Singular




Me incomodo quando vejo um casal falando no plural. Quando dizem "nosso filme preferido é", "a música que mais gostamos" ou " Achamos que aquilo é certo" soa estranho. Não vejo com naturalidade um casal que se transformou numa entidade, em algo que tem opiniões e gostos. Vejo pela internet alguns exemplos assim, de casais que comentam juntos em blogs, no sentido que têm uma conta no blogspot única e que emitem comentários no plural ou mesmo que tenham um perfil de orkut em conjunto. Fico com a impressão de que quando isso acontece as pessoas acabam se anulando, passam a vestir a fantasia de pessoa feliz e comprometida e que concorda em tudo com o respectivo par. Isso para mim é irreal. Impossível concordar com alguém em tudo , ter exatamente as mesmas preferências. Além de deixar tudo um tanto entediante. Diversidade de pensamento faz bem e deixa tudo mais movimentado, vivo.
Eu faço questão de ser uma pessoa no singular. Evito postar aqui textos na primeira pessoa do plural, principalmente quando trato de emitir opiniões. Quando é para contar que fiz alguma coisa bacana junto com Wally não há problemas em escrever no plural, é até natural. Mas se para relatar meus pensamentos e gostos, faço questão de frisar que é algo pessoal, particular. Claro que compartilhamos de algumas preferências, mas mesmo quando isso acontece a intensidade do gostar é particular para cada um. Afinal, somos pessoas diferentes, que se gostam, vivem juntas, mas que ainda têm seus universos particulares. E acredito que são estas diferenças que promovem o encantamento de um pelo outro, se a pessoa se anula em função das preferências do seu par, a admiração e o encanto que o outro sente vão sumir com o tempo, pois a pessoa de quem ele gostava sumiu. É natural que ao conviver com alguém a gente passe a apreciar uma música ou um livro que a pessoa gosta e a gente não conhecia. Acontece comigo e deve acontecer com todo mundo. O que não pode acontecer é passar a gostar só do que o outro gosta e, consequentemente viver em função do outro. As pessoas são únicas, não podem viver na sombra do outro. E a singularidade de cada um que faz cada um ter seu encanto. Por isso, evite falar no plural.


Bom fim de semana!


Comentários

  1. cada um é cada um.. um casal pode ter coisas em comum mas tem que ter suas diferenças.. ai que esta a quimica.. ao menos p; mim.. parende-se coisas novas, umas ate se gosta mais outras nao tem jeito mas respeita-se claro!! Somos seres diferentes entao viva a diferença :P

    ResponderExcluir
  2. acho normal dizer nossa música, significa que aquela música virou algum símbolo do casal. mas acho estranho realmente falar tudo no plural. fica esquisito. acho que em blogs acontece muito de ser uma exigência. se falam com um desconhecido do sexo oposto, gostam de deixar claro que são casal e não single. mas é estranho tb. beijos, pedrita

    ResponderExcluir
  3. Sugar, o legal é isso , aprender coisas novas, conhecer outras coisas , mas sem perder a sua personalidae. :)

    Pedrita, também acho normal o casal falar "nossa música", mas é pra lá de estranho emitir opiniões no plural. Eu acho que quando fazem assim é uma sinal de insegurança também, de um dos dois querer marcar de território.

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. "one, but not the same"

    Eu também gosto de somar, marion. 1+1. Pra que ser o mesmo? Com o outro diferente a gente sai ganahndo sempre :)

    bom finde, beijo!

    ResponderExcluir
  5. Estou plenamente de acordo, amiga. Se os dois fossem totalmente iguais, para que ficarem juntos? Seria mais fácil e mais economico ficar sozinho, né?

    Beijinhjos.
    mari

    ResponderExcluir
  6. Patry... Depois de tanto tempo sem ler seu blog, vejo quanta coisa nova vc colocou aqui ! Continua sendo interessante e muito entretenido! Confesso que "somos" desses casais onde as vezes 1 responde pelos 2! Nao tinha parado pra pensar nisso ate ler o seu post... Beijos Rafa (desde Buenos Aires)

    ResponderExcluir
  7. Eu vejo muito isso e acho cômico! Sei lá. parece que um vendeu a alma para o outro e vice versa. Conheço alguns casais assim, mas eu fujo de medo...rs! Pior é que quando voce tem que mandar um recado, nunca sabe quem é o titular que vai ler, e então manda tb no plural. Bjos!

    ResponderExcluir
  8. Helen, concordo com vc! :)

    Mari, é verdade!!!!

    Rafa, que saudades! Que bom que vc continua lendo o blog mesmo longe.

    Tak, eu tb tenho medo. É muito estranho mesmo.

    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Tenho pavor de perfil de casal no orkut! Pavorrrrr!!

    ResponderExcluir
  10. já conhec pessoas assim, eh mta falta de prsonalidade... o maximo q eu faço eh mandar recado de aniversario e natal no nome dos dois,pq sei q ele nunca vai lembrar de fazer isso mesmo, rs.
    beijos!

    ResponderExcluir
  11. Rê, acho que somente em cartões de natal a gente escreve no plural!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  12. Realmente existem muitos casais que falam no plural e agem no plural sem mesmo perceber da nulidade de cada um. Lógico que se um casal está junto, algum afinidade tem, mas dái a concordar com absolutamente tudo é complicado. Eu acredito que um relacionamento pra dar certo tem que ter essas diferenças, que fazem com você respeite a opnião do outro, e que ele respeite a tua. É até uma maneira de trocar experiências e pontos de vistas. Quantas vezes eu e meu marido pensamos diferentes, mas isso não quer dizer que não somos feito um para o outro. O importante é ter respeito diante do outro. E isso vale pra qualquer tipo de relacionamento, porque viver na sombra de outra pessoa não nada saúdavel.

    Beijinhos.

    ResponderExcluir
  13. Marion,

    Eu goste de certas coisas, meu namorado de outras. Em algumas coisas nós concordamos e em outras não ...

    Deus me livre ser igualzinho a ele ... Que coisa mais chata !!!

    Bjs.
    Elvira

    ResponderExcluir
  14. Aline, concordo com você, o respeito é fundamental!

    Elvi, tudo igual deve ser chato mesmo!

    Beijos

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Vamos, comente!!!

Postagens mais visitadas deste blog

Na Secadora Não!

Ovono

Papel e caneta