Rush



Quando  li sobre o filme Rush (2013 -USA/Germany/UK) fiquei entusiasmada, pois é um filme que tem o Thor (o uber-maravilhoso ator Chris Hemsworth) e tem as corridas de Fórmula 1 como tema. Ontem fui bem animada para a sessão das quatro e meia da tarde do cinema do Shopping Bourbon, sabia que tinha tudo para gostar do filme, o que eu não sabia que o filme era impactante.  É um filmão, que mexeu muito comigo e que me deixou vidrada na telona durante as duas horas de exibição. 

O filme foca na rivalidade de dois pilotos de Fórmula 1 : James Hunt (Chris Hemswoth) e Nicki Lauda (Daniel Brühl), que travam uma disputa particular para saber quem era o melhor. É uma história real, que se passa na década de 70, quando as corridas eram muito mais perigosas que as de hoje em dia e que as mortes de pilotos era algo frequente. O filme mostra um momento muito difícil da vida do Nicki Lauda, quando ele sofreu queimaduras graves decorrentes de um acidente durante uma corrida na Alemanha.  Eu, como fã de fórmula um, vi o Nicki Lauda disputando vários GPs e sabia da história do acidente. Mas eu não sabia que ele tinha voltado a correr poucos meses depois do acidente. Ele teve muita coragem, pois o sofrimento por que ele passou foi absurdo. As cenas do acidente e da recuperação dele são fortes, mexeram comigo. Fiquei bem aflita e e emocionada. O filme faz questão de enfatizar a gravidade dos acidentes que ocorriam naquela época, mas sem apelar para o sensacionalismo, mostra o necessário para impactar a platéia, faz o mesmo com as sequências do tratamento do Nicki Lauda. 

Além das partes fortes, o filme traz muita emoção quando mostra as sequências de corridas. São de tirar o fôlego, principalmente a última prova, o GP do Japão.  A gente sente a tensão dos pilotos correndo sob um temporal, sem conseguir ver nada, somente borrões, pois as viseiras ficavam embaçadas com a água da chuva. 

O diretor Ron Howard fez um filme impressionante, tenso e envolvente. Para que o filme funcionasse, ele contou com o talento dos protagonistas, Chris e Daniel estão perfeitos em seus papéis.  Vi na tela o James Hunt e não o Thor. O Chris encarnou o papel brilhantemente.  Daniel  interpreta Nicki Lauda com muita verdade, uma interpretação cativante, apesar do personagem ser contido e bem diferente do fanfarrão do James Hunt. 

O filme não coloca ninguém como mocinho ou vilão, apenas destaca as diferenças de personalidade entre Hunt e Lauda. Mostra o estilo de vida de cada um, sem fazer julgamentos.  São opostos, rivais e que, no fundo, precisavam um do outro para dar o melhor de si nas pistas. 

Este filme entrou para a minha lista de preferidos de sempre.  Um filmão que vai impactar muita gente.  Imperdível! 


Comentários

  1. Esse filme é incrível! Também entrou para a lista dos meus preferidos. E olha que não gosto de Fórmula 1, nem sabia do acidente do Nicki Lauda. Realmente imperdível e para todos os públicos.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Vamos, comente!!!

Postagens mais visitadas deste blog

Na Secadora Não!

Meus Furacõezinhos!

Ovono