Tchau , Nena!





Ontem foi um dia muito difícil.  Dia de devolver a Nena.  Há  um mês eu relatei aqui os problemas que estava enfrentando com ela. Infelizmente os problemas só pioraram.  A situação ficou caótica e eu não consegui segurar a onda. Sinto-me como uma fracassada, pois não consegui resolver o problemas e não consegui aguentar conviver com os problemas.  Os cocôs fora do lugar continuaram e chegaram ao sofá da sala. Aí não tinha mais como controlar, não tinha como mantê-la fora da sala, não tinha como deixá-la presa enquanto eu estava no trabalho. Passei a ter medo de abrir a porta do meu apartamento, ter medo do que eu ia encontrar.  Ficou muito difícil mesmo.  O fato de ter que deixar Frodo e Sam sem acesso ao meu quarto me incomodava muito também. Eles estavam visivelmente chateados com esta restrição de acesso ao meu quarto. O problema causado pela Nena estava impactando demais a vida de todos nós aqui.  Assim conversamos com Marcelo e explicamos tudo, que não tínhamos mais como ficar com ela.  O lado racional contou bastante na decisão também. Afinal, a Nena estava aqui temporariamente, mas o tempo dela aqui em casa já estava longo demais, 2 anos e 3 meses.  A decisão não foi fácil, eu estou com emoções conflitantes. Me sentindo culpada e ao mesmo tempo aliviada.  Tudo muito complicado.  Acho que no fundo estou decepcionada comigo mesma, afinal, nunca pensei que devolveria um gato. Ok, ela nunca foi minha, mas estava sob minha responsabilidade e o fato de eu ter  desistido dela é bem difícil de aceitar.  Eu achei que não chegaria a este ponto, realmente tentei de tudo para não chegar, mas não deu. 

Agora ela está na casa do Marcelo, ontem a levamos com a mala completa : bebedouro, pratinho, caixa de areia, areia, caminha e um saco de ração grande, que deve dar para uns três meses, no mínimo. Quando saímos de lá ela já estava mais calma. Acho que vai ficar numa boa. Claro que sei que vai sentir falta dos gatos e de nós. Eu já estou sentindo muita falta dela e, para meu espanto, o Sam também! Ele não pára de procurá-la pelo apê. É, Sam tinha mesmo uma relação de amor e ódio com ela. Frodo? Este parece que nem ligou muito. Não ligou quando ela chegou e não se importou quando ela se foi. 

Agora é esperar e ver como as coisas vão se desenrolar. Sempre que puder irei visitá-la. Acho que ela vai ficar bem, estará  bem segura lá, sem acesso à rua e com tudo que precisa. 

Disso tudo eu aprendi que não sirvo para ser provedora de lar temporário.  Eu me apego demais e além disso um outro gato aqui em casa causa muito impacto na vida dos meus gatos e na minha também. Sei que fiz o melhor para a Nena, cuidei dela muito bem o tempo todo que ficou comigo. Infelizmente o meu melhor não foi suficiente para mantê-la aqui por mais tempo. Por isso fico com a amarga sensação de fracasso. Mas o mesmo tempo sei que proporcionei para ela um bom lar por estes dois anos e pouco que ficou por aqui.

É isso.  

Comentários

  1. Ahh que pena que a estadia dela terminou! Eu acho que seria incapaz de devolver depois de tanto tempo rs! Mas realmente ficar com um gato que não é seu e está causando problemas é complicado. Tem que priorizar quem é "da casa" mesmo... E eu tbm não serviria pra dar lar temporário, só se tivesse uma área exclusiva pra isso. Se entrar no meio da família, sei que acaba ficando rs.
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rê, estou com o coração apertado! Olha, que difícil que foi. Mas não dava mais. Se aqui o apê fosse maior eu até conseguiria isolá-la em algum canto, mas não dá. E eu me apego muito mesmo! Mas ela está bem, fiz questão de deixá-la com a 'pensão' completa. rs

      Eu não pego mais nenhum gato temporário, como avisamos para o coração que não pode se apegar, pois é temporário???

      Beijos

      Excluir
    2. Patry,
      in felizmente há coisas que foge do nosso controle. Uma etapa chegou ao fim.. isso ia chegar algum dia chegou de uma forma meio fora de controle. Mas tenha certeza que ela amou ficar com você todo esse tempo. Você cumpriu muito bem sua missão!

      Excluir
    3. Sugar, você tem razão. Infelizmente a estadia não terminou como planejávamos. Foi meio abrupto. Mas acho que aconteceu pq tinha que ser assim. Obrigada pela ajuda! Beijos

      Excluir
  2. q chato patry, não é fácil mesmo. eu tb não sirvo para ser lar temporário, me apego muito tb. ela vai sentir falta, mas vai se sentir mais dona daonde vai e deverá gostar. beijos, pedrita

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pedrita, é difícil mesmo. Eu sou muito emotiva, aí sofro. Ela está bem, com um espação só dela. No momento ela é dona de uma edícula só pra ela. Tem mais espaço que aqui! Beijos

      Excluir
  3. Patry, ela está muito bem.
    É muito doce, carinhosa, não me mordeu nenhuma vez, me deixou fazer carinho na barriga dela por mais de meia hora.
    Não ficou chorando e miando à toa, só quando quer "conversar" com a gente.
    Em relação ao côco, só fez um fora do lugar, mas todos os outros foram na caixinha de areia. Inclusive eu estava limpando ontem quando ela chegou do meu lado, entrou na caixinha e usou na minha frente (!), super tranquila, nem aí que eu estava lá olhando pra ela.
    Fez xixi e cocô, e cuidadosamente cobriu, saiu e continuou me olhando limpar o resto.
    Estou tentando socializar ela com a Nina, pra ver se consigo soltar a Nena dentro de casa um pouco.
    Mas não se sinta mal, Patry, você fez o que pôde. É bom que no final fica de lição mesmo, sobre a questão de adotar e tudo mais. Imagina se isso tivesse acontecido com o Frodo ou o Sam? No caso da Nena você poupou o seu desgaste e o dela, que estava visivelmente insatisfeita com o lar e você com o comportamento dela. Imagino eu que foi por causa das visitas da Conceição e ela achou que ia voltar pra casa.
    Enfim, os animais agem irracionalmente e instintivamente, cabe a nós humanos tomar as melhores decisões por eles, visando o bem-estar. Foi isso que você fez. Obrigada por tudo e peço desculpas em nome da família por todo o transtorno causado por ela.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nay, a Nena é uma fofa! Eu gosto muito dela. Infelizmente terminou deste jeito, chegamos ao nosso limite e acho que ela também. Aqui por ter mais dois gatos tinha um pouco de tensão, pois era uma constante briga para ver quem 'mandava' no pedaço, Nena e Sam sempre brigavam pra ver quem era o chefe da turma!

      Ela queria chamar atenção da gente sempre, e infelizmente nos últimos tempos encontrou uma maneira um tanto radical e desagradável.

      Não precisa pedir desculpas, ninguém tem culpa e no fundo nunca vamos saber pq ela começou a se revoltar.

      E eu sei que vc vai cuidar bem dela e torço para que ela faça amizade com a Nina!

      Beijos e obrigada por acolhê-la com tanto carinho!.

      Excluir

Postar um comentário

Vamos, comente!!!

Postagens mais visitadas deste blog

Na Secadora Não!

Meus Furacõezinhos!

Ovono