Tem gato na mala!


Sempre que vou viajar os gatinhos ficam agitados, eles percebem que a gente vai ficar longe por um tempo. Já entendem que arrumação de mala é sinal que nós, ou um de nós, vamos sair de casa por alguns dias. E eles adoram uma mala, se a gente não presta atenção corre o risco de fechar a mala com algum deles dentro. Se eles ficam agitados e apreensivos com o índicio de uma viagem, eu também fico. Me dá um aperto no coração deixá-los em casa e ficar dias longe deles. Mas eu só viajo se tiver como garantir que eles ficarão bem durante a minha ausência, o bem-estar deles vem em primeiro lugar. Sempre. Geralmente quando Wally e eu viajamos mamãe e Sugarbaby cuidam dos gatos, indo todo dia ao apartamento para dar comida e atenção. Quando é assim eu viajo tranquila e me permito ficar até duas semanas fora, pois sei que eles estarão bem. Mas quando é uma viagem familiar, que mamãe e Sugarbaby viajam conosco, a situação muda. Quando é assim, Frodo e Sam ficam sozinhos no apartamento e com isso a viagem não pode durar mais do 2 dias, que é o período máximo que eu eles podem ficar sozinhos numa boa. Isso já aconteceu duas vezes, a mais recente neste mês quando fomos para Foz. Para que eles fiquem sozinhos, colocamos mais água e comida e uma caixa de areia extra. Tudo isso para que nada falte. Das duas vezes eles se comportaram direitinho, não fizeram bagunça e estavam muito bem quando chegamos, apenas loucos de saudades, como a gente também estava deles. Eu fico bem preocupada quando os deixo sozinhos quando viajo, fico pensando direto neles. O que me acalma é que hoje em dia eles já sabem que a gente vai, mas volta. Por isso eles não ficam tão inseguros com as nossas viagens. E fico feliz da vida quando volto e me deparo com os dois miando e vindo me cumprimentar cheios de saudades. É sempre bom voltar para casa para ficar fazendo cafuné nos meus filhotes peludos. :)


Comentários

  1. eu tb fico com o coração apertado qd viajo. mas tb tenho quem venha brincar com a sarah e cuidar da higiene e comida dela. ela fica me esperando dormindo perto da porta. e quase não come se alguém não agita ela na minha ausência. mas mala ela não relaciona muito pq aqui saem muitas sacolas e pacotes de entregas do meu trabalho, então ela não consegue relacionar. beijos, pedrita

    ResponderExcluir
  2. Aperta o coração mesmo! Os meus estão acostumados até 2 dias sozinhos, nos fins de semana, mas mais do que isso não dá, pelo menos a água tem que ser trocada... Aqui é pior porque quando viajo meus pais vêm, mas como vêm de Itu, não dá pra vir todo dia... mas acontece tão pouco (infelizmente!) que nem preciso me preocupar :-)
    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Meusobrinhos... Isso me lembra a Mãe com a Lara até que desta vez ela ficou mais tranquila. Qdo fomos a Asu foi pior.. na ida ela já estava desesperada p/ saber se a Lara estaria bem sozinha.

    ResponderExcluir
  4. Aqui é só pegar a mala pra Cher se enfiar dentro dela, ela cheira tudoooo, parece que está conferindo :)

    ResponderExcluir
  5. Pedrita, é sempre preocupante deixá-los sozinhos. Mas o bom é que contamos com pessoas que podemos confiar para cuidar deles.

    Rê, mais que dois dias não dá mesmo. Espero que você tenha que se preocupar mais então! ehehe

    Sugar, eu fico tão preocupada quanto a mãe. É difícil ficar longe deles.

    Dany, aqui os dois tb checam a mala todinha!

    Beijos

    ResponderExcluir
  6. AH, você é que pensa que eles sentem saudades. Na verdade, os dois ficam ansiosos pra vocês irem embora logo pra fazer uma festinha, igual aquelas que o Tom fazia no desenho, com os gatos da vizinhança... :P

    ResponderExcluir
  7. AI Q LINDINHO!!!!!!
    os meus entram na mala e ficam se roçando nela e espalhando pelo pelas roupas limpinhas q eu acabei de guardar..hahah

    mas desses fofos a gente perdoa qq coisa, né?!

    bjs chuchu

    ResponderExcluir
  8. Tak, você pode estar certo! eeheh Eles devem gostar de serem os donos do pedaço!

    Ice, o pior que a gente perdoa mesmo! Aqui eles adoram também bagunçar uma mala recém -arrumada!

    Beijos

    ResponderExcluir
  9. te entendo. é ruim demais mesmo ter de deixar os bichinhos. o cachorro do maridão quando via a gente colocando a mala no carro já ia deitar com o rabo entre as pernas e não levantava mais por nada, ficava ali desolado, com aquela cara expressiva de quem está num velório... deixa o coraçãozinho da gente desse tamaninho!

    ResponderExcluir
  10. Lu, o que dá mais aperto no coração é que eles não entendem direito o que acontece. A gente não consegue explicar que vai ali e já volta.

    Mas com o tempo eles percebem que a gente sempre volta. :)

    Tadinho do cachorro do maridão!

    Beijos

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Vamos, comente!!!

Postagens mais visitadas deste blog

Na Secadora Não!

Ovono

Papel e caneta