Um sonho possível


O feriado foi um dia tranquilo e muito bem aproveitado ao lado do Wally. Acordamos tarde e sem pressa. Almoçamos no Shopping Market Place e lá aproveitamos para assistir ao filme "Um Sonho Possível" (USA 2009). Tinha muita curiosidade em ver este filme, primeiro por causa da Sandra Bullock, atriz que adoro e que levou o Oscar de melhor atriz por este papel, e porque a história é destas que parece saída de um livro de conto de fadas. Leigh Anne (Sandra Bullock) foi uma verdadeira fada na vida de Michael (Quinton Aaron), deu à ele a chance de mudar de vida e de conhecer a felicidade e o amor de uma família. Michael era um menino pobre e largado no mundo, órfão de pais vivos e vivendo de favor na casa de um conhecido. O tal conhecido consegue que ele seja aceito em um colégio particular, enfatizando suas aptidões esportivas ao treinador do colégio. Pois se fosse se basear na capacidade intelectual o menino nunca seria aceito, além de ter tido até aquele momento um educação sofrível, ele ainda apresentava um nível de inteligência abaixo da média. Michael começa a frequentar a escola, onde os filhos de Leigh Anne estudam também. Um noite ela o encontra sozinho andando na rua e sem ter para onde ir. Fica com pena, pois o menino está sem agasalhos em uma noite gelada, e resolve levá-lo para casa para passar a noite. A partir desta noite a vida de Michael começa a mudar. Ela é uma mulher muito rica, tipo perua mesmo, vive cercada de luxo e futilidades. Mas tem um ótimo coração e determinação para dar atenção a um menino que todo mundo dá como caso perdido. O que deveria ser uma ajuda de uma noite só acaba ficando permanente, Michael é acolhido por Leigh Anne e sua família e sua vida toma um rumo que ele jamais pensou e ele acaba virando um jogador de futebol americano, um dos melhores dos USA. A história é real e comovente. Em muitos momentos fiquei a ponto de chorar. Mas me segurei, pois se começasse não pararia tão cedo e assim não conseguiria ver o filme direito. O filme poderia ser bem depressivo, focado em todo sofrimento de Michael, mas o foco fica na sua mudança de vida, isso faz o filme ter uma aura de felicidade. Os momentos difíceis da vida de Michael são bem sinalizados na história, conseguimos perceber como a vida dele era miserável antes de encontrar sua fada madrinha. Gostei muito do filme e a Sandra Bullock está muito bem, o Oscar foi merecido. É um filme para se assistir com o lenço nas mãos, pois a emoção vem fácil. Impossível não se emocionar com Michael e com o amor que ele recebe de Leigh e sua família, que acaba virando a família de Michael também. Bela história.


Comentários

  1. eu adorei o trailer. gosto muito da sandra bullock. quero ver. na cerimônia do oscar vi na plateia a família que a história foi inspirada, me emocionei. beijos, pedrita

    ResponderExcluir
  2. Pedrita, o filme é maravilhoso. É realmente muito emocionante. Veja que você vai adorar.

    Beijos

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Vamos, comente!!!

Postagens mais visitadas deste blog

Na Secadora Não!

Ovono

Papel e caneta