Não tem explicação



Durante uma conversa descontraída Wally me perguntou porque gosto dele, aí respondi que são vários os motivos, mas que, com certeza, o motivo número um era o fato de ele ser mais novo do que eu, pois eu nunca dei bola para os caras mais velhos. E, em meio a risadas, fui listando os outros fatores. Depois que os itens da minha lista acabaram, eu disse que no fundo eu não sabia o porquê. E não sei mesmo, porque o amor não tem explicação. Claro que eu gosto de muita coisa nele, que posso fazer uma lista infinita das qualidades dele, mas a lista nunca vai explicar o amor que sinto. Mesmo porque quando tudo começou eu mal o conhecia, mas já sentia algo bem forte por ele, sem saber nem 10% das coisas que me encantam nele. Dizem os cientistas que o encantamento pode estar relacionado com o cheiro de cada um, que há cheiros (que não sentimos conscientemente) que provocam a atração pelo outro. Sinceramente eu acho bobagem tentar encontrar as razões do amor, isso não importa. Amor não se mede, não é algo exato, é algo mágico e por isso mesmo um tanto misterioso. E este mistério que deixa o amor mais bonito e imprevisível. Por isso acho que não devemos tentar entender o amor, e sim nos preocupar em vivenciá-lo intensamente, sem medos.



Comentários

  1. Amor apenas existe e a gent enao pode ter medo de senti-lo e tambem sermos honestos com e quando os sentimos ;)

    ResponderExcluir
  2. eu acredito na química, na energia, algo que promove quimicamente a afinidade entre umas pessoas e outras não. a questão é se isso vai pra frente ou não. e a paixão eu acho que é mais química, o amor é o amadurecimento dela. tem paixões que acabam sem se transformar o amor. e acho que depois que transformam em amor, outras questões pesam. construir uma vida juntos, um lar. os famosos vínculos que multiplicam o amor. adorei o post, o amor de vcs e a belíssima foto. beijos, pedrita

    ResponderExcluir
  3. Sugar, é isso mesmo!

    Pedrita, eu até acho que o lance da química corporal exista, atração física pura e simples. Mas como explicar o envolvimento via internet, onde o contato corporal não existe? E também acho que o amor é o amadurecimento de uma paixão.

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. É, não dá mesmo pra explicar. Se fosse questão de cheiro ou de uma ou outra qualidade, seria fácil se apaixonar por qualquer pessoa na rua com as mesmas características. Acho que rola uma identificação, mas não tem como explicar, o que importa é que é muito bom sentir ;)
    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Ando com medo de me envolver por experiencias que nao deram certo, mas eu creio no amor, sim!

    ResponderExcluir
  6. às vezes concordo com Mario de Andrade, que amar é um verbo intransitivo. Ou seja, quem ama simplesmente ama....

    ResponderExcluir
  7. Rê, é muito bom mesmo sentir o amor! :)

    Mari, nunca deixe de acreditar.Quando eu conheci o Wally eu estava achava que nunca conheceria alguém legal ( estava totalmente desiludida!), e ele apareceu! :)

    Tak, concordo! :)


    Beijos

    ResponderExcluir
  8. o meu melhor amigo diz q se a gente consegue explicar tintin por tintin então não é amor...

    q amor mesmo a gente sente e nem sabe ao certo o porque!


    bjs chuchu

    ResponderExcluir
  9. Amor que não se mede,
    amor que não se pede,
    que não se repete

    Amor!!!

    ResponderExcluir
  10. Ice, acho que seu amigo tem razão!

    Demian, eu adoro esta música! E lembrei dela quando escrevia o post.

    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Melo e eu temos dessas coisas. As X tentamos adivinhar as coisas que o outro gosta só pra ver se nos conhecemos mesmo. É meio bobinho, mas o amor tem dessas coisas.

    ResponderExcluir
  12. Wans, eu adoro as coisas bobinhas do amor! ;) Deixa tudo mais leve, não?

    Beijos

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Vamos, comente!!!

Postagens mais visitadas deste blog

Na Secadora Não!

Ovono

Papel e caneta