Na alegria e na bagunça


Conviver com gatos é um experiência que gera sentimentos extremos. Você passa da paixão incondicional pelo gatinho para a raiva total em segundos. E segundos depois a tal raiva já diminui e você está fazendo cafuné no gatinho levado que acabou de causar o caos onde você mora. Gato é um animal carinhoso, adorável e fascinante, mas ao mesmo tempo consegue ser chato, teimoso e mal comportado. Eu vivo isso constantemente. Tem dias que os dois estão extremamente bem comportados e nem parece que tenho 2 gatos em casa, tudo em perfeita harmonia e eles aparecem somente para pedir cafuné e fazer ronron. Mas há dias que eles fazem tudo errado, que parecem que aprontam por pura provocação. É normal para mim conviver com arranhões, mordidas, coisas derrubadas pelo chão. Quando eles estão agitados é sempre assim, correm por todo lado e nunca olham por onde passam, assim derrubam tudo que esteja no caminho. E quando o que eles querem é atenção irrestrita, eles se empenham em impedir que eu faça qualquer coisa, sobem no computador, ficam me cutucando, enfim fazem tudo para que eu pare o que estou fazendo para ficar paparicando os dois. Assim, tem dias que eles me deixam louca e penso porque adotei os dois. Até brinco falando que vou criar o "Devolva Um Gatinho" e o Sam será o primeiro devolvido. Sim, ele é o mais levado, o que mais faz bobagens. Mas tudo passa, e continuo amando os dois de paixão. Sei que não vivo sem eles e muitas vezes nem consigo dar uma bronca direito pois acabo achando graça da baderna provocada por eles. Acabo rindo, aí perco toda a moral com eles. Por tudo isso me identifiquei muito com um vídeo que vi semana passada, que foi indicado pela Renata. É um clipe sobre o gatinho Sparta, onde o seu dono canta os problemas de conviver com um gatinho, mas ao mesmo tempo declara amor incondicional ao bichano.





Eu já vi o vídeo um monte de vezes e virei fã do Sparta, que é um fofo. Sparta nada mais é que um gatinho normal, que é agitado e que dá muitas alegrias para o seu papai humano. É sempre assim, o saldo sempre é positivo e sempre vale a pena ter um gatinho.



Nota da blogueira: Para quem usa o explorer o link para comentários não deve aparecer(o que sempre acontece quando coloco um vídeo no post), se quiser comentar clique no título do post.



Comentários

  1. O Sparta é mesmo o modelo de gato que tem por aí :-) às vezes tbm penso como minha vida seria mais tranquila sem eles, mas já me arrependo na hora do pensamento porque as alegrias que eles me trazem são infinitamente maiores do que os problemas. É ótimo chegar em casa e vê-los me esperando, ou ter dois ou três tentando dividir o mesmo colo em busca de carinho... sem falar que são uma companhia perfeita pra quando ficamos sozinhos em casa!!
    (E não dê a idéia do Devolva um Gatinho pro Gabriel, ele vai levar o Menelau lá na hora! hahaha)
    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. risos "devolvo uma Lara".. isso ocorre a cada 5 min diários aqui.. mas ele dá alegria para casa.. com ela dá p; saber q temos gatos, se bem q ela é meio cachorro. Pq a marion ja está na fase da vida onde o lema é comer e dormir.. tem dias q nem sei onde ela tá de tão quietinha....

    ResponderExcluir
  3. Rê, o Sam anda impossível nos últimos dias, mal deixa a gente dormir. Espero que esta fase passe logo. Pq é sempre assim, ele alterna fases normais e fases que está histérico e aí perturba todo mundo. Ih,pelo jeito o Menelau que vai estrear o devolva um gatinho! ahaha
    Eu posso brigar com eles, mas não devolvo não! eheh

    Sugar, você tem que filmar a Lara com a bolinha. A Marion já entrou em fase de hibernação total!

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. eu sou uma pessoa que prefere cachorros, mas amo gatos também. adorei o sparta !

    ResponderExcluir
  5. Lu, eu adoro cachorros também. Mas cachorro e apartamento não combinam. Ainda mais que gosto mesmo de cachorro grande e aqui não caberia um!

    Beijos

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Vamos, comente!!!

Postagens mais visitadas deste blog

Na Secadora Não!

Ovono

Papel e caneta