Censura, Nunca Mais!



Este disco eu comprei no comecinho dos anos 80, lá por 82/83. Primeiro LP da Blitz, banda que eu adorava e que até hoje eu gosto das músicas. Além deste LP me trazer ótimas recordações daquela época, eu sempre me assusto quando olho pra ele. Não , o LP não tem nenhuma mensagem do demo. O que me assusta é que este LP é uma recordação dos tempos da censura aqui no Brasil.  Eu comprei o LP assim com as duas últimas faixas lado B riscadas. Ou comprava assim ou não comprava.  Os riscos foram feitos pelo governo federal da época. As duas músicas foram consideradas  impróprias e então decidiram que o disco só poderia ser vendido se as faixas onde as músicas estavam gravadas ficassem destruídas. E assim foi feito, o governo teve a capacidade de mandar riscar todos os discos. Um por um.  Horrível! 

Naquele época toda a produção cultural nacional passava por um comitê que analisava o conteúdo para saber se estava de acordo com a moral, os bons costumes e se não era subversivo.  Muita coisa foi proíbida, de músicas a novelas!   Alguns decidiam o que o povo podia ou não ter acesso. Era um controle absurdo. Até a imprensa era controlada, só se podia veicular o que o governo deixava. 

Hoje vivemos numa época de liberdade cultural e não podemos deixar que a censura volte. Aqui e ali aparece gente querendo que a censura volte.  Alguns políticos parecem que realmente não sabem viver em uma democracia ,em um ambiente com liberdade de expressão.  Como o deputado Protógenes Queiroz, que quer proibir a exibição do filme "Ted" em nosso cinemas. Li a notícia   e fiquei revoltada!  Se ele não gostou da temática filme, não assista! Diz na matéria que ele ficou horrorizado porque o filme mostra consumo de drogas e jovens felizes que não trabalham e nem estudam.  Hey, é uma comédia!   O que o deputado esperava, que uma comédia tivesse  mensagens nobres como os finais dos desenhos do He-Man?   Será que na cabeça dela não se pode mais fazer piada com nada?  

Sinceramente espero que ele nada consiga. Que ninguém dê ouvidos aos seus argumentos reacionários. Estamos em um paíse que lutou muito para se ver livre da censura, não podemos deixar que ela volte.  Nunca!


Comentários

  1. Concordo.. pq afinal ele q não leu o conteúdo do filme e mesmo sabendo q o filme era inadequado para menores de 16 insistiu em levar o Pequeno Juan como ele mesmo diz... Mas tb depois de quererem proibir Monteiro Lobato nao duvido de nada mais. Esquecem de ver o contexto da época que foi escrito o texto e pq tudo tem q ser visto com o olhar de maldade extrema?? se fosse assim eu teria que processar qqr comentario ridiculo sobre gordos pelo fato de ter sido gorda.. tsc tsc

    ResponderExcluir
  2. não sabia disso do disco, q patético riscar duas faixas um por um. tb não suporto quem resolve censurar. o mais estranho é q permitem q nas tvs tenham programas e programas de religiões q pregam muitas vezes o preconceito, mas um filme não pode. como vc disse, quem não quer ver q não veja. beijos, pedrita

    ResponderExcluir
  3. Também tive esse disco e lembro que na época os adultos comentavam sobre as letras, tudo virava polêmica, tudo era feio e proibido. Mas hoje em dia, essa de proibir o Ted só me fez rir. Isso não vai dar em nada e ainda serve como promoção para o filme.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Vamos, comente!!!

Postagens mais visitadas deste blog

Na Secadora Não!

Ovono

Papel e caneta