Semana chata...


Esta semana tá feia. Segunda e terça tomei chuva tentando chegar em casa. Temporal na hora de sair do trabalho é muito cruel. Fora os transtornos do trabalho, tudo anda meio errado por lá, um stress só. E eu ainda estou resfriada. Hoje, com ou sem chuva, o final do dia não será muito agradável, pois tenho reunião de condomínio. Uma chatice. Mas eu sempre vou, afinal preciso saber das encrencas do condmínio e opinar nas decisões. Como sempre as finanças do condomínio estão com problemas, culpa dos meus vizinhos caloteiros que não pagam o condomínio. Como isso me dá raiva! O pior que pouco pode ser feito, pois infelizmente a lei protege o caloteiro. Começa pela multa, que é irrisória, o que acaba servindo de incentivo para os que não pagam. Outro ponto é que não se pode divulgar quem são os caloteiros, pois pode render um processo judicial contra o condomínio por constrangimento. Também não se pode restringir o uso das áreas comuns do prédio. E medidas drásticas, como levar o imóvel à leilão somente depois de anos e anos de calote, ou seja, em casos extremos. Com tudo isso muitos ficam sem pagar o condomínio e os poucos que pagam ficam cada vez mais sobrecarregados com a conta de condomínio que sempre aumenta para tentar cobrir o caixa do prédio. Eu me sinto ultrajada com tudo isso, pois eu pago meu condomínio direitinho todo santo mês e vejo quem não paga protegido pelas leis tortas deste país. No mínimo, a pessoa que não paga o condomínio deveria ficar proíbida de utilizar os elevadores, que sempre representam grandes despesas. Acho que depois de subir vários andares pela escada a pessoa ia pensar duas vezes antes de dar calote. Alguma punição deveria ter. Enfim, mas não há. Então os caloteiros vão rolando as dívidas até o momento que acham conveniente e assim as contas continuam desequilibradas e os condôminos honestos ficam sempre pagando a mais. Injusto. Mas quem disse que o mundo é justo?

Comentários

  1. Fazer parar o carro fora do predio já adiantava. Bastava tirar os controles das pessoas, ou trocar a codificação. Como sou mau as vezes..

    ResponderExcluir
  2. adorei o desenhinho. minha amiga também está resfriada e diz que parece que não vai embora. eu raramente vou em reuniões de condomínio. estamos com uma ótima síndica, tenho poucas divergências com ela e a equipe, no máximo converso com elas pelo prédio, mas raramente discordo de suas decisões. vou quando discordo veementemente do que vão votar aí vou para opinar e dar meu voto. em geral eu confio, elas são ótimas. aqui tb temos muitos caloteiros, mas o problema aqui é a evasão. há inúmeros apartamentos vazios, não conseguem alugar e eles não têm como pagar, é bem complexo. bom, os que devem aqui não moram aqui. amiga, eu não sei, a lei não protege tanto assim. aqui um apartamento foi ameaçado de ser vendido pra pagar a dívida, eles negociaram a dívida em juízo e estão pagando. talvez queiram de alguma forma proteger ou não se indispor. aqui deu certo as medidas drásticas permitidas dentro da lei. o apartamento em débido pode ir a leilão para pagar o que deve. beijos, pedrita

    ResponderExcluir
  3. Amor, apóio a sua idéia! Vamos ver o que este reunião nos reserva!

    Pedrita, a síndica do prédio é ótima, mas ela não faz milagres. Se o povo não paga fica difícil. Aqui eu sei que ao menos 1 apartamento foi a leilão. Mas aqui tem casos claro que o povo não paga pq não quer e não pq não tem condições. A turma aqui é muito folgada, isso sim! Aqui adotaram a notificação formal após o terceiro mês consecutivo sem pagamento, mas pelo visto isto não está amendrotando os caloteiros de plantão.

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Eu acho que a sugestão do Wally é constrangimento ilegal...hehehe...cuidado!

    Não vou mais às reuniões. A maioria dos condôminos é de inquilinos que não podem opinar diante de uma administradora que tem nas mãos mais de dez procurações para votar.

    ResponderExcluir
  5. Risos condominio é sempre complicado acho q as vezes os deputados tb devem agir dessa maneira uns coitados q querem o bem comum e os outros q como "bons brasileiros" querem levar vantagem em tudo!!! Aqui sanearam bens a as contas mas continua bem alto o condominio.. acho oque a judaria seriam relogios individuais de agua.. enche pagar o banho dos outros... sem falar no desperdício.

    ResponderExcluir
  6. Déia, com certeza impedir de usar a garagem é ilegal.. mas seria ótimo!

    Sugar, a vida em condomínio é complicada mesmo. Enfim, a gente tem que ter paciência e acreditar que as coisas podem melhorar!

    Ah, Pedrita, este desenho não é meu ... até parece, né? risos

    ResponderExcluir
  7. Eu concordo com vc, Patry. Essa situação de injustiça é uma merda mesmo. Imagine que uma vez eu tive uns vizinhos em SP que tinham um cachorro e nao limpavam sei lá o que e ficava um cheiro insuportáaaaaavel no hall do andar. Era muito chato pra gente em casa, que tinha que tapar o nariz sempre que chegava em casa e explicar a situaçao a cada visita.

    Beijinhos,

    Mari

    ResponderExcluir
  8. Concordo com você. Por mais chato que seja esse tipo de coisa - ou coisas, porque a vida está cheia delas - eu sempre acompanho. Não gosto que tomem decisões que me afetem sem a minha presença e, principalmente, sem colocar minha opinião a respeito.

    E o mundo está cheio de gente clueless. Se a gente deixar, eles dominam...

    beijo!

    ResponderExcluir
  9. Mari, viver em prédio é um excercício de paciência, pois sempre tem gente que nunca perceber que incomoda os outros.


    Helen, é tá cheio de gente por aí que não respeita nada e nem ninguém...e conviver com eles é duro!

    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Eu também gripei por causa da chuva.

    Sobre a reunião de condomínio: predios diferentes, problemas iguais ...

    Bjs.
    Elvira

    ResponderExcluir
  11. Aff, nem me fale em condôminos folgados. Aqui as crianças espalham brinquedos pela garagem e sempre tem cocô de cachorro nos corredores. Sem contar os auês, brigas de família, e até culto feito todo gritado teve aqui outro dia. Não me preocupo muito na verdade porque logo quero sair daqui, então sou do tipo que entra e já se tranca no apto, falo bom dia e só. Qdo o apto for meu, com certeza terei mais interesse, mas por enquanto vivo controlando a raiva de certas coisas que as pessoas fazem...

    ResponderExcluir
  12. nossa... e se voce mandar uns bilhetinhos ameaçadores... não é possivel!!!
    os moradores nao podem tomar nenhuma atitude? têm que arcar com os gastos enquanto os bonitos nao pagam? puta sacanagem!!

    ResponderExcluir
  13. Elvi, é sempre a mesma novela! Novela triste por sinal!

    Rê, acabei de voltar da reunião e descobri que vou ter uma despesa adicional de 100 contos por mês, por conta dos caloteiros. O pior é não poder fazer nada

    Lili, se eu pudesse marcava as testas dos caloteiros! O pior que é tudo gente que tem grana, não paga de malandragem mesmo! Eou MUITO revoltada depois da reunião!

    GRRRRRRRRR

    ResponderExcluir
  14. Revoltai-vos, moradores de bom coração! Tochas arderão nas casas dos inadimplentes.

    Quem vos fala presidiu a reunião de nobres damas e cavaleiros que perseguem a justiça no condomínio.

    ResponderExcluir
  15. menina, contrata um advogado e põe esses caloteiros no pau!

    ResponderExcluir
  16. Amor, assim seja!


    Ril, o pior que tem advogado cuidando disso, a questão que os caloteiros são advogados e os caras sabem como escapar do leilão do imóvel... uma escapou em cima da hora pagando a dívida simples, sem correções e multas... ou seja, o condomínio ficou sem receber um dinheirão! É uma luta inglória...

    ResponderExcluir
  17. amiga, não apareceu os comentários no último post, nem atualizando várias vezes. gosto do duran duran e do milton, inclusive a música anterior no meu blog era com o milton, mas já mudei. beijos, pedrita

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Vamos, comente!!!

Postagens mais visitadas deste blog

Na Secadora Não!

Ovono

Papel e caneta