Aqui continua tudo igual


O ano novo começou e com ele entrou em vigor a reforma ortográfica do Português, assim, desde o dia primeiro de janeiro, deixamos de saber a escrever corretamente em nosso idioma. Eu acho esta reforma absurda e não vejo que ela vá trazer algum benefício, só vejo transtornos e um gasto enorme com a reimpressão ( vai hífen aqui ou não???) de livros e afins. Eu já não tenho mais idade para aprender as novas regras, já saí da escola há tempos e não pretendo comprar nenhum destes livros com as novas regras da ortografia, portanto, vou continuar a escrever como sempre, do jeito em que fui alfabetizada. Por isso, a partir de hoje, este blog vai passar a usar o banner que ilustra o post. Assim fica sinalizado que aqui a blogueira leva em consideração as regrinhas que aprendeu na escola e assim ninguém vai pensar que eu não sei escrever direito. Sempre tive a preocupação de utilizar o idioma corretamente aqui no blog e agora com esta reforma eu estou perdida. Então, antes que a tal reforma provocasse um bloqueio criativo em mim, resolvi sinalizar que aqui nada muda e que vou continuar a utilizar o Português de antigamente. Acredito que esta mudança deve estar incomodando à todos, por isso blogueiros, sintam-se à vontade para pegar este banner, e colocá-lo em seus blogs.

Notei que jornais e revistas já estão seguindo as novas regras. É um tanto estranho ler e notar nos textos erros que não são erros. Este contato com os textos escritos do jeito novo já deu para ter uma idéia de que realmente são poucas palavras afetadas, mesmo assim, este pouco parece muito para alguém que foi alfabetizado do jeito antigo. Ainda bem que não estou mais na escola e nem sou jornalista, assim posso me dar ao luxo de me rebelar contra a reforma. Ufa!



Nota da blogueira: o banner foi feito pelo Wally. Ficou muito legal. :)


Comentários

  1. eu li uma matéria na folha muito interessante hj. fala de inúmeras controvérsias. e fizeram a mudança sem o dicionário novo estar pronto. os livros escolares já começam a sair com a grafia nova, mas ainda há discordâncias, então vão recolher e fazer outros depois? vão gastar uma fortuna e entregar livros que não sabiam nem escrever o português anterior certo, que dirá com mudanças. o ensino nas escolas públicas está muito precário para virem mais mudanças. portugal está possesso, e com razão. é o país que terá mais mudanças na grafia do idioma. portanto portugal não decidiu ainda se acata ou não. uma palhaçada. o primordial é melhorar o ensino nas escolas. gerar mais confusão só vai complicar. eu vou ter que me adequar. mas não tenho onde ler o que mudou. é tudo pontual, aqui e ali, mas o oficial ainda não ficou pronto. absurdo. beijos, pedrita

    ResponderExcluir
  2. Eu tbm acho essa mudança ridícula, já que na prática ela não unifica porcaria nenhuma e muito menos deixa o idioma mais simples, mais dinâmico. Continua tudo igual, só que com novas regras. E assim como você, não tô nem aí pra essas regras. Mas sei que pro trabalho, por exemplo, terei que aprender. Enfim, mais uma iniciativa inútil do nosso governo (e de sei lá quantos outros)...
    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Marion,
    concordo com você em todos os gêneros.

    Sempre no meu blog, o Blog do Rádio Carioca, tenho a preocupação em escrever o portuGUÊs aprendido e apreendido na escola em meus tempos de segundo grau, agora, com uma nomenclatura diferente, chamada como Ensino Médio.

    A quem interessa mudar as regras no nosso idioma?- deveras bastante difícil para nós, os nativos desta terra, quanto aos estrangeiros que vêm à esta terra conhecer a maravilha que é o Brasil.

    Posso "roubar" de ti o banner para pôr no blog?

    Ps: Enquanto eu exercer a linda carreira de jornalista, vou utilizar a MINHA grafia- não a grafia nova.

    Vou escrever com "¨"(trema) e "hifenzizar"(-) palavras compostas; Dígrafo é para ser grafado como a regra é clara; Oxítonas, paroxítonas e próparoxítonas, foram feitas para serem grafadas e não garfadas às canetadas pelo governo.

    Um garnde abraço,
    Isa.

    ResponderExcluir
  4. Pedrita, eu cheguei a ler que há controvérsias nos dicionários, os mais tradicinais saíram com regras diferentes, tudo resultado da falta clareza nas mudanças impostas. E Portugal tem toda a razão de boicotar a reforma, pois a mudança lá é bem mais ampla. Vou ler depois a matéria que vc me enviou! :)

    Rê, é uma coisa que veio só para incomodar e atrapalhar. Para questões formais a gente será obrigada a escrever da maneira nova, mas no dia a dia acho difícil isso pegar.


    Isa, claro que pode usar o banner! :) Eu também faço questão de escrever da maneira correta e me incomoda pensar que de repente eu passei a escrever errado.

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Não é tão difícil, falando como estrangeiro que foi alfabetizado faz relativamente pouco tempo neste idioma. O principal ponto de controvérsia é o hífen, já que não foi definida regra alguma que explique a razão de separar determinadas expressões e juntar outras. Parece mais uma questão de queda de braço entre os países que utilizam a língua do que um consenso.
    Eu vou me adaptar assim como todo mundo, porque é da natureza do homem se adaptar; mas a falta de uma regra e querer apresar as coisas não parece muito sábio.
    "Por eso que en Buenos Aires hablamos diferente pero escribimos igual al resto"...

    ResponderExcluir
  6. Muito blá blá par ano final haver mais e mais gastos... achoq daqui há una 30 anos haverá outra para incluir internetês na grafia correta... Acho meio errado tudo isto... Porque se obriga a ler Saramago na escola, ao menos no meu tempo, e nunca vi nenhum aluno ficar inteiramente perdido no texto devido a ortografia. Pois a maior desculpa e a unificação para os países de língua Portuguesa. Mas bicha vai continuar com seus significados distintos e até mesmo dentro do próprio Brasil, o cacetinho tem seus significados distintos... e hoje em dia não vejo as pessoas preocupadas em escreverem certo ou errado e principalmente nunca tiveram aulas de ditado e ainda escrever N vezes a palavra corretamente p/ gravar a grafia e o hábito de ler que também ajuda...

    ResponderExcluir
  7. Amor, o problema maior é que dá a impressão que fizeram a reforma sem realmente sem planejamento e aí deu-se a bagunça. Eu confesso que nem a regra de acentuação ( ou melhor, da retirada de acentuação)eu aprendi.

    Sugar, eu li um monte de livro Português na escola e a dificuldade que eu tinha era com o vocabulário, mas esta dificuldade era a mesma com os livros de autores brasileiros, pois eram livros do século 19 em ambos os casos, mas nem por isso eu deixei de entender as histórias. E falar em unificação aqui no Brasil é quase piada, pois lá pra cima, no NE, é praticamente outro o idioma falado, um vocabulário pra lá de específico. Enfim, reforma limitada e inútil.

    E como vc disse, hoje cada vez as pessoas escrevem pior... triste.

    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Eu vou continuar escrevendo em "portunhol arcaico". hehehe...

    ResponderExcluir
  9. Mari, sempre me divirto com seu Português com pitadas de espanhol! :) Tudo misturado!

    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Essa reforma realmente é meio estranha, também foi muito contra no começo, mas ela tem um lado bom:
    Quando algum estrangeiro queria estudar português e aprender nossa língua sempre tinha que optar entre o português de Portugal ou o português brasileiro. O nosso português era a única língua com duas ortografias corretas e isso dificultava muito nesse sentido de quem queria aprender português e também na emissão de documentos oficiais internacionais que estavam corretos em alguns lugares e errados em outros.
    Então por esse lado a reforma ortográfica foi boa, mas que ela dificulta muito a língua de quem já estava acostumado, isso é verdade. Porém, acredito que com o tempo todos se acostumarão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leandro, nunca tinha pensado em relação ao aprendizado da língua por um estrangeiro, pensando assim a reforma até faz sentindo.

      Eu ainda estou resistindo à ela. Claro que já me pego escrevendo do jeito 'novo', é inevitável, pois de tanto ler textos com a ortografia nova, eu vou aprendendo.

      Beijos!

      Excluir

Postar um comentário

Vamos, comente!!!

Postagens mais visitadas deste blog

Na Secadora Não!

Ovono

Papel e caneta