Incompleta

Sam nas alturas!

A foto está incompleta, pois falta o Frodo.  Era sempre assim, Sam no teto da caixa e Frodo dentro, esparramado na almofada laranja. Ele adorava ficar aí, era tão lindo vê-lo curtindo o seu cantinho. Eu brincava falando que era a torre do castelo do Frodo! 

Olhar para esta caixa vazia é bem difícil. A ausência dele dói muito. Sam também sente muito, ele anda muito carente, fica agitado se fica muito tempo sozinho aqui no apartamento. É bem complicado para nós três. Cada um está vivenciando o luto a sua maneira, do jeito que dá. 

Outro dia, minha prima Adriane me indicou um texto sobre assunto, que falava que o luto é uma experiência solitária e realmente é. Não adianta, ninguém sabe o que você sente, mesmo quem está vivenciando a mesma perda. A dor vai bater em cada um de uma maneira diferente, a saudade também. Eu me controlo para não ficar falando dele toda hora, não quero parecer uma obcecada, mas não páro de pensar nele e em tudo que aconteceu. Tento me distrair, abstrair. Funciona por alguns momentos, mas quando me dou conta, estou de novo às voltas com a tristeza e as imagens do Frodinho morrendo. 

O grande chavão é verdade, só tempo vai resolver tudo isso. Enquanto isso, vou cultivando as boas lembranças dele, que são infinitas! Mas tem momento que as lembranças não dão conta de aliviar a saudade, ando sentindo muita falta dele no meu colo, dele dormindo comigo! Sinto falta de mexer no pêlo dele, que era tão macio!  

Tem um complicador nisso tudo, como perdi um filho felino, não tenho direito aos dias de luto que a lei dá as pessoas que perdem um ente querido próximo. O trabalho me distraiu da dor é fato, mas ao mesmo tempo, a mistura do stress do trabalho com o sofrimento, resultou num abalo emocional bem complicado. Eu me sinto fragilizada. Preciso mesmo de uma pausa para digerir tudo isso.  Mas isso vai esperar até Abril, quando finalmente saio de férias.  Pelo menos terei dois feriados antes disso para espairecer. 

Quero aproveitar este post para agradecer o carinho que recebi de todo mundo. Cada palavra, cada abraço foram muito importantes para mim. Vocês, meus amigos queridos, fizeram tudo ficar menos difícil. Se tem um lado bom num fato tão triste assim, é notar que tenho pessoas realmente especiais perto de mim e isso aquece o coração. 


Comentários

  1. é muito difícil mesmo. a foto doi na hora pq lembramos do frodo ali. é automático. e concordo, o luto é solitário. e luto de gato mais solitário ainda. pq as pessoas não entendem essa proporção. fique bem, pedrita

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pedrita, as pessoas sequer entendem eu cuidando do Sam, mudando meus horários para aplicar a insulina nele! Acham um absurdo quando eu falo que não posso ir a tal compromisso porque o horário é conflitante com o horário da insulina. Beijos

      Excluir
    2. as pessoas querem q o animal se adapte as vontades e horários deles.

      Excluir
  2. O que a Pedrita falou é bem verdade. As pessoas acham absurdo quando sofremos por um animal, então além de sofrer ainda temos que ficar disfarçando, dependendo da pessoa com quem estamos.
    É difícil mesmo acostumar com a ausência. Quando perdi a minha Mara, por muito tempo eu tinha a impressão de "ouvir" ela entrando no meu quarto (a porta ficava só com um vão aberto, ela entrava e a porta estalava. Se estalasse com o vento eu já olhava, certa de que era ela chegando). Mas vai passar. Quer dizer, acho que a dor não passa nunca mas a gente aprende a conviver com ela. Faz parte dos anos e anos de alegria que eles trazem, infelizmente. Pelo menos as lembranças boas são muito maiores e um dia vão dominar seu pensamento. Até lá, tem que ter força, ainda mais porque ainda sobrou o Sam e ele com certeza está sentindo muita falta do irmão e é pior ainda porque não entende o que aconteceu.
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Re, verdade. Ninguém entende. Acho que eles não representam nada para nós. Mas ainda bem que tem muita gente ao meu redor que entende. Isso é reconfortante. Estou fazendo questão de ficar grudada no Sam, assim ele se sente mais acolhido. Beijos

      Excluir

Postar um comentário

Vamos, comente!!!

Postagens mais visitadas deste blog

Na Secadora Não!

Meus Furacõezinhos!

Ovono