Altinha, eu?



É comum as pessoas falarem que não conseguem me imaginar bêbada ou que até seria bizarro me ver altinha. Umas morrem de curiosidade de me ver altinha. Outras até se espantam em saber que eu bebo bebida alcóolica, acham que eu fico só no refri ou no suquinho. Dizem que tenho cara de séria, de pessoa que não bebe. Eu gosto de beber de vez em quando, mas nunca fiz da bebida um ingrediente essencial para a minha diversão. Por isso são raras as pessoas que me viram altinha até hoje. Bebo mas sempre com moderação, quando percebo que estou ficando "flutuante" já manero ou mesmo páro de beber. Faço isso não para preservar a imagem de séria ou controlada, e sim porque não gosto de perder a consciência dos meus atos. Além de ter medo de dar vexame, é claro. Mas acho que nunca daria vexame, das vezes que passei da conta nada demais aconteceu. Eu fico até bobinha quando estou altinha, fico rindo e totalmente tonta. Dizem que os olhos ficam brilhando também, mas isso nunca comprovei, pois não lembro de ter me olhado no espelho nestas condições. Hoje em dia eu só me permito beber além da conta quando estou em casa, só Wally e eu. Assim as chances de vexame em público são zero. Pois eu odeio chamar atenção, e bêbados sempre atraem olhares curiosos ou de reprovação. Assim, me ver altinha em público é praticamente impossível.
Em geral gosto de bebidas mais suaves, cerveja sempre as mais levinhas. Destilados passo longe, a não ser que estejam misturados com algo mais, como na capirinha ou afins. Vinho eu gosto muito, mas me deixa altinha bem rápido, na segunda taça já estou quase flutuando.E adoro uma cuba-libre. Eu realmente devo ser a mais fraca da família quando o assunto é bebida. Não consigo acompanhar meus primos ou mesmo a Sugarbaby. Eles são jogo duro, bebem muito e aguentam o tranco. Por isso nem tento acompanhá-los. Geralmente parto para o refri muito antes de qualquer um deles começar a sentir o efeito do álcool. Com toda esta moderação as cervejas que ainda moram na minha geladeira vão demorar um pouco para acabar. Melhor assim. Pois é uma situação bem triste ter uma relação de dependência com a bebida e isso eu sei bem que não corro risco de ter. Acho que neste ponto o meu jeito sério de ser contribui para eu saber me controlar. Beber é bom, mas sempre com moderação. :)

E um brinde porque hoje é sexta!

Bom fim de semana!

Comentários

  1. Marion, então a gente ta junto nessa, eu odio passar vexame e fora que gente bebada é muito chato.
    Se vc ainda consegue terminar essa garrafa fica feliz viu? eu já to bebado antes da metade hihihihih
    prefiro assim, garanto a diversao e uma conta bem baixinha no fim da noite no bar, mais se precisar de ajuda para terminar coma s cervejas na geladeira eu garanto que tomo, dois goles pode ser?
    Bjão

    ResponderExcluir
  2. Nunca te vi em nenhum nivel de embriaguez, tanto que qdo li o título desse post sem ver o resto, pensei que se tratava de um post sobre salto alto...hahahaha
    Beijinhos.

    ResponderExcluir
  3. Gammelo, neste ritmo a sua ajuda não vai servir de muito! risos

    Mari, é, acho que você nunca me viu altinha. Na verdade poucas pessoas viram.

    Beijos

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Vamos, comente!!!

Postagens mais visitadas deste blog

Na Secadora Não!

Meus Furacõezinhos!

Ovono