Do fundo do armário


Algumas vezes eu me entusiasmo com uma roupa ou sapato e compro assim de cara, no calor da emoção. Nem penso direito se terei onde o usar o item recém-adquirido. Quando isso acontece a tal peça pode ficar esquecida um tempão no fundo do guarda-roupa. Com sorte eu redescubro a roupa ou o sapato e me encanto novamente e passo a usá-los com certa freqüência, isso é ótimo, pois dá a mesma sensação de comprar algo novo e sem que eu tenha gasto dinheiro algum com aquilo. Mas há peças que não têm uma segunda chance, seja porque não gostei mesmo ou porque descobri que não foi feito para mim, como sapatos que a gente só descobre que machucam depois que usa pela primeira vez. Em geral, estas peças ficam mesmo esquecidas até o dia em que eu resolvo fazer uma faxina no meu armário para separar o que não quero mais. Separo tudo e passo para frente, e não raro há muita coisa novinha em folha no monte das roupas que não quero mais. Nunca pensei em vender as coisas que não quero mais usar. Nunca achei que alguém pudesse querer comprar. Mas hoje começo a rever este conceito. Já alguns brechós on line por aí, e já escutei dizer que fazem sucesso. Ainda não me animei em estrear no mercado de vendedora de roupas usadas, mas quando me animar sei bem onde vou colocar as minhas coisinhas para vender. Vou usar o brechó on line que a Miss Oak acabou de criar, o Baú Hype. Lá ela coloca os anúncios de roupas, sapatos , bolsas a afins que estejam em ótimo estado de conservação. Alguns são novinhos e sem uso. O legal é que lá é um espaço aberto para todos. Se você tem alguma coisa que quer vender e não sabe como, é só falar com ela que será publicado o anúncio no brechó e basta esperar pelo comprador. Se gostou da idéia visite o brechó clicando AQUI.

Comentários

  1. A idéia do brechó é interessante mesmo, mas vi uns por aí com coisas tão caras, porque quem vendia era gente que comprava itens de grife que acabava não usando. Eu não tenho nem como vender minhas coisas, na ultima limpeza a maioria das peças foi pro lixo e as outras eram tão normaizinhas que acho que nem valia a tentativa. Além disso, tem muita gente precisando e prefiro doar tudo que não vai me fazer falta :-)
    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Marion, obrigada pela divulgação! :o)
    O nome foi sugestão da Paty, sabia? rsrs
    O flickr é o paraíso dos brechós e artesanato. Tem muita coisa linda e barata sendo vendida lá. Vale a pena procurar.
    Eu sempre doei minhas coisas e vou continuar fazendo isso, mas acho que não custa tentar repassar as peças mais novas, né?
    Só tem que tomar cuidado com os bazares/brechós caloteiros, que anunciam uma coisa e mandam outra ou nem mandam.
    O meu está a disposição dos amigos, como vc.
    E quem quiser umas dicas de como montar um no flickr, posso passar tb, não tem mistério. Ainda não o domino bem, mas já dá p/ começar.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  3. Patry estou so mostrando o funcionamento do blog para a tia.. bjo

    ResponderExcluir
  4. Rê, quando as roupas são de grife a compra no brechó sai cara mesmo. Eu não sou muito de ocmprar por impulso, então eu não tenho roupas "novas" para vender, quando faço limpeza no armário o que não quero mais não tem condições de vendas.


    Miss Oak, eu acho muito bacana ter um lugar como o seu bazar para vender peças novas ou pouco usadas. Em tempos de crise,e sempre bom fazer um dinheirinho extra.

    E sucesso!

    Sugar, que legal! A Tia Messias vai virar blogueira! U-hu!

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Fala sério !!! Se se tem dinheiro e o produto esta num preço bom eu compro mesmo que não precise pois algum dia eu usarei!! hehehe
    Mas se ta caro e eu so gostei de geito nenhum !!!!
    Mas eu sei que isso é opinião de Homem e Tourino (so compra a promoção), mas acho que voce pode utilizar dela alguma vez.

    sorissos do Corhinga

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Vamos, comente!!!

Postagens mais visitadas deste blog

Na Secadora Não!

Ovono

Papel e caneta