Tranquilidade



Sábado e domingo praticamente não saí de casa. Precisava de sossego e decidi que seria um fim de semana para descansar o corpo e desconectar a mente da vida agitada. Para muitos isso pode significar perder o fim de semana, afinal não fiz nada relevante. Nem cineminha, nem balada ou passeios no shopping. Só saí para almoçar fora no sábado e para ir ao supermercado no domingo. O resto do tempo passei em meu apartamento, com o Wally e os gatos. Eu mesma já considerei alguns finais de semana perdidos por não ter "aproveitado" os dias de folga. Mas o que adianta sair por aí e chegar na segunda-feira morta de cansaço? Esta crença de que para se aproveitar os dias de folga tem que se fazer muita coisa é danosa. Ficamos tentando preencher nossa agenda ao máximo e no final das contas nem curtimos muito. Estes dias de hoje onde tudo acontece ao mesmo tempo e tudo é rápido faz a gente esquecer como é bom ficar em silêncio, tirar um cochilo no meio da tarde, ficar largada no sofá ouvindo música, fazer cafuné no gato, ler um livro, folhear uma revista, demorar um pouco mais no banho ou mesmo ficar na cama até mais tarde. É bom dar uma pausa, fazer tudo com mais calma. Se dedicar a uma coisa por vez. Outro dia coloquei um CD para ouvir no aparelho de som da sala, e fiquei no sofá só curtindo a música. Passando um tempo me dei conta que há séculos eu não fazia isso. Que eu não parava para ouvir música, dedicar um tempo só para isso, para  me deixar levar pelas canções, curtir a sonoridade, as letras e as lembranças proporcionadas por cada canção.  Hoje eu praticamente só escuto música fazendo outra atividade em conjunto, como tomar banho, acessar a internet ou passar roupa. Claro que estas atividades me deixam curtir a música, mas não posso abstrair da realidade e me deixar levar pela música totalmente, principalmente quando estou passando roupa. Vez ou outra  escuto música quando estou no ônibus, seja no rádio do celular ou as musiquinhas bacanas que coloquei nele. É bom, ajuda a acalmar. Semana passada mesmo, saí ultra-hiper-mega-estressada do trabalho e escutar música na volta para casa foi me acalmando. Assim cheguei em casa praticamente sem toda a tensão que me dominava. E de certa forma o fim de semana foi assim, ficar mais quieta, aproveitando os dias com suavidade, sem pressa, me fez ficar mais zen e ter mais disposição para começar a semana. Foi muito bom. Adorei o meu fim de semana zen. Foi quase um retiro espiritual. :)

 


Comentários

  1. eu adoro nada fazer no fim de semana, na verdade jogar the sims como fiz no domingo todo. no sábado foi aniversário da minha tia e nos reunimos todos, foi muito emocionante. eu agora estou ouvindo um cd especial, tb gosto de ficar lendo em casa. no domingo a sarah estava carente da minha ausência no sábado e brincamos muito, foi ótimo. linda a imagem q vc colocou, lembrou minha tia q adora lilás e ganhou lindos presentes nessa cor. beijos, pedrita

    ResponderExcluir
  2. Eu não acho que a gente precise agitar cada minuto do fim de semana para ele ser bem aproveitado :) Acho que o descanso é sagrado, e realmente estamos num ritmo hoje em dia que não nos permitimos curtir as coisas direito, parar pra aproveitar um momento que seja parece perda de tempo. Precisamos reaprender a curtir esses momentos pra não deixar a vida passar batida, sem absorver as sensações que realmente importam!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. OI marion
    adoro finais de semana zen
    tiro par aassitir um box de dvd, rever um filme antigo ou mesmo deitar e dormir... que bom que pode aproveitá-lo
    Abraço

    ResponderExcluir
  4. Pedrita é bom mesmo ficar no sossego fazendo o que a gente gosta. Sério que vc viu lilás na imagem do post? Para mim é azul!


    Rê, você tem razão a gente fica na pressa e quando vê o tempo passou e a gente não aproveitou.

    Gammelo, eu gosto adoro um sossego! :)

    Beijos

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Vamos, comente!!!

Postagens mais visitadas deste blog

Na Secadora Não!

Meus Furacõezinhos!

Ovono