro!". Acho que ela daria uma ótima empresária para a nossa banda. :)

Comentários

  1. Foi uma tarde deliciosa e divertida!! adorei cantar mesmo desafinando horrores peguei a manha de alcançar as notas .. asm nao consegui cantar a que eu mais queria Should I stay or should I go e consegui salvar a banda cantando Black Sabbath quem diria!! rs

    ResponderExcluir
  2. HAHAHAH
    Foi demais essa tarde! Precisamos repetir logo a dose, pq eu não vou liberar músicas sozinho hahaah.

    ResponderExcluir
  3. Sugar, você deu um show ! ehehe


    Gui, trate de jogar todo santo dia o Rock Band para destravar TODAS as músicas!


    Foi ótimo mesmo gente!

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. hahaha, ai que engraçado! nunca tinha visto, deve ser muito divertido isso! gente, tem até a guitarra e a bateria e tudo. deu água na boca pra ter um jogo desses!
    beijo, marion.

    ResponderExcluir
  5. Lu, é muito divertido ! E a gente tem a sensação que está tocando mesmo. Eu também queria ter um desses!!!!

    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Que legal! Morro de vontade de brincar com isso aí :) O máximo que já fiz foi tentar usar a guitarra do Guitar Hero uma vez (meu irmão às vezes aluga a guitarra), mas foi uma tragédia, hehehe.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Me chamem da próxima vez, eu vou ficar na bateria hAHAAH :D

    ResponderExcluir
  8. Rê, eu achei a guitarra muito mais fácil de domar que a bateria. Que legal, não sabia que dava para alugar a guitarra!

    Marcelo, será convocado sim para nossa banda! :)


    Beijos

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Vamos, comente!!!

Postagens mais visitadas deste blog

Na Secadora Não!

Ovono

Papel e caneta